Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos
Acesse sua conta

Pesquisa revela que a maioria dos brasileiros entre 16 e 24 anos já aderiu aos bancos digitais

Por Camila SilveiraPublicado em

As empresas têm investido cada vez mais em soluções tecnológicas com o propósito de facilitar a vida dos clientes e conquistar novos públicos. Esse é o caso dos bancos digitais, afinal, eles levam seus serviços digitalizados a um grande número de pessoas pela internet e, como resultado, ganham mais popularidade e clientes.

Os bancos digitais, para quem não sabe, são instituições financeiras que operam exclusivamente pela internet, permitindo que o cliente tenha acesso facilitado aos mesmos serviços disponíveis nos bancos convencionais, como saques, transferências de dinheiro, cartões de crédito, entre outros, mas de forma completamente digital.

Adesão de público mais jovem

Devido a forte presença na internet e nas redes sociais, os bancos digitais atingiram uma faixa de clientes mais jovens.

De acordo com a pesquisa feita pelo Ipec, encomendada pelo banco C6 Bank, atualmente 51% dos brasileiros entre 16 e 24 anos usam mais as novas empresas digitais do que as tradicionais para as movimentações e operações do dia a dia, como saques, depósitos, transferências e pagamentos.

Essa foi uma estratégia pensada pelas novas empresas para garantir uma maior adesão de clientes novos, começando pela faixa etária jovem. Um dos principais fatores que contribuíram no momento de atingir esse público foi o uso das redes sociais e influenciadores digitais para a divulgação.

Homem desconfiado com a mão no queixo

Com o seu score calculado, você descobre o produto financeiro ideal para você!

Calcule o seu score de forma gratuita, rápida e segura e tenha acesso a centenas de cartões de crédito e outros produtos financeiros.
+ 1.267.543 milhões de pessoas já consultaram

Ao criar uma conta você aceita nossos termos de uso política de privacidade. Aceita também receber notificações por e-mail e SMS, que podem ser canceladas quando quiser.

A pandemia influenciou na popularidade dos bancos digitais

A praticidade oferecida pelos bancos online fez com que eles se tornassem uma opção muito mais procurada no momento da pandemia.

Segundo o estudo, 36% dos entrevistados afirmaram ter aberto uma conta em um banco digital desde o início da pandemia da Covid-19. Além disso, 78% deles passaram a usar mais as suas contas digitais nesse período e 17% estão há mais de um ano sem ir até uma agência física.

Vale ressaltar, também, que os usuários de cartão de crédito preferem os bancos digitais. De acordo com os dados, 45,6% dos consumidores utilizam os cartões, principalmente, em instituições digitais em pagamentos e compras, em paralelo com os 49,8% que usam cartões de bancos tradicionais. A pesquisa entrevistou duas mil pessoas.

Conclusão

Os dados indicam que a digitalização é um caminho que as instituições devem seguir para garantir a entrada de novos clientes e oferecer maior praticidade em momentos turbulentos, como o período da pandemia.

Essa tendência, portanto, aponta para um futuro dominado pelas instituições financeiras digitais, com consumidores mais ativos e atentos às suas vidas financeiras.

Gostou do conteúdo?

Esperamos ter ajudado você com esse conteúdo. Em caso de dúvidas ou sugestões, deixe o seu comentário para nós. Até a próxima!

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Camila Silveira

Redatora e Especialista em Produtos e Serviços Financeiros na Foregon, adora descomplicar os cartões de crédito, empréstimos, financiamentos, seguros, contas digitais, entre outros. Boa parte do seu trabalho é acompanhar a movimentação dos bancos e instituições financeiras para trazer as principais notícias do mercado.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

Corretoras de Criptomoeda: Como evitar ciladas? Veja algumas dicas

Descubra como se proteger de cobranças indevidas nas suas contas de telefone

O que é pró-rata e como calculá-lo?

5 dicas para viver com um salário mínimo

5 dicas de como ganhar dinheiro sendo estudante

Cheque: entenda o que é e conheça suas variações

Lei do Superendividamento: saiba como renegociar suas dívidas sem extrapolar seu orçamento

Como se organizar para comprar sua casa própria em 2022