Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos
Acesse sua conta

Pix está na mira de criminosos que aplicam golpes de phishing

Por Camila SilveiraPublicado em

Ao mesmo tempo em que o Pix, novo sistema de pagamentos instantâneo do Banco Central, traz muitas vantagens para o dia a dia da população brasileira, ele está sendo motivo de preocupação. Afinal, a plataforma está na mira de diversos criminosos que aplicam golpes de phishing. Saiba mais e esclareça as suas dúvidas.

De acordo com uma reportagem do G1, uma vítima acabou perdendo R$ 4.500 depois de ter conversado com uma pessoa que se passou por um funcionário do setor de segurança da Caixa Econômica Federal. A ligação ocorreu enquanto a mulher realizava o cadastro de sua chave no Pix.

A vítima afirmou que o golpista ofereceu orientações sobre o que ela deveria fazer para desbloquear o aplicativo e concluir o cadastro das chaves, alegando que ele estaria  cm problemas para realizar as operações remotamente.

Imperdível
Sua chance de ter um cartão de crédito sem anuidade78.477 pessoas já pediram
Ver cartão
Encerra em 16:20

Porém, as orientações que ele passou resultaria em uma transferência de todo o dinheiro da conta da vítima para uma outra conta, usada pelo criminoso. A vítima só percebeu que se tratava de um golpe quando a notificação do aplicativo do banco de confirmação da transação chegou em seu celular.

WhatsApp clonado pode ser intermediário para golpes com o Pix

Outras notícias de golpes que circulam na mídia nacional indicam que os criminosos também usam o velho esquema do WhatsApp clonado para aplicar golpes de phishing utilizando o novo sistema de pagamentos do Banco Central.

Uma mulher de 22 anos foi enganada por um golpista que clonou o WhatsApp de sua tia e, ao se passar pela familiar, ele conseguiu que a jovem transferisse R$ 1,4 mil via Pix.

"Você não se atenta, por causa da velocidade que tem essa transferência", afirmou outra vítima de um caso parecido ao programa Fala Brasil. "Perdi mais de R$ 6 mil em uma questão de 15 minutos". 

Portanto, mesmo que as operações com o Pix sejam rápidas para serem concluídas, isso acaba dificultando o trabalho da polícia de impedir as transações suspeitas.

Como evitar golpes no Pix?

As dicas para evitar esse tipo de golpe são: desconfie de mensagens de outras pessoas que peçam dinheiro pelas redes sociais ou por telefone, mesmo que sejam enviadas por números conhecidos, como os de amigos e familiares. Evite fornecer dados sensíveis, como pessoais e bancários pelo chat e não clique em links sem saber de sua real procedência.

Descomplicamos?

Esperamos ter ajudado você com esse artigo. Em caso de dúvidas ou sugestões, deixe o seu comentário para nós e até a próxima!

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Camila Silveira

Redatora e Especialista em Produtos e Serviços Financeiros na Foregon, adora descomplicar os cartões de crédito, empréstimos, financiamentos, seguros, contas digitais, entre outros. Boa parte do seu trabalho é acompanhar a movimentação dos bancos e instituições financeiras para trazer as principais notícias do mercado.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

Pix: como usar o sistema?

Cadastro da chave Pix não é obrigatório

Itaú afirma que Pix está substituindo TED e outras transações: entenda

Pix: função soma R$ 1 tri em transações e responde por metade das transferências

Pix: qual o limite diário de transações?

iFood agora aceita PIX como forma de pagamento

Pix Cobrança: entenda como funciona o novo serviço do BC

BC vai liberar estorno de dinheiro pelo Pix em caso de fraudes ou falhas