Foregon.comConteúdos

Pix: qual é a sua vantagem sobre as finanças e os negócios?

Camila SilveiraPublicado em

Criado pelo Banco Central, o novo sistema de pagamentos instantâneo, mais conhecido como Pix, entrará em pleno funcionamento a partir do mês de novembro. O objetivo é incluir mais pessoas no sistema bancário, facilitar as operações financeiras e oferecer custos baixos aos brasileiros (será gratuito para Pessoas Físicas e MEIs).

Diferentemente do TED e DOC, as transações do novo sistema de pagamento ficarão disponíveis 24 horas por dia, sete dias por semana, sem exceção. Em apenas dez segundos, uma pessoa conseguirá transferir dinheiro para outra e, também, realizar outras operações financeiras.

Além dessas vantagens, o Pix também permitirá o pagamento de tributos (inicialmente os federais) e contas de consumo. Em um possível futuro, mais especificamente em 2022 ou 2023, poderão ser realizados pagamentos internacionais.

Imperdível
Sua chance de ter um cartão de crédito sem anuidade78.477 pessoas já pediram
Ver cartão
Encerra em 16:20

Antes do Pix

Antes do novo sistema de pagamentos entrar em pleno funcionamento, os brasileiros devem continuar usando boletos, TEDs e DOCs. Essas operações possuem um preço relativamente elevado (alguns bancos chegam a cobrar até R$ 18) por transação e o crédito demora para ser transferido.

Para os bancos, essa novidade do Banco Central pode não ser tão vantajosa, até porque as tarifas cobradas pelas instituições financeiras representam uma significativa receita. Com a chegada do Pix, que não cobrará nenhuma tarifa para Pessoas Físicas e MEIs, é possível que os bancos percam até 8% do faturamento.

Depois do Pix

Com ele, as Pessoas Físicas e Jurídicas poderão realizar pagamentos por meio do QR Code Estático, Qr Code Dinâmico ou chave de endereçamento cadastrada no aplicativo do banco em que tiver conta. Assim como o DOC e TED aparecem no aplicativo da instituição financeira como opções de pagamento, o Pix também ficará disponível na tela.

O cadastramento de chaves pode ser feito com o CPF, CNPJ, e-mail, número de telefone ou alfanumérico aleatório concedido pelo BC, e o usuário poderá ter até duas chaves diferentes.

O Pix será responsável por promover inclusão financeira de milhares de brasileiros que não têm uma conta bancária, devido à burocracia existente, e facilitará os pagamentos que serão realizados por uma simples leitura de QR Code, por meio do celular, ou por tecnologia de aproximação (NFC).

Fique atento

É importante tomar cuidado com o Pix, pois devido à velocidade da transação, a compra e/ou pagamento não poderão ser canceladas ou alteradas após a confirmação. Diferentemente das empresas de cartão de crédito, o Pix não oferece estorno (devolução automática do dinheiro) para o usuário.

Sobre fraudes, é também válido se atentar, até porque já existem golpistas enviando e-mails pedindo para que o cliente acesse um determinado link para receber a adesão ao Pix. Entenda, quem quiser se cadastrar no novo sistema de pagamentos do Banco Central deve fazer isso somente pelo Internet Banking ou aplicativo do banco.

Descomplicamos?

Este artigo ajudou você? Esperamos que sim. Qualquer dúvida, deixe um comentário para nós e até a próxima!

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Camila Silveira

Redatora e Especialista em Produtos e Serviços Financeiros na Foregon, adora descomplicar os cartões de crédito, empréstimos, financiamentos, seguros, contas digitais, entre outros. Boa parte do seu trabalho é acompanhar a movimentação dos bancos e instituições financeiras para trazer as principais notícias do mercado.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

Quantas chaves Pix posso cadastrar por CPF ou CNPJ?

Posso cadastrar as chaves PIX em mais de um banco?

Pix: aprenda como cadastrar a chave no App Caixa Tem

Pix: conheça 5 curiosidades sobre o novo sistema de pagamentos do BC

PIX: Banco Central anuncia fase de testes para o dia 3 de novembro

PIX do Mercado Pago: conheça os diferenciais

Pix: qual é a sua vantagem sobre as finanças e os negócios?

Quer evitar golpes no PIX? Confira nossas dicas

  1. Home
  2. Conteúdo
  3. Pix