Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos
Acesse sua conta

Pix: sistema pode ser utilizado para pagamento de impostos e tributos

Por Sabrina VansellaPublicado em

O Pix, que tem sido o sistema mais utilizado para transferências instantâneas, aos poucos está sendo implementado para pagamentos de impostos e tributos. Superando as formas tradicionais de transferências, como TED, DOC e boletos, passa a ser implementado em novos setores de pagamentos.

Inicialmente, no Paraná, as expectativas são de que várias cidades do estado passem a utilizar o Pix para pagamento de tributos e impostos. Desta maneira, estão inclusas a Lapa e Marechal Cândido Rondon, apesar de uma alta previsibilidade, a adesão pode levar algum tempo para ser concluída.

Carmelo Daronch, secretário de Fazendo de Marechal Cândido Rondon, compartilha que o processo de adoção dos pagamentos instantâneos de impostos estão sendo otimizados, graças a uma tecnologia da informação que foi implementada em outros municípios de Santa Catarina.

Imperdível
Sua chance de ter um cartão de crédito sem anuidade78.477 pessoas já pediram
Ver cartão
Encerra em 16:20

Além disso, o Pix foi optado por ser um mecanismo que facilita as tarefas do setor de arrecadação. Daronch também acrescenta que isso permite a possibilidade de pagamentos dos impostos de maneira instantânea e em qualquer instituição bancária.

A praticidade do Pix

Com o Pix, ocorreu uma otimização em comparação às diferentes formas de pagamentos, a lógica é de que isso prevaleça ao pagar os impostos. Muitas vezes, o sistema tradicional de quitação de tributos aumentava a possibilidade de que alguns pagamentos não fossem realizados por incompatibilidade entre o sistema utilizado pela prefeitura e o banco do contribuinte.

"Muitas vezes, acontecia de o banco do contribuinte não conseguir processar o pagamento das guias da prefeitura por meio do código de barras, porque a prefeitura não tem convênio de pagamento com todos os bancos. Com o Pix, a pessoa pode ter sua conta em qualquer instituição bancária e consegue fazer esse mesmo pagamento sem custo nenhum", segundo o secretário da Fazenda.

Outro ponto que foi levado em consideração por Daronch, é de que a mudança traz benefícios tanto para os contribuintes como também para a prefeitura. "Para a administração, fica mais fácil de receber porque com o Pix acaba aquela história de ‘ah, não passou o código de barras, não deu para pagar porque passou do horário’".

Para facilitar o sistema, não será necessário imprimir nada, apenas fazer a leitura do QR Code e efetuar o pagamento, que é processado no mesmo instante. Ou seja, pode ser feita no trabalho, em casa e em qualquer lugar. 

Por fim, podemos observar que o sistema Pix quer facilitar a maneira como os impostos são cobrados e, assim, otimizar as formas de pagamentos em diversos setores.

Informamos?

Esperamos que tenha gostado deste conteúdo, não esqueça de clicar no "like". Se tiver alguma dúvida, faça um comentário. Até breve!

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Sabrina Vansella

Redatora e Especialista em Produtos e Serviços Financeiros na Foregon, se identifica com conteúdos noticiosos e sobre dicas financeiras. Procura simplificar e melhorar a qualidade de vida dos usuários e, para isso, preza por uma pesquisa assídua e uma escrita clara.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

Pix: pagamento via WhatsApp é uma ameaça?

Confira o passo a passo de como agendar um Pix no Nubank

Pesquisa aponta que Pix é o 2º meio de pagamento preferido dos brasileiros

Confira 4 benefícios do Pix para e-commerces

Banco Central deve lançar o Cartão Pix para pagamentos offline

Pix: como gerar QR Code pelo aplicativo da Caixa

Golpe do Pix Agendado é falso; entenda

Pix: sistema pode ser utilizado para pagamento de impostos e tributos