Foregon.comConteúdos

Planejamento financeiro para uma viagem internacional

Por ForegonPublicado em
Compartilhe

Olá, pessoal. Aqui é o Thiago Busarello do blog Vida de Turista e estou escrevendo esse artigo em parceria com a Foregon trazendo um pouco das nossas experiências de planejamento financeiro para uma viagem internacional.

Vamos contar aqui principalmente como foi a nossa experiência de ter feito uma viagem para Cancun. O que levamos em consideração na escolha da passagem aérea, reserva de hotel, questões cambiais e tudo mais.

Também vamos falar sobre o que deve ser levado em consideração no planejamento financeiro considerando as experiências dessa viagem e também da nossa experiência de mais de 13 anos de blog.

Imperdível
Sua chance de ter um cartão de crédito sem anuidade78.477 pessoas já pediram
Ver cartão
Encerra em 16:20

Como foi nossa viagem para Cancun

A nossa viagem para Cancun aconteceu em 2018 e foi uma viagem especial porque era nossa viagem de lua de mel. Ela aconteceu logo no dia seguinte ao casamento. 

Eu já conhecia Cancun anteriormente, tinha viajado sozinho em 2008 pelo blog. Porém a minha esposa não conhecia, mas ela sempre ficava escutando eu falar o quanto Cancun era um lugar maravilhoso e então combinamos de fazer a lua de mel no México.

A viagem durou 8 dias e foi realmente perfeita, no qual ficamos hospedados no Royal Solaris Resort com direito a all inclusive, ou seja, refeições completas todos os dias (café da manhã, almoço, jantar e outras refeições durante o dia).

Nosso planejamento de viagem começou com 1 ano de antecedência para encontrar as melhores opções de voos, hotéis e serviços e esse tempo é o que considero ideal para uma viagem dessas.

Como realizar o planejamento financeiro

Para realizar o planejamento financeiro para uma viagem, precisamos levar em consideração os seguintes fatores:

  • Escolha do destino;
  • Período da viagem;
  • Duração da viagem;
  • Serviços essenciais;
  • Serviços opcionais;
  • Quantidade de pessoas.

Escolha do destino

A primeira dica para realizar o planejamento financeiro para uma viagem internacional é a escolha do destino da viagem. 

Cada destino de viagem tem preços diferentes que variam considerando a distância, a cotação da moeda e particularidades do destino.

Por exemplo, uma viagem para Cancun chega a ser 50% mais cara do que uma viagem para Buenos Aires, por exemplo. 

Mas, às vezes, não chega a ser 20% mais cara do que uma viagem para o Nordeste, considerando a hospedagem em um resort all inclusive aqui no Brasil.

Ao mesmo tempo, uma viagem para Cancun costuma ser 20% mais barata do que uma viagem para a Europa ou Estados Unidos.

Período da viagem

O período da viagem também influencia diretamente nos gastos totais da viagem. Você já deve ter ouvido falar em alta temporada e baixa temporada, certo?

A alta temporada, significa o período onde existe a maior procura e interesse das pessoas para viajar para o destino escolhido. 

A lei da oferta e da procura se encaixa perfeitamente nesse sentido. Quanto maior o interesse das pessoas, menor a disponibilidade dos hotéis e resorts, além de um preço maior. 

É possível economizar até 20% fugindo da alta temporada, escolhendo aqueles períodos onde existe menor procura e que, ao mesmo tempo, ainda são bons períodos para fazer uma viagem.

Em Cancun, existem 3 períodos principais de alta temporada: 

  • Nas férias de julho;
  • Nas férias de dezembro;
  • No spring break (entre março e início de abril).

Nossa viagem de lua de mel para Cancun aconteceu logo no final do spring break, portanto havia uma menor procura dos resorts pelos estudantes americanos e europeus (principal público dessa época). Períodos ótimos fora da temporada para Cancun são os meses de maio e junho. 

O que você deve evitar na sua viagem, indiferente do destino, são períodos onde você pode ter suas férias frustradas por fatores climáticos, porque aí não valerá de nada ter feito a economia. 

Entre os meses de agosto e novembro, por exemplo, é o período de furacões do hemisfério norte. Quais as chances de acontecer um furacão em Cancun? Baixas, há anos que não acontece, mas é possível. 

O problema é que não são somente os furacões, mas sim as grandes ventanias e período de chuvas que podem estragar a viagem. Você gostaria de pagar um resort para ficar somente nele durante todo o período da viagem?

O mesmo deve ser levado em consideração para destinos onde tem maior volume de chuvas, calor extremo, frio extremo, destinos de neve fora da temporada de neve, etc.

Duração da viagem

Quanto mais dias você tiver de viagem, maiores também serão os gastos necessários com hospedagem e alimentação, principalmente.

Ao escolher um destino turístico para viajar, o ideal é montar um roteiro de viagem que cubra os principais lugares que você queira visitar e planejar dia a dia os passeios.

Nem sempre você precisa ficar 10, 20 ou 30 dias em um destino turístico. Às vezes 5 ou 7 dias são suficientes, o que ajuda a economizar na viagem.

No nosso caso, decidimos ficar 7 noites em Cancun, o que fez nosso planejamento de viagem considerar 8 dias no total. Ao todo 2 dias foram desperdiçados com deslocamento, já que a viagem até Cancun leva em torno de 12 horas, ou seja, foram 6 dias de aproveitamento.

Serviços essenciais

Existem serviços que são essenciais em uma viagem e que o turista não tem muita escolha ao decidir viajar para um destino internacional. Entre eles:

  • Meio de transporte;
  • Hospedagem;
  • Alimentação.

Meio de transporte

O transporte para uma viagem internacional na maioria das vezes é avião, mas que também pode ser feito através de carro ou navio de cruzeiro, dependendo o destino.

Para o planejamento financeiro, você deve escolher o meio de transporte que quer fazer a viagem e então calcular o investimento necessário. Em média, o transporte representa 30% do total da viagem.

Também deve ser levado em consideração: o tempo total da viagem, o tempo de espera em aeroportos, se há escalas, se é necessário pernoitar em aeroporto, se vai ser necessário deixar o carro em estacionamento pago em aeroportos e se vai utilizar táxis ou aplicativos como Uber para o deslocamento. 

Todos esses fatores impactam diretamente nos gastos totais da viagem e são essenciais para a viagem acontecer, representando muitas vezes 5% dos gastos.

Hospedagem

A hospedagem é outro investimento essencial, já que as viagens internacionais dificilmente duram somente um dia, ou seja, é necessário pernoitar em algum lugar, ter um local para tomar banho, deixar suas malas de viagem e tudo mais.

Aqui o ponto positivo é que nos últimos anos vêm surgindo alternativas muito interessantes para economizar, como a opção de hospedagem em casas ou apartamentos de temporada, a partir de sites como o Airbnb, assim como a opção de hospedagem em hostels.

A economia entre uma categoria e outra de hotel, pousada e resort, chega a ser de até 75%. Nós encontramos resorts all inclusive em Cancun que custavam R$ 2.000 a diária, como o Hard Rock Cancun, assim como hotéis na faixa de R$ 500, como o Emporio Cancun, para se ter uma ideia da diferença.

Alimentação

A alimentação é outro gasto essencial em uma viagem e, nesse caso, você deve considerar um valor médio por refeição para cada dia, considerando os dias que você vai se alimentar no hotel, nos passeios, em restaurantes ou simplesmente comprando alguma coisa nos mercados locais.

O quanto se vai gastar com alimentação é muito pessoal. Você pode querer visitar os melhores restaurantes da cidade ou simplesmente comer um lanche em um McDonalds. 

Fato é que uma das melhores experiências em uma viagem internacional é a gastronomia e eu recomendo reservar um valor para desfrutar das delícias e pratos locais. 

A alimentação chega a representar em média 15% dos gastos totais em viagem, com exceção se estiverem embutidas em diárias de resorts all inclusive.

Serviços opcionais

Existem outros serviços que devem ser levados em consideração no planejamento financeiro da viagem, que são considerados serviços opcionais, mas que podem ajudar muito durante a estadia.

Um deles é o aluguel de carro, que dá a flexibilidade de se locomover no destino na hora que quiser e economizando quando se precisa fazer vários deslocamentos em um mesmo destino. 

Outro deles é o chip de viagem internacional que permite você se manter conectado na internet o tempo todo, com planos que cobrem o período da viagem, além de fazer ligações internacionais.

Mais um serviço é o seguro de viagem. Em alguns destinos eles são obrigatórios, como no caso de viagem para a Europa, porém em outros países não é obrigatório.

Eu não me arrisco a sair do Brasil sem seguro, já que lá fora não existe cobertura do SUS para doenças ou acidentes. Você precisa desembolsar tudo do seu próprio bolso e com despesas muito mais caras que aqui no Brasil.

Os ingressos para parques, shows e espetáculos também são opcionais. Porém de que adianta sair do Brasil para conhecer os lugares se você não tiver acesso a eles? Por isso é importante reservar um valor para esse tipo de gasto.

Quantidade de pessoas

A quantidade de pessoas que vai viajar também influencia no valor final gasto com a viagem. 

Quanto mais pessoas estiverem viajando, maiores serão os gastos em todos os itens mencionados acima.

São mais assentos no avião, quarto para suportar toda a família (ou quartos individuais), maiores despesas com alimentação, mais ingressos, e assim por diante.

Cotação de preços

Após a definição do destino, da duração da viagem e dos serviços escolhidos, podemos avançar no planejamento financeiro da viagem na etapa de cotação de preços.

Essa etapa ajuda a ter uma noção de quanto vai sair sua viagem para começar a organizar as finanças e tomar a decisão de como será paga a viagem.

Sugerimos fazer uma consulta pela internet dos preços para cada serviço necessário para a viagem, como:

  • Passagens aéreas;
  • Reserva de hotéis;
  • Aluguel de carro;
  • Seguro de viagem;
  • Chip de viagem;
  • Troca de câmbio;
  • Ingressos e passeios.

Essa é uma etapa que toma tempo, mas que dá a noção real de quanto será o investimento financeiro para a viagem.

Como realizar a cotação

  • Se o meio de transporte for avião, é necessário realizar cotação em sites de cias aéreas ou sites de agências de viagem para dimensionar o investimento necessário;
  • Se o meio de transporte for carro ou ônibus, você deve calcular se vai utilizar um carro próprio ou veículo de terceiros, contabilizando gastos com combustível, diárias ou passagens;
  • Se o meio de transporte for navio, deve realizar cotação com as cias marítimas para ver o preço das cabines e serviços incluídos durante a viagem;
  • Se a hospedagem for em hotéis, pousadas ou resorts, você deve entrar em sites especialistas em hotéis na internet e fazer a cotação;
  • Se a hospedagem for em casas ou apartamentos de temporada, também;
  • E assim sucessivamente deve ser feito para cada um dos serviços necessários.

Importância do câmbio

O câmbio influencia diretamente no valor da viagem. Quando você planeja uma viagem com bastante antecedência, o que é o mais recomendado, você pode chegar no dia da viagem com um câmbio muito superior ao do dia que você tomou a decisão de realizar a viagem.

Nesse caso, é importante você acompanhar a cotação do câmbio ao longo do tempo para não ser surpreendido com o valor. No site do Banco Central você consegue consultar o histórico de cotações.

 

Hoje em dia você pode fazer a compra do câmbio pela internet, sem precisar ir até uma casa de câmbio. Algumas delas, inclusive, entregam o valor em casa.

De um ano para cá, por exemplo, o câmbio do dólar sofreu variação de quase 25%. Ou seja, se tivesse comprado um pouco de dólar todos os meses, o impacto da variação teria sido menor, tornando a viagem mais barata. O mesmo vale para as outras moedas.

Cartão de crédito internacional

Caso o planejamento financeiro não seja suficiente para a viagem, sugerimos levar junto um cartão de crédito internacional habilitado para uso no exterior. 

Ele nos ajudou muito na viagem para Cancun, porque decidimos fazer algumas compras não previstas e foi importante ter essa opção de crédito disponível para utilização.

Em março de 2020 o governo aprovou que os gastos realizados com cartão de crédito em moeda estrangeira devem ter respeitado o valor da cotação do dia da compra. 

Isso ajudou muito os viajantes a evitar surpresas na fatura do cartão no final do mês, já que agora você sabe exatamente quanto está gastando na compra, basta fazer a conversão.

Caso precisar de cartões de crédito internacional, aqui na Foregon existem várias opções de cartões disponíveis, que você pode fazer consulta a partir desse link.

Gastos totais

Vamos fazer agora uma conta básica considerando um planejamento financeiro para uma viagem internacional, tomando como base uma viagem para Cancun de 7 noites, com gastos médios para um casal fora da temporada.

Serviço Valor
Passagem aérea (x 2 pessoas) R$ 6.000 (R$ 3.000 x 2)
Hospedagem (x 7 noites) R$ 5.600 (R$ 800 x 7) 
Táxi / Uber / Estacionamento R$ 500
Ingressos R$ 2.000
Alimentação (x 2 pessoas x 7 dias) R$ 2.800 (R$ 200 x 2 x 7)
Compras R$ 1.000
Aluguel de carro (x 7 dias) R$ 1.400 (R$ 200 x 7)
Seguro de viagem (x 2 pessoas) R$ 600 (R$ 300 x 2)
Troca de câmbio / IOF R$ 400
Total R$ 20.300

Muitos outros gastos podem ser considerados, mas aqui trouxemos o valor daqueles que consideramos os principais itens.

Esse valor acaba sendo diluído com despesas que você gasta antes e durante a viagem, mas que no fim das contas, será o montante total necessário. 

Financiamento da viagem

Sabemos que a realização de uma viagem internacional muitas vezes é a realização de um sonho e para ajudar a viabilizar o sonho é possível fazer o financiamento da viagem através de instituições financeira.

A melhor alternativa é não precisa fazer o financiamento, devido às taxas envolvidas e toda a burocracia necessária. Mas quando isso não é possível, importante saber que existe essa alternativa.

Caso precisar, aqui na Foregon existe a opção de fazer empréstimos pessoais em várias instituições financeiras a partir desse link.

Finalizando

Como você viu ao longo do texto, é importante fazer um bom planejamento financeiro para uma viagem internacional para não se surpreender com os gastos necessários.

Aqui nesse artigo podemos trazer nossa experiência de viagem para ilustrar o que você deve levar em consideração, tomando como base nossa viagem de lua de mel para Cancun.

Esperamos que o artigo ajude no seu planejamento financeiro e que você consiga realizar muitas viagens.

E se quiser acompanhar mais dicas como essas, assim como nossas aventuras mundo afora, não deixe de nos acompanhar nas redes sociais e visitar nosso blog de viagem.

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe nas suas redes sociais

Foregon

Nós acreditamos na simplicidade e na transparência das relações, por isso descomplicamos os bancos

Ver todos os posts

Leia a seguir

  • Dicas financeiras

    Carta de Negativação da Boa Vista: o que é?

  • Dicas financeiras

    Plataforma de Cobrança da Boa Vista: conheça essa solução empresarial

  • Dicas financeiras

    Score de crédito PF da Boa Vista: como consultar?

  • Dicas financeiras

    O que são os órgãos de proteção ao crédito?

Ver mais conteúdos

Veja o que estão comentando

Principais conteúdos

Principais assuntos

  1. Home
  2. Conteúdo
  3. Dicas financeiras