Foregon.comConteúdos
    1. Dicas financeiras

    Saiba o que é e como fazer um planejamento sucessório

    Por Guilherme GadelhaPublicado em
    Compartilhe

    O planejamento sucessório permite que a transição de bens do empreendedor seja garantida aos herdeiros por meio de contratos e documentos legais. Este processo é essencial para evitar conflitos quando o fundador vem a falecer ou se afasta da gestão geral do negócio, além de garantir a continuidade da empresa.

    Existem alguns itens que podem fazer parte deste procedimento:

    • Acordo de quotistas;
    • Testamento;
    • Doações de bens;
    • Caso seja necessário, realização de uma constituição de uma holding familiar.

    O que eu preciso levar em conta durante um planejamento sucessório?

    Analisar o perfil do patrimônio deve ser o seu primeiro passo. Caso ele esteja mais acumulado em investimentos financeiros ou imóveis, é possível que o testamento e holding familiar sejam as melhores alternativas. Contudo, quando falamos de empresas, o acordo de quotista pode ser a escolha ideal.

    Imperdível
    Sua chance de ter um cartão de crédito sem anuidade3.521 pessoas já pediram
    Ver cartão
    Encerra em 16:20

    Um outro ponto que você deve levar em conta é o perfil dos herdeiros. É muito comum que os empreendedores preparem um sucessor para a administração dos negócios da família. Por conta disso, é fundamental notar qual dos herdeiros possuem perfil e vontade para inseri-lo nos negócios.

    Planejar os possíveis focos de conflitos familiares também é uma boa. Caso isso aconteça, a holding familiar pode ser a melhor opção para estipular regras de governança em relação   à gestão profissional dos investimentos. Uma solução pode ser a venda de imóveis para transformar o valor em apólices de previdência ou seguro de vida.

    Cuidado!

    Não se esqueça de proteger o planejamento sucessórios contra problemas legais que podem acarretar a invalidez dos documentos. É possível obter proteção legal da vontade do empreendedor que faz o planejamento sucessório ao lavrar o testamento publicado e registrar o acordo de quotistas em cartório.

    Opte pela transparência no âmbito das relações societárias e familiares para evitar conflitos. Lembre-se de que a prevenção é o melhor caminho para evitar imprevistos à você e seus próximos.

    Gostou? Deixe seu curtir
    Compartilhe nas suas redes sociais

    Leia a seguir

    • Dicas financeiras

      Limpar seu histórico na Serasa vale a pena?

    • Dicas financeiras

      A Proauto Seguros é confiável?

    • Dicas financeiras

      Shoploop: conheça a nova ferramenta de compras do Google

    • Dicas financeiras

      Sicredi: vantagens do financiamento para Energia Solar

    Ver mais conteúdos

    Veja o que estão comentando