Planeje sua viagem de férias com essas 5 dicas

O ano mal começou e julho se aproxima, com ele vem as férias. Para muitas pessoas, especialmente quem tem filhos é a melhor época para viajar, devido às férias escolares. No entanto, o período costuma ser de alta temporada na maioria dos destinos turísticos. Por isso, é importante que você planeje sua viagem com essas 5 dicas para tomar alguns cuidados para evitar sustos na hora de pagar a fatura.

Evite comprar na última hora

Não, não é preciso fechar as férias com um ano de antecedência. Mas, se você quiser viajar com tranquilidade, é preciso que você se planeje em sua viagem para impedir gastos desnecessários.

Para livrar-se da dor de cabeça na hora de pagar a fatura do cartão, uma opção segura é viajar com um cartão pré-pago internacional, como o Acesso. Com ele, você paga na moeda local de acordo com o câmbio do dia. Dessa forma, você não depende das taxas de um único dia e pode economizar uma boa quantia nas quedas do câmbio.

Alguns sites de viagem sugerem que a melhor época para comprar passagens é entre 2 e 3 meses antes da partida para destinos nacionais, e de 3 a 4 meses para os internacionais. Esse é o período em que as agências de turismo, companhias aéreas e hotéis costumam divulgar promoções e descontos para as férias.

No entanto, é preciso ter muita paciência e determinação. Essas promoções costumam ser rápidas e, muitas vezes, não valem tanto quanto parece. O ideal é pesquisar com frequência e acompanhar a variação dos preços durante algumas semanas. Além disso, compras on-line costumam ter quedas em horários não comerciais. No caso de viagens internacionais, também é preciso ter muita atenção na hora de cotar a moeda estrangeira. Como elas variam muito diariamente, você corre o risco de pagar muito mais caro do que o esperado.

Planeje sua viagem com o orçamento feito

Caso sua família ainda não tenha um destino definido, faça as contas antes de fazer as malas. Planeje quanto de dinheiro você está disposto a gastar nessas férias e pesquise viagens que caberão no orçamento da família.

Se o dinheiro estiver curto, o interessante é buscar lugares menos populares pelo Brasil ou países vizinhos. Para famílias com crianças mais novas, hotéis fazenda podem ser uma excelente opção. A maioria tem as refeições inclusas, diversos passeios para a família e muitos programas para manter os pequenos entretidos.

Dica Acesso: na hora de se planejar, leve em conta os possíveis custos do dia-a-dia, como transporte, alimentação e compras. Dependendo do destino, os preços podem até parecer pequenos, mas no final das férias a conta pode vir bem gorda. Então, para fugir das faturas elevadas ao final da viagem, ande sempre com seu cartão pré-pago no bolso!

Defina o teto de gastos

De acordo com o orçamento, calcule o quanto a família poderá gastar por dia de maneira que ninguém perca o controle sobre o dinheiro. Para destinos internacionais, por exemplo, planeje sua viagem para gastar 100 dólares diários para a família inteira comer, pegar transporte e entrada de atrações, caso elas não sejam gratuitas. Também reserve um dinheirinho caso alguém queira comprar uma roupa ou um brinquedo.

Se no primeiro dia você gastar menos do que 100 dólares, pode usar essa margem nos dias seguintes para comer em um restaurante mais caro ou comprar um eletrônico que você estava de olho, já que em alguns países o gasto pode compensar. Da mesma forma, caso gaste mais do que 100 dólares, tente compensar no próximo dia, comprando menos do que o teto.

Essa é uma das melhores práticas para controlar o dinheiro reservado para a viagem e garantir que ele chegue até o final.

O mesmo vale para viagens nacionais. E a nossa dica é aproveitar tudo que esse “Brasilzão” tem. São muitos lugares fantásticos que você pode aproveitar com a família antes de conhecer o exterior. Aproveite e use seu cartão Acesso para controlar todos seus gastos.

Leve lanchinhos

Acredite, essa é mais uma dica valiosa para que você planeje sua viagem com a família. Ao chegar no destino, procure algum mercado perto do seu hotel ou pousada e faça um pequeno estoque de lanches para os próximos dias. Normalmente esses itens são muito mais baratos nos mercados do que em restaurantes e lanchonetes. Dessa forma, você acaba economizando muito ao final das férias.

Evite usar dinheiro vivo

Tudo ok, hora de separar o dinheiro. A melhor forma de pagamento em viagens, tanto nacionais quanto internacionais, é com cartões pré-pagos por causa de sua praticidade e segurança. Eles são aceitos na maioria dos países, permitem compras presenciais e saques em caixas eletrônicos na moeda local. Além disso, por serem pré-pagos, você gasta apenas aquilo que foi adicionado ao cartão, acabando com aqueles grandes sustos causados pelas faturas ao voltar para a casa. Lembre-se também de conferir as taxas aplicadas às transações financeiras.

Evite ao máximo o dinheiro vivo, pois caso você perca ou seja roubado durante a viagem, não haverá retorno desse valor. Leve um pouco no dia-a-dia para eventuais estabelecimentos que não aceitam cartão (algumas feiras de rua ou táxis, por exemplo). Na mesma linha, deixe seu cartão de crédito na mala e use-o apenas em casos de emergência.

Planeje sua viagem com nossas dicas e depois conta para gente! Tem alguma dúvida? Deixe nos comentários aqui embaixo.
Esse conteúdo é uma parceria entre Foregon e Acesso
Leonardo Jacomini da Foregon e Ingrid Astasio da Acesso

Ingrid Astasio da Acesso

Este conteúdo foi útil para voce? 1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 voto(s), média: 5,00)
Loading...