Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos

Por que o arroz está mais caro?

Por Janaína TavaresPublicado em

Você foi ao supermercado e levou um susto ao ver o preço do arroz? Esta tem sido a reação de muitos brasileiros que estão presenciando a alta de preços dos alimentos básicos. Mas você sabe o que levou o arroz a ficar tão caro?

Essa resposta envolve uma série de fatores que estão ligados, direta e indiretamente, à pandemia do novo coronavírus. Para saber mais detalhes a respeito disso, acompanhe nosso artigo.

Por que o arroz e outros alimentos estão caros?

De acordo com os dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgados no dia 9 de setembro, o arroz está quase 20% mais caro desde o início de 2020. Além disso, outros alimentos também tiveram um aumento no preço, tais como:

Imperdível
Sua chance de ter um cartão de crédito sem anuidade78.477 pessoas já pediram
Ver cartão
Encerra em 16:20
  • Feijão mulatinho: subiu 32.6%;
  • Abobrinha: subiu 46.8%;
  • Cebola: subiu 50,4%.

Por que a alimentação em domicílio cresceu?

Vale ressaltar ainda que o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) alcançou 2,44% no acumulado em 12 meses até agosto. Enquanto isso, a alimentação no domicílio foi para 11,4%.

Esse aumento se deve, principalmente, por causa de dois motivos: o isolamento social e o Auxílio Emergencial que permitiu o consumo mesmo diante da crise econômica.

Câmbio também influenciou no aumento dos preços

Cabe dizer também que o aumento dos preços foi causado pelo câmbio, já que o dólar está caro. Com isso, as exportações estão mais lucrativas.

Dessa forma, os produtos comprados do Brasil vão ter uma rentabilidade mais elevada no mercado externo.

Para se ter uma base, 212 mil toneladas de arroz foram exportadas do país, ou seja, 98% mais do que em agosto de 2019, segundo o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea).

Como economizar no supermercado?

Mesmo com preços tão elevados no momento, que tal seguir algumas dicas que podem te ajudar a encontrar um produto mais acessível dentro do supermercado? Veja quais são elas e tenha mais disciplina para economizar:

  • Fique de olho nas promoções para economizar;
  • Pesquise pelos preços em mais de um supermercado;
  • Faça a lista de compras antes de ir para o supermercado;
  • Evite comprar itens supérfluos;
  • Não leve as crianças para fazer compras junto com você;
  • Não compre nada por impulso e adquira apenas o que já está na sua lista.

Conteúdos que você precisa conhecer

Vale a pena continuar com a gente e ficar por dentro de outros artigos da Foregon:

Descomplicamos?

Esperamos ter ajudado você com o nosso conteúdo. Conte pra gente: você achou que o preço do arroz também está muito caro? 

Qualquer dúvida ou sugestão, envie aqui seu comentário para que possamos responder. Até a próxima!

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Janaína Tavares

Jornalista e Especialista em Produtos e Serviços Financeiros na Foregon, a Janaína (ou Jana). Como redatora, ama os conteúdos sobre dicas financeiras. Preza pela checagem de todas as informações e o conteúdo perfeito para ela, é aquele que ajuda o leitor a resolver um problema, ensinando e orientando o leitor a tomar a melhor decisão.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

Startup Sami lança plano de saúde para MEI: conheça

Com 13% do previsto circulando, nota de R$ 200 pode ser extinta

Coronavoucher pode ser aprovado em 2021

Confira os calendários de pagamentos do FGTS e Bolsa Família em 2021

Auxílio Emergencial: Caixa finaliza calendário do benefício

Novo lote do Auxílio Emergencial é liberado: veja se você receberá

Cerca de 1,4 milhão de beneficiários não sacaram o Auxílio Emergencial

Tarifas de energia podem subir 13%, diz diretor da Aneel

  1. Home
  2. Conteúdo
  3. Notícias sobre economia e finanças