Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos
Acesse sua conta

Prazo para a contestação do Auxílio Emergencial vai até dia 24

Por Nara LimaPublicado em

Termina no próximo sábado (24), às 23h59, o prazo para a contestar os pedidos de Auxílio Emergencial 2021. Os trabalhadores que se inscreveram no programa e tiveram a solicitação negada na revisão mensal de julho, feita pela Dataprev, poderão ter uma nova oportunidade para requisitar o benefício.

Mensalmente, os CPFs dos beneficiários passam por análises realizadas pelo governo federal para conferir se atendem ou não aos critérios previstos na lei para receber o Auxílio Emergencial. Se a 4ª parcela do seu auxílio foi negada, basta entrar no site do Ministério da Cidadania (https://consultaauxilio.cidadania.gov.br) e solicitar um novo requerimento.

O processo é bem descomplicado e intuitivo. Após inserir seus dados de identificação e selecionar a aba "Auxílio Emergencial 2021", basta clicar em "contestar" e pronto. Agora, é preciso aguardar a nova análise da situação do seu benefício.

Imperdível
Sua chance de ter um cartão de crédito sem anuidade78.477 pessoas já pediram
Ver cartão
Encerra em 16:20

Existem restrições?

É importante frisar que o benefício só é validado caso a razão que motivou o cancelamento permitir contestação, e que pessoas que já foram inelegíveis anteriormente não poderão realizar a solicitação novamente.

Além disso, o ministério informou que caso não ocorra a aprovação por recusa definitiva, não será possível apresentar contestação, pois a situação que motivou o indeferimento não vai se alterar.

Enquanto isso, os bloqueios feitos a pedido dos órgãos de controle ainda não podem ser contestados, pois estão sob análise do Ministério da Cidadania e da Dataprev. Esse tipo de bloqueio é feito de forma preventiva e, após análise, é definido a liberação ou cancelamento em definitivo do benefício.

Número de beneficiários encolhe

De acordo com o Ministério da Cidadania, o número de beneficiários do Auxílio Emergencial caiu no mês de junho, ao total 1.157.856 de benefícios foram bloqueados ou cancelados. Desse número, 660.744 bloqueios foram em decorrência de indicativos de indícios de irregularidades apontados pela Controladoria-Geral da União (CGU) e 497.092 foram em função da revisão mensal.

Até o momento, 39,3 milhões de famílias foram contempladas pelo Auxílio Emergencial em 2021, segundo informações do governo federal.

Descomplicamos?

Esperamos que esse conteúdo seja útil para sua vida financeira, afinal, esse é o nosso principal objetivo. Em caso de dúvidas ou sugestões, deixe seu comentário aqui embaixo!

Até mais!

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Nara Lima

Redatora e Especialista em Produtos e Serviços Financeiros na Foregon, gosta de escrever sobre educação financeira. Preza pela facilidade da leitura e pela checagem das informações, buscando produzir um conteúdo de leitura simplificada e que sane as dúvidas do leitor.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

Tribunal de Justiça de São Paulo abre concurso para 845 vagas de nível médio

Lojas Renner terá conta digital para fidelizar clientes

Oportunidade de emprego: confira mais de 3 mil vagas abertas

Banco Inter disponibiliza cashback para MEI e PJ no cartão de crédito

PicPay compra 100% do Guiabolso com foco no open banking

Procon-SP: bancos deverão provar segurança dos aplicativos

Netflix altera preço da assinatura: confira os novos valores

Junção de Open Banking com Pix: tudo o que você precisa saber