Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos
Acesse sua conta

Preço médio do aluguel subiu no último ano, veja principais cidades

Por Sabrina VansellaPublicado em

O Índice FipeZap de Locação Residencial apontou um aumento de 2,14% no preço de aluguel de setembro de 2021, quando comparado com o mesmo período do ano passado. Com base em 25 cidades brasileiras, o metro quadrado (m²) dos imóveis de aluguel chegou a ser de R$ 39,26.

Preço médio de locação por cidade

A pesquisa da FipeZap também buscou informar qual é o preço médio de locação por cidade no Brasil por metro quadrado (R$/m²), confira:

  • São Paulo (SP): R$ 39,26;
  • Barueri (SP): R$ 38,96;
  • Recife (PE): R$ 34,29;
  • Santos (SP): R$ 33,58;
  • Brasília (DF): R$ 33,25;
  • Rio de Janeiro (RJ): R$ 31,56;
  • Florianópolis (SC): R$ 28,34;
  • Praia Grande (SP): R$ 26,66;
  • São José dos Campos (SP): R$ 25,96;
  • Santo André (SP): R$ 25,42;
  • Guarulhos (SP): R$ 25,20;
  • Salvador (BA): R$ 25,15;
  • Belo Horizonte (MG): R$ 24,68;
  • Porto Alegre (RS): R$ 24,55;
  • São Bernardo do Campo (SP): R$ 23,37;
  • Curitiba (PR): R$ 22,76;
  • São José (SC): R$ 22,07;
  • Campinas (SP): R$ 21,75;
  • Joinville (SC): R$ 20,80;
  • Niterói (RJ): R$ 19,94;
  • Goiânia (GO): R$ 19,55;
  • Fortaleza (CE): R$ 18,27;
  • Ribeirão Preto (SP): R$ 17,35;
  • São José do Rio Preto (SP): R$ 16,08;
  • Pelotas (RS): R$ 15,15.

Qual capital brasileira apresenta o preço médio de aluguel mais elevado?

De todas as capitais que participaram da pesquisa, a que apresenta o preço mais elevado é São Paulo (SP), com o valor médio por m² avaliado em R$ 39,26. Em seguida, está Recife (PE), com R$ 35,29 e em terceiro lugar está Brasília com R$ 34,29.

Como negociar ao renovar o contrato do aluguel?

Para se proteger do aumento do preço médio do aluguel, você pode considerar fazer uma negociação quando for renovar o contrato. Geralmente, o índice utilizado pelos locatários para ajustar o preço é o Índice Geral de Preços do Mercado (IGP-M).

No entanto, é possível que alguns prefiram aderir a outros, como: Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) ou o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (INPC).

Faça as contas do reajuste com cada um dos índices, depois tente uma negociação com o locatário para que você consiga escolher o mais vantajoso para o seu bolso. Confira a diferença entre cada índice em um aluguel de R$ 1 mil:

  • IGP-M: (1.000*0.338) + 1.000 = R$ 1.338;
  • IPCA: (1.000*0.09) + 1.000 = R$ 1.090;
  • INCC: (1.000*0.172) + 1.000 = R$ 1.172.

Informamos?

Que tal aprender como negociar uma redução no reajuste de aluguel? Se tiver alguma dúvida ou sugestão, faça um comentário. Até a próxima!

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Sabrina Vansella

Redatora e Especialista em Produtos e Serviços Financeiros na Foregon, se identifica com conteúdos noticiosos e sobre dicas financeiras. Procura simplificar e melhorar a qualidade de vida dos usuários e, para isso, preza por uma pesquisa assídua e uma escrita clara.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

Bancos digitais: setor financeiro se expande e empresas buscam profissionais qualificados

Mastercard vai permitir transações com criptomoedas em bancos da rede

Censo 2022: FGV abre concurso para 207 mil vagas temporárias

Número de fraudes contra clientes de bancos cresce para 165% em 2021

BTG+ business fecha parceria com Getnet e amplia oferta a PMEs

Black Friday 2021 Visa: compre com cartões da bandeira e concorra a prêmios

Mais da metade dos consumidores vão fazer suas compras online, durante a Black Friday

Auxílio Brasil: Caixa anuncia calendário de pagamento do benefício