Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos

Preços dos alimentos sofrem aumento durante a pandemia

Por Janaína TavaresPublicado em

Você tem percebido o aumento do preço de alguns alimentos quando vai ao supermercado? Saiba que uma das causas para essa elevação se deve pela pandemia do novo coronavírus que se espalha pelo Brasil e mundo. Acompanhe a leitura do artigo e saiba mais.

Preços dos alimentos durante a pandemia no Brasil

De acordo com Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), até o mês de maio, o grupo de alimentos e bebidas tinha uma inflação acumulada no ano de 5,47%.

Além disso, só no mês de abril este grupo foi a contribuição mais favorável do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (IPCA-15), chegando a 0,35%.

Imperdível
Sua chance de ter um cartão de crédito sem anuidade78.477 pessoas já pediram
Ver cartão
Encerra em 16:20

Vale lembrar que por causa da pandemia, bares e restaurantes tiveram que suspender os serviços presenciais. Sendo assim, o custo da alimentação no domicílio aumentou de 1,40% em março para 2,24% em abril, segundo o IBGE.

Ainda segundo o instituto, houve uma relação de restrição da oferta e aumento da demanda provocado pela pandemia de coronavírus. Confira os alimentos que tiveram destaque na alta do preço:

  • Cebola: 34.83%;
  • Batata-inglesa: 22.81%;
  • Feijão-carioca: 17.29%;
  • Leite longa vida: 9.59%.

Observação: já as carnes apresentaram queda de 2,01% pelo quarto mês seguido.

Situação em outros países

Segundo uma pesquisa da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), a pandemia provocou uma queda brusca na inflação anual dos 37 países que fazem parte desta instituição. No entanto, os preços relacionados ao setor de alimentos aumentaram no começo de junho.

A alta anual no valor dos alimentos foi de 2,4% em março para 4,2% em abril, maior aumento desde janeiro de 2012 de acordo com a OCDE.

Logo abaixo, estão os três países que registraram a maior alta em 12 meses na inflação da comida:

  • Hungria: 8.9%;
  • Colômbia: 8.2%;
  • Austrália: 7.4%.

Como economizar no supermercado?

Mesmo com os preços dos alimentos que sofrem essa alta devido à pandemia, isso não quer dizer que seja impossível ter um maior controle do seu dinheiro na hora de adquirir os alimentos para sua casa. Por isso, vale a pena a leitura deste artigo:

Descomplicamos?

Esperamos ter ajudado você. Qualquer coisa, comente aqui embaixo sua pergunta e até a próxima!

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Janaína Tavares

Jornalista e Especialista em Produtos e Serviços Financeiros na Foregon, a Janaína (ou Jana). Como redatora, ama os conteúdos sobre dicas financeiras. Preza pela checagem de todas as informações e o conteúdo perfeito para ela, é aquele que ajuda o leitor a resolver um problema, ensinando e orientando o leitor a tomar a melhor decisão.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

Trabalhador que recusar tomar vacina pode ser demitido por justa causa

PF deflagra operações contra fraudes no Auxílio Emergencial

Fase emergencial da quarentena no estado de SP: o que muda?

3 coisas que as empresas estão fazendo para superar a crise do Covid-19

5 princípios que devemos aprender em momentos de crise

O Auxílio Emergencial vai voltar em 2021?

Conheça o ‘Auxílio Emergencial’ para moradores da cidade de Belém

O que é necessário para receber a vacina contra o coronavírus?