Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos
Acesse sua conta

Presidente apresenta propostas para o novo Bolsa Família: saiba mais;

Por Camila SilveiraPublicado em

Na última segunda-feira, dia 09 de agosto, Jair Bolsonaro apresentou ao presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), uma nova Medida Provisória, que visa alterar programas sociais, como o Bolsa Família, para a criação de um novo benefício chamado Auxílio Brasil.

A MP ainda não estabelece o valor do novo benefício social. Isso será definido nos próximos meses, à medida que o governo tenha espaço no orçamento. No entanto, Bolsonaro afirma que o valor deve ser, no mínimo, 50% maior do que hoje é o Bolsa Família. Atualmente, o benefício médio do Bolsa Família é de R$ 189.

De acordo com o governo, as regras para participar do novo programa social serão as mesmas do Bolsa Família.

Auxílio Brasil

O presidente busca aprimorar o Bolsa Família desde o ano passado. Com o Auxílio Brasil, ele tentará lançar uma agenda positiva e reverter a queda em sua popularidade.

O Auxílio Emergencial, pago aos desempregados e trabalhadores informais durante a pandemia, termina em outubro de 2021. O objetivo do governo é implementar o Auxílio Brasil logo em seguida, em novembro.

Homem desconfiado com a mão no queixo

Com o seu score calculado, você descobre o produto financeiro ideal para você!

Calcule o seu score de forma gratuita, rápida e segura e tenha acesso a centenas de cartões de crédito e outros produtos financeiros.
+ 1.267.543 milhões de pessoas já consultaram

Ao criar uma conta você aceita nossos termos de uso política de privacidade. Aceita também receber notificações por e-mail e SMS, que podem ser canceladas quando quiser.

Valor do Auxílio Brasil

O valor do Auxílio Brasil ainda não está determinado e, por isso, causa algumas divergências dentro do governo.

A ala política pretende manter o valor em torno de R$ 400. A equipe econômica, por sua vez, entende que deve ficar em R$ 300, para não desorganizar as contas do governo. No entanto, o governo deve definitivamente decidir o valor do novo benefício em setembro.

Após a entrega da Medida Provisória, o ministro João Roma garantiu que o Auxílio Brasil vai respeitar o teto de gastos públicos, regra que não permite que as despesas do governo cresçam acima do valor do ano anterior, corrigido pela inflação. O descumprimento do teto pode ser enquadrado como crime de responsabilidade e gerar punição para o presidente.

Tramitação

Por ser uma Medida Provisória, o texto já passa a valer a partir do momento em que o governo o envia para o Congresso. Porém, nesse caso, a proposta ainda não fará diferença para quem recebe o Bolsa Família. Para começar a vigorar, ainda depende da definição do valor.

Uma Medida Provisória tem até 120 dias para ser aprovada na Câmara e no Senado. Após esse período, ela perde a validade.

Descomplicamos?

Esperamos que sim. Em caso de dúvidas ou sugestões, deixe o seu comentário para nós. Até a próxima!

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Camila Silveira

Redatora e Especialista em Produtos e Serviços Financeiros na Foregon, adora descomplicar os cartões de crédito, empréstimos, financiamentos, seguros, contas digitais, entre outros. Boa parte do seu trabalho é acompanhar a movimentação dos bancos e instituições financeiras para trazer as principais notícias do mercado.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

Inter oferece 12% de cashback nas compras feitas na Amazon

Banco do Brasil lança financiamento de iPhone em até 60X

Caixa reduz parcelas de financiamento durante licença maternidade

FGTS poderá ser utilizado para compra de casa popular em 2023

Foregon marca presença no StartupON compondo time de empreendedores da região Oeste do Estado de São Paulo

Ganhe 4% de investback com o cartão XP para abastecer seu veículo

Auxílio Brasil cancelado: conheça os principais motivos

Distrito e Foregon promovem um seminário gratuito sobre Educação Financeira para negócios