Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos
Acesse sua conta

Qual é o futuro da mineração de criptomoedas?

Por Se Torne InvestidorPublicado em

Durante algum tempo, minerar criptomoedas foi um caminho utilizado por quem queria ter alguma fração desses ativos. Inclusive, no começo do processo, essa mineração era possível com computadores caseiros, levando a um movimento crescente de pessoas realizando essa atividade em casa. 

No entanto, nos últimos anos, esse assunto entrou na pauta de debates que extrapolam o universo das criptomoedas. O gasto energético necessário para a mineração de criptomoedas cresceu de forma demasiada nos últimos anos, fazendo com que os danos dessa atividade entrassem em questão. 

O que é mineração de criptomoedas?

Se você possui algum investimento em criptomoedas, certamente já ouviu falar sobre o processo de mineração. Na prática, trata-se da ação responsável pela validação e pelo registro de uma transação em uma rede Blockchain. 

Com base nisso, essa ação é peça fundamental para o funcionamento e para a segurança da Blockchain e de todo o universo das criptomoedas. 

Por parte do funcionamento da Blockchain e dos criptoativos, a mineração é o evento em que acontece a criação dos ativos dentro dessa rede. Isso acontece de acordo com o whitepaper de cada projeto, seguindo cronogramas, fórmulas e requisitos necessários.

Homem desconfiado com a mão no queixo
Com o seu score calculado, você descobre o produto financeiro ideal para você!
Calcule o seu score de forma gratuita, rápida e segura e tenha acesso a centenas de cartões de crédito e outros produtos financeiros.
+ 1.267.543 milhões de pessoas já consultaram

Ao criar uma conta você aceita nossos termos de uso política de privacidade. Aceita também receber notificações por e-mail e SMS, que podem ser canceladas quando quiser.

Com relação à segurança, a mineração de criptomoedas garante recursos para evitar a falsificação e a clonagem de criptomoedas, evitando questões como gasto duplo e possibilitando que todas as negociações sejam realizadas de forma segura.  

Agora que você entende todos esses pontos sobre mineração de criptomoedas, deve estar se perguntando o que isso muda para você, enquanto investidor. Vou explicar a seguir. 

Por que o investidor precisa entender sobre mineração de criptos?

Você deve saber que, na maioria das vezes, a criptomoeda está relacionada à uma Blockchain ou mesmo a um projeto que está em uma rede. 

Atualmente, o modelo de mineração adotado por uma rede Blockchain está diretamente relacionado com o sucesso de uma criptomoeda no mercado e consequentemente pela valorização desse ativo em uma carteira.

Isso acontece por esse processo estar envolvido com o número de ativos que estão disponíveis e ao alcance do investidor. Para você entender como funciona, vou usar a mineração do Bitcoin como exemplo. 

De tempos em tempos, o prêmio em novos bitcoins por bloco minerado é reduzido pela metade. Essa redução acontece a cada 210 mil novos blocos, o que corresponde a cada 4 anos. 

Isso quer dizer que, de 4 em 4 anos, o Bitcoin se torna um ativo mais escasso e também mais valioso, graças, sobretudo, ao processo de mineração. 

Futuro da mineração de criptomoedas

Para entendermos o futuro da mineração de criptomoedas podemos passar pelo momento das duas principais criptos do mercado: Bitcoin e Ethereum. 

Como falamos, o Bitcoin utiliza a mineração, entre outras coisas, para validar as transações e gerar escassez para a moeda. Para isso, utiliza um modelo chamado de Proof of Work ou prova de trabalho quando traduzidos. Esse consenso é baseado no uso de força computacional para resolução de problemas matemáticos e conclusão das operações. 

Atualmente, a rede Ethereum utiliza um outro modelo chamado de Proof of Stake, que é o modelo baseado na manutenção de uma quantidade determinada de ativos em carteira, para a validação de transações na rede. 

Com a migração da rede Ethereum para Proof of Stake, ou prova de participação, fica claro que o futuro das criptomoedas passa por esse modelo. 

Entre as vantagens, a principal é a redução do consumo energético necessário para essa mineração. Como falei, nos últimos anos, a energia que era utilizada por computadores para minerar gerou debates em todo mundo.

Com a migração para a prova de participação, coloca-se um ponto nesse debate, afinal, a Ethereum espera reduzir a força energética em até 99% e ainda estimula investidores a manterem esses ativos sob custódia. 

E você? Qual a sua opinião sobre mineração de criptomoedas e o futuro desse processo? Acompanhe os canais oficiais do Se Torne Investidor e veja mais conteúdos para saber tudo sobre investimentos.  

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Se Torne Investidor

Criador e autor do blog e canal Se Torne Investidor, que transforma devedores em investidores de sucesso.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

Bitcoin: Descubra aqui quais são suas vantagens e suas limitações

Inflação: imprimir dinheiro é prejudicial para a economia?

Não é preciso muito dinheiro para investir em cripto

Qual é o futuro da mineração de criptomoedas?

Você soube do hard fork da Ethereum?

Dividendos: o que é e como funciona o investimento em renda passiva?

Quem pode ganhar adicional de 25% na aposentadoria?

Corretoras de Criptomoeda: Como evitar ciladas? Veja algumas dicas