Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos

Qual o melhor tipo de certificado digital para sua empresa?

Por Camila SilveiraPublicado em

Há diversos tipos de certificado digital para empresas e, por isso, às vezes fica difícil escolher o ideal para o seu próprio negócio. Por lei, você deve usar a identidade virtual se emitir a Nota Fiscal virtual, se for optante do Lucro Presumido, Lucro Real ou Simples Nacional e se tiver mais de um funcionário.

Porém, mesmo que o uso de outros certificados digitais não seja obrigatório, é interessante conhecer as demais opções para tornar a sua rotina mais prática e resolver questões burocráticas do empreendimento pela internet de forma descomplicada. Conheça os tipos de certificado digital e saiba qual deles é a melhor opção para você.

4 principais tipos de certificado digital disponíveis para empresa

1. e-CNPJ

O chamado e-CNPJ nada mais é que a versão digital do CNPJ de uma empresa, que é usado para assinar documentos, transmitir dados e cumprir obrigações fiscais com o governo. Ao obter um desse, você conseguirá realizar diversos procedimentos de forma online e menos burocrática, como:

Imperdível
Sua chance de ter um cartão de crédito sem anuidade78.477 pessoas já pediram
Ver cartão
Encerra em 16:20
  • Realizar login autenticado nos serviços e portais da Receita Federal;
  • Ter acesso às declarações e obrigações (e-CAC, CAGED, DIRG, DOI, DCP, etc.);
  • Emitir notas fiscais eletrônicas (NF-e, NFS-e, NFC-e, CT-e, entre outras);
  • Acessar e enviar informações pelo Sistema de Escrituração Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas (eSocial);
  • Assinar documentos digitais como contratos, recibos, promissórias e declarações;
  • Realizar transações bancárias de forma online com a mesma segurança.

2. e-CNPJ para pequenas empresas

Agora, o e-CNPJ para pequenas empresas é comercializado como e-Simples ou e-CNPJ MEI/EPP. Isso vai depender da certificadora. Apesar dos termos complicados, ele possui a mesma função que um CNPJ comum, a diferença é que ele é voltado para as micro e pequenas empresas optantes pelo Simples Nacional.

3. NF-e

O NF-e representa uma categoria de certificado digital voltada exclusivamente para a emissão e o gerenciamento de notas fiscais eletrônicas. Ele funciona como uma espécie de identidade digital que conecta a empresa à Secretaria da Fazenda do Estudo (Sefaz) ou do município (prefeitura). Com o NF-e, você poderá emitir os seguintes documentos fiscais.

  • NF-e: nota fiscal eletrônica enviada aos estados que registra a venda de produtos e garante o recolhimento do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS)  por empresas do comércio;
  • NFS-e: nota fiscal eletrônica enviada às prefeituras que registra a prestação de serviços e garante o recolhimento do Imposto Sobre Serviços (ISS) pelos prestadores;
  • NFC-e: nota fiscal usada no varejo para registrar a venda direta ao consumidor final (substitui o cupom fiscal);
  • NFA-e: é a nota fiscal eletrônica avulsa, que pode ser emitida individualmente por empresas que não estão obrigadas a emitir NF-e.

4. e-MEI

O último da lista dos tipos de certificado digital é o e-MEI, feito especialmente para o Microempreendedor Individual (MEI). Ele fornece quase as mesmas funções do e-CNPJ de forma descomplicada e, com ele, o profissional poderá ter acesso completo aos serviços digitais do governo.

Principais formatos de certificado digital

Além dessas opções de certificado digital que apresentamos no decorrer do artigo, há outros diferentes formatos. Conheça os três principais.

Certificado A1

Esse certificado consiste em um arquivo digital com validade de um ano, que pode ser instalado em diversos dispositivos, como celular e computador, e ser usado simultaneamente. Sua principal vantagem é que você só precisa cadastrar a senha uma vez e, em seguida, ter opções de integração com o processo de emissão de notas fiscais.

Certificado A3

Já o certificado digital do tipo A3 é vendido como uma mídia fiscal, token USB ou cartão com chip, ou seja, totalmente diferente da primeira opção. Sua principal vantagem é que eles possuem validade de até cinco anos e são portáteis, podendo ser carregados para o lugar que você quiser.

Certificado A3 na nuvem

Devido à evolução da tecnologia, surgiram os certificados digitais do tipo A3 na nuvem. Neste caso, o arquivo fica localizado na nuvem e você pode acessá-lo no momento e lugar que achar necessário, sem precisar se preocupar em carregar um dispositivo ou realizar qualquer tipo de instalação.

E aí, encontrou a opção ideal para você?

Esperamos ter ajudado você com esse artigo. Em caso de dúvidas ou sugestões, deixe um comentário para nós e até a próxima!

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Camila Silveira

Redatora e Especialista em Produtos e Serviços Financeiros na Foregon, adora descomplicar os cartões de crédito, empréstimos, financiamentos, seguros, contas digitais, entre outros. Boa parte do seu trabalho é acompanhar a movimentação dos bancos e instituições financeiras para trazer as principais notícias do mercado.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

Algar Telecom: conheça os diferentes planos de celular

Placa Mercosul: como é o emplacamento em outros países e quais as diferenças

Como colocar a nova placa Mercosul?

Hotmart Pocket: dúvidas frequentes

Placa Mercosul: dúvidas frequentes

Saiba o que mudou no projeto das placas do Mercosul e tire suas dúvidas

Placas Mercosul: conheça seu histórico e os preços em cada estado

Banco digital ou banco tradicional: qual o melhor?