Foregon.comConteúdos

Você sabe quanto custa uma separação?

Por Janaína TavaresPublicado em
Compartilhe

Um a cada três casamentos termina em divórcio no Brasil, segundo os dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Então, se você e seu cônjuge pensam nessa possibilidade, é essencial conhecer os tipos de separação e as características de cada um.

Tipos de separação

Antes de qualquer coisa, você precisa entender que o custo da separação depende do tipo de processo e do desgaste emocional, que também influencia. Quando o divórcio é feito de forma amigável entre as duas partes, o procedimento é mais simples e rápido.

Contudo, quando é litigioso, o processo é mais complicado e pode levar anos para ser finalizado. Portanto, nossa dica é que você e seu par possam entrar num acordo. Veja os tipos de separação abaixo:

Imperdível
Sua chance de ter um cartão de crédito sem anuidade78.477 pessoas já pediram
Ver cartão
Encerra em 16:20

Extrajudicial

A primeira opção de divórcio é feita diretamente no cartório, sempre com o advogado responsável pelo caso. No extrajudicial, o casal já precisa ter entrado em acordo a respeito de como será realizada a divisão dos bens.

Ela pode ser uma alternativa mais cara, devido aos valores do patrimônio em comum. Porém, a modalidade pode ser mais barata no ponto de vista dos honorários com advogado.

Divórcio Judicial

Já nessa opção, as situações devem ser intermediadas pelo poder judiciário. Existem duas possibilidades:

Consensual: quando os pares fecham um acordo, as despesas com os honorários dos advogados e o processo saem mais em conta.

Litigioso: a opção mais cara, afinal os custos dependem do andamento do processo.

Divórcio Consensual

O custo da separação também envolve outra alternativa. Quando existe algum impasse ou questão jurídica que se relaciona com a situação dos bens, os custos com advogados tendem a crescer de maneira considerável. Assim, os honorários variam bastante.

Documentos do processo de divórcio

Agora que você já sabe quais são os tipos de divórcio, é interessante entender que a separação pode ser formalizada de maneira consensual. Isso significa que de comum acordo entre os dois lados, desde que eles não tenham filhos menores de idade, conforme a lei 11.441/2007.

Para ter uma base, esses são os documentos exigidos para a separação:

  • Certidão de casamento;
  • Documentos da aquisição dos bens compartilhados;
  • Certidão de nascimento dos filhos (se houver);
  • Pacto pré-nupcial (se houver);
  • Cópia dos documentos das duas partes.

Quanto custa um advogado nesse processo?

Aqui o importante é você pesquisar com calma e buscar referência de outras pessoas. Isso porque seu advogado precisa ser alguém que mostre credibilidade e em que você possa confiar.

Vale lembrar que desde 2007, a presença desse profissional num processo de divórcio se tornou obrigatória em todo os país. A OAB-SP, por exemplo, disponibiliza em seu site uma tabela geral de honorários advocatícios para ajudar você.

Gostou do conteúdo? Preparamos outro artigo que pode te ajudar se você quer saber como funciona a partilha da herança.

Até a próxima!

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe nas suas redes sociais

Janaína Tavares

Jornalista e produtora de conteúdo, é Redatora na Foregon. Apaixonada por cinema e pelo mundo asiático, seu foco está em entregar textos úteis e inspiradores.

Ver todos os posts

Leia a seguir

  • Dicas financeiras

    O que é a Click Conta Bradesco?

  • Dicas financeiras

    Faturamento MEI 2020: descubra

  • Dicas financeiras

    Como pagar boleto com PayPal?

  • Dicas financeiras

    Sky pré-pago: conheça e veja se vale a pena

Ver mais conteúdos

Veja o que estão comentando

Principais conteúdos

Principais assuntos

  1. Home
  2. Conteúdo
  3. Dicas financeiras