Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos

Quarentena é ampliada até 31/05 em SP

Por Thais SouzaPublicado em

O governador do estado de São Paulo, João Dória, juntamente com o prefeito da cidade, anunciaram na última sexta-feira, 08 de maio, a ampliação da quarentena em virtude da propagação do coronavírus no estado. 

A decisão é que o isolamento social, já em vigor nos 645 municípios de São Paulo, continue até o dia 31 de maio, podendo se estender por mais tempo de acordo com a situação que o estado se encontrar ao final deste período. 

Com esta decisão, o estado de São Paulo já passa pela terceira prorrogação da quarentena, que teve início no dia 24 de março e estava prevista para terminar no dia 10 de maio. 

Imperdível
Sua chance de ter um cartão de crédito sem anuidade78.477 pessoas já pediram
Ver cartão
Encerra em 16:20

"Como governador, queria dar uma notícia diferente da que vou dar agora. Mas, o cenário é desolador. Teremos que prorrogar a quarentena até o dia 31 de maio. Queremos, sim, em breve, poder anunciar a retomada gradual da economia, como está previsto no Plano São Paulo", disse Dória na coletiva de imprensa.

Ainda segundo o governador, um estudo recente da Universidade de São Paulo (USP) apontou que, com a quarentena, 51 vidas são salvas a cada dia no estado e, até o dia 21 de maio, mais de três mil vidas serão salvas com a manutenção do isolamento. 

Somente no estado de São Paulo existem cerca de 40 mil registros de pessoas contaminadas, mais de três mil mortes e esse número vem aumentando a cada dia. "Autorizar o relaxamento agora seria colocar em risco milhares de vidas, o sistema de saúde e a recuperação econômica", completou. 

De acordo com o Plano São Paulo, estava prevista a instalação da flexibilização da quarentena a partir do dia 10 de maio, que permitiria a reabertura dos comércios em áreas verdes, definidas pela taxa de isolamento social registrada na região.

Porém, com o aumento crescente do número de casos e de óbitos, associado a um esgotamento dos leitos de terapia intensiva, essas áreas verdes se tornaram vermelhas e amarelas, impossibilitando o plano de flexibilização. 

"Nas últimas semanas, houve um desrespeito à quarentena em São Paulo e em outras partes do Brasil, e o número de casos aumentou dramaticamente.", disse Dória.

O governador espera que, com a medida de ampliação da quarentena, os casos diminuam e as taxas de isolamento atinjam o número esperado, o que evitaria a implementação de medidas de emergência, como o Lockdown.

Ficou com alguma dúvida? Deixe seu comentário que a gente descomplica para você. 

Até a próxima! 

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Thais Souza

Redatora e Especialista em Produtos e Serviços Financeiros na Foregon, se identifica com conteúdos relacionados a investimentos e empréstimos e acredita que esse tipo de conhecimento pode mudar a vida das pessoas. Busca impactar a vida de pessoas que buscam resolver um problema ou conhecer melhor um produto ou serviço financeiro.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

Trabalhador que recusar tomar vacina pode ser demitido por justa causa

PF deflagra operações contra fraudes no Auxílio Emergencial

Fase emergencial da quarentena no estado de SP: o que muda?

3 coisas que as empresas estão fazendo para superar a crise do Covid-19

5 princípios que devemos aprender em momentos de crise

O Auxílio Emergencial vai voltar em 2021?

Conheça o ‘Auxílio Emergencial’ para moradores da cidade de Belém

O que é necessário para receber a vacina contra o coronavírus?