Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos
Acesse sua conta

Quer evitar golpes no PIX? Confira nossas dicas

Por Janaína TavaresPublicado em

O PIX, novo serviço de pagamentos instantâneos do Banco Central (BC), só entra em operação no dia 16 de novembro. Contudo, desde 5 de outubro, os clientes já estão podendo fazer o registro das chaves. Sendo assim, é fundamental se prevenir para não cair em golpes financeiros.

Por isso, se você não quer ser mais uma vítima dos golpistas que se utilizam desse momento para roubar os seus dados pessoais, acompanhe a leitura do nosso artigo e conheça dicas eficientes que vão te ajudar.

Como funcionam os golpes no PIX?

Conforme informações da empresa de segurança digital Kaspersky, em entrevista ao portal do G1, foi possível identificar mais de 60 sites falsos que utilizam o golpe conhecido como phishing para roubar os dados dos clientes.

Imperdível
Sua chance de ter um cartão de crédito sem anuidade78.477 pessoas já pediram
Ver cartão
Encerra em 16:20

Neste tipo de situação, os golpistas geralmente usam algumas técnicas para aplicar o golpe. Conheça quais são elas e suspeite caso você perceba qualquer uma dessas atitudes:

  • Instalação de softwares maliciosos (malware) nos computadores e celulares;
  • Promoções falsas para coleta de dados;
  • Indução da entrega de informações em cadastro falso, dentre outras.

Como se proteger contra golpes no PIX?

Apesar do sistema PIX atender a todos os padrões de segurança digital, é interessante seguir as recomendações do Banco Central para que você tenha uma experiência mais tranquila e de confiança com o PIX.

Portanto, veja as dicas que valem a pena serem anotadas para você evitar cair em golpes que envolvam o PIX:

  • Realize o cadastramento de chaves por meio das plataformas oficiais dos bancos ou financeiras;
  • Evite clicar em links antes de conferir se a mensagem é fake news ou não;
  • Mantenha um cuidado redobrado com os links encurtados;
  • Não forneça senhas ou tokens fora do aplicativo ou site oficial do banco;
  • Confira se o banco é verificado nas redes sociais;
  • Tome cuidado com promoções muito generosas;
  • Não compartilhe código de verificação, como do WhatsApp, recebido por e-mail ou SMS;
  • Cheque o remetente do e-mail que você recebeu e veja se o endereço pertence ao banco;
  • Verifique o número de onde foi enviado o SMS.

Importante: além dessas dicas, você também precisa ficar alerta porque as instituições financeiras nunca vão pedir sua senha ou código de validação de transações (tokens) fora de seus canais digitais oficiais.

Conteúdos que você precisa conhecer

Explore outros artigos da Foregon e aprenda mais a respeito do PIX:

Descomplicamos?

Gostou do nosso conteúdo? Lembre-se que uma das melhores formas de se prevenir nessa situação é conferir o procedimento de cadastramento diretamente nos sites e aplicativos oficiais dos bancos. Siga sempre as instruções deles corretamente e até próxima!

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Janaína Tavares

Jornalista e Especialista em Produtos e Serviços Financeiros na Foregon, a Janaína (ou Jana). Como redatora, ama os conteúdos sobre dicas financeiras. Preza pela checagem de todas as informações e o conteúdo perfeito para ela, é aquele que ajuda o leitor a resolver um problema, ensinando e orientando o leitor a tomar a melhor decisão.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

Pix: pagamento via WhatsApp é uma ameaça?

Confira o passo a passo de como agendar um Pix no Nubank

Pesquisa aponta que Pix é o 2º meio de pagamento preferido dos brasileiros

Confira 4 benefícios do Pix para e-commerces

Banco Central deve lançar o Cartão Pix para pagamentos offline

Pix: como gerar QR Code pelo aplicativo da Caixa

Golpe do Pix Agendado é falso; entenda

Pix: sistema pode ser utilizado para pagamento de impostos e tributos