Foregon.comConteúdos

Saiba o que é preciso para ter uma boa qualidade de vida

Por Camila SilveiraPublicado em
Compartilhe

É fato que todas as pessoas desejam viver uma vida equilibrada em todos os sentidos, como saúde, diversão e responsabilidades, não é mesmo? Isso nada mais é do que ter qualidade de vida. Você sabe o que ela significa e o que é necessário para tê-la? Neste artigo, nós explicaremos essas e outras questões para que você a encontre de maneira assertiva.

Mas afinal, o que é ter qualidade de vida?

Embora esse conceito seja um tanto quanto difícil de explicar, a maioria das pessoas percebem como é ter uma qualidade de vida, ou seja, todos possuem a noção clara sobre o que ela é. Geralmente, está relacionada ao bem-estar, no entanto, existem diversos outros fatores que a determinam, como falaremos abaixo.

O conceito de qualidade de vida é bem amplo, pois não compreende apenas a saúde física de uma pessoa, mas sim o estado psicológico, seu nível de independência, relações sociais (escola, trabalho, família e amigos), até mesmo suas as relações com o meio ambiente, entre outras condições.

Imperdível
Sua chance de ter um cartão de crédito sem anuidade78.477 pessoas já pediram
Ver cartão
Encerra em 16:20

Podemos dizer então que, o conceito de qualidade de vida está diretamente ligado à auto-estima, ao bem-estar pessoal, nível social econômico, estado emocional, autocuidado, suporte familiar, estado de saúde, valores culturais, éticos e religiosos, estilo de vida e à satisfação com o emprego e/ou atividades habituais no ambiente em que uma pessoa vive.

De acordo com a OMS, qualidade de vida é…

“A percepção que um indivíduo tem sobre a sua posição na vida, dentro do contexto dos sistemas de cultura e valores nos quais está inserido e em relação aos seus objetivos, expectativas, padrões e preocupações”.

A frase diz que, uma pessoa que entende qual é a sua posição na vida em aspectos, como: saúde física e psicológica, nível de independência, relações sociais, objetivos, entre os outros fatores citados anteriormente, e, ainda sim, se dá por satisfeita, ela representa alguém que possui qualidade de vida.

Qualidade de vida x padrão de vida

Não devemos confundir qualidade de vida com padrão de vida, pois esses conceitos compreendem características bastante distintas.

O padrão de vida está mais relacionado com a realização pessoal através de bens e serviços caros e exclusivos. Enquanto a qualidade de vida representa a busca por um equilíbrio total de todos os fatores que fazem parte da vida e do cotidiano.

Desse modo, podemos afirmar que mesmo que pessoas ricas possuam um padrão de vida maior, elas podem não ter uma qualidade de vida superior, quando comparadas com pessoas menos endinheiradas.

Saúde e qualidade de vida

É claro que esse fator não poderia ficar de fora do assunto, até porque a saúde física e mental, sendo elas boas ou não, impactam diretamente na qualidade de vida de qualquer pessoa. Afinal, quem nunca ouviu a frase “Saúde e paz. O resto a gente corre atrás”? Pode parecer cliché, mas faz todo sentido.

Embora não seja tão fácil de controlar, a saúde está totalmente ligada ao estilo de vida. Doenças, como: depressão, ansiedade, diabetes, obesidade, entre outras, podem ser causadas por um estilo de vida desequilibrado, pela má alimentação e falta de exercícios físicos. Veja abaixo sete hábitos essenciais para ter uma vida saudável.

  • Evite trabalhar em excesso. Produtividade não significa trabalhar mais;
  • Mantenha uma boa rotina de sono;
  • Dedique um tempo ao lazer e diversão;
  • Busque uma alimentação balanceada;
  • Pratique exercícios físicos, sempre que possível;
  • Consuma de forma consciente;
  • Reflita sobre as suas ações.

Diversão e qualidade de vida

O dia a dia pode não ser fácil, certo? É por isso que realizar algo prazeroso e divertido é uma ação que não deve ser deixada de lado. Você sabia que as sensações de bem-estar e prazer aumentam a produção de endorfina e, como resultado, a qualidade de vida? Pois bem, faça aquilo que te mantém feliz e veja como isso lhe trará benefícios evidentes. 

Atividades físicas e qualidade de vida

Praticar atividades físicas ao ar livre pode ser uma ótima opção para você escapar um pouco da rotina, dos problemas e, até mesmo, para prevenir doenças, aliviar tensões, aumentar a coordenação motora e a resistência respiratória e muscular. Praticando essa ação, você viverá, definitivamente, com uma qualidade de vida superior.

Alimentação saudável e qualidade de vida

Como você pode estar percebendo, quase todos os fatores que determinam a qualidade vida estão associados à saúde: eles andam lado a lado. Sendo assim, a alimentação saudável não poderia deixar de ser citada.  

Assim como a falta de atividades físicas, o exagero de determinados alimentos e a ausência de outros podem comprometer a sua saúde e impactar, consequentemente, na sua qualidade de vida. Em termos gerais, o equilíbrio é a palavra exata quando estamos tratando o assunto alimentação saudável.

Portanto, saiba equilibrar os diferentes nutrientes e aproveitar os benefícios que cada alimento oferece. Dessa forma, você garantirá longevidade e envelhecerá de forma mais saudável.

Meio ambiente e qualidade de vida

Algumas atitudes simples e escolhas conscientes no dia a dia podem ajudar o meio ambiente, aumentar o seu bem-estar e, consequentemente, sua qualidade de vida. Portanto, se você deseja garantir uma melhor experiência de vida, é importante que se preocupe com o meio ambiente. Mas de que forma? Vamos explicar!

Você pode começar a optar por meios de transportes, em vez do carro, oferecer caronas, andar a pé ou de bicicleta e, assim, evitar maiores prejuízos para o meio ambiente e sua saúde. Mais uma vez: para que você consiga mais qualidade de vida, pense na importância que o meio ambiente tem neste processo.

Principais indicadores de qualidade de vida

Para chegar a um acordo em relação à situação da qualidade de vida de uma população, alguns indicadores são utilizados como base. A maioria deles é escolhida por causa do impacto causado pelos fatores analisados na qualidade de vida dos indivíduos. Podemos citar os principais indicadores, como:

Índice de Desenvolvimento Humano (IDH)

O Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) é uma medida feita pela Organização das Nações Unidas (ONU) para avaliar a qualidade de vida e o desenvolvimento econômico de determinada população. O índice baseia-se em fatores de saúde, educação e renda para a avaliação de desenvolvimento.

Índice de Pobreza Humana (IPH)

O Índice de Pobre Humana (IPH) também é uma medida realizada pela ONU e se baseia em três parâmetros principais:

  • Longevidade: percentagem de pessoas que morrem antes dos 40 anos;
  • Conhecimento: percentagem de adultos analfabetos;
  • Nível de vida: percentagem de pessoas com acesso a serviços básicos, como saúde, água potável e percentagem de crianças subnutridas.

Gini

Esse é um índice desenvolvido pelo estatístico Corrado Gini. O cálculo é usado para medir a desigualdade social através da renda. Os dados são apresentados entre o número zero e um, em que o zero corresponde a uma completa igualdade na renda, e um, que corresponde a uma completa desigualdade na renda.

Indicadores de qualidade de vida mais simples

Falando sobre a qualidade de vida de uma maneira mais simples, alguns indicadores pessoais podem ser usados para determinar se você está seguindo o caminho certo ou não. Confira:

  • Quantidade de horas dormidas por dia;
  • Qualidade do sono;
  • Quantidade de exercícios físicos por semana;
  • Ausência de vícios;
  • Boa relação com trabalho, família e amigos;
  • Atividades intelectuais e de relaxamento/lazer diárias;
  • Criação de estratégias para minimizar sentimentos, como ansiedade e estresse;
  • Entre outros.

Países com melhor qualidade de vida

De acordo com a Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), um país que oferece qualidade de vida é aquele que se preocupa com:

  • Moradia;
  • Renda;
  • Empregos;
  • Comunidade;
  • Educação;
  • Meio ambiente;
  • Engajamento cívico;
  • Saúde;
  • Satisfação pessoal;
  • Segurança;
  • Relação vida/trabalho.

Sendo assim, de acordo com esses parâmetros citados acima e com a OCDE, os países que ocupam o ranking de lugares com melhor qualidade de vida são:

  1. Noruega;
  2. Austrália;
  3. Islândia;
  4. Canadá;
  5. Dinamarca;
  6. Suíça;
  7. Países Baixos;
  8. Suécia.

Qualidade de vida no Brasil

Apesar da qualidade de vida poder ser avaliada por diversos fatores do cotidiano, é mais que essencial destacar que as prioridades das pessoas são diferentes. Elas podem mudar de acordo com a região onde moram, sua situação financeira, idade, entre outras condições.  

Seguindo essa linha de raciocínio, é evidente que a qualidade de vida está completamente associada ao ambiente onde as pessoas estão inseridas. Em outras palavras, boa parte do que determina a qualidade de vida de um indivíduo está relacionado ao ambiente de trabalho ou doméstico. 

Podemos citar o levantamento que foi realizado pela Organização das Nações Unidas (ONU) em 2016, que listou as 50 melhoras cidades do Brasil para viver, com grau de desenvolvimento considerado muito alto no IDHM. Os parâmetros levados em consideração foram: educação, longevidade e índices favoráveis de renda. Veja as dez primeiras:

  1. São Caetano (SP);
  2. Águas de São Pedro (SP);
  3. Florianópolis (SC);
  4. Vitória (ES);
  5. Balneário Camboriú (SC);
  6. Santos (SP);
  7. Niterói (RJ);
  8. Joaçaba (SC);
  9. Brasília;
  10. Curitiba (PR).

Qualidade de vida no trabalho 

A qualidade de vida no trabalho representa o conjunto de ações que uma empresa aplica para oferecer boas condições de trabalho aos colaboradores, como desenvolvimento humano, bons relacionamentos interpessoais e bem-estar dentro e fora da companhia.

Embora esses parâmetros citados acima sejam generalizados, determinar o que é qualidade de vida, seja ela pessoal ou no trabalho, é um pouco complicado, até porque o que esse conceito significa na vida de cada um pode ser diferente. 

Para algumas pessoas, qualidade de vida no trabalho pode ser trabalhar menos, ganhar mais dinheiro, etc. enquanto para outros está relacionado com produtividade, bons relacionamentos interpessoais, entre outras condições.

De modo geral, a qualidade de vida no trabalho depende tanto da empresa quanto do trabalhador. As mudanças devem partir de ambas as partes, o funcionário precisa estar bem consigo mesmo e disposto para melhorar sua experiência na empresa, e a companhia deve oferecer boas condições a todos para que o trabalho flua bem.

8 parâmetros que determinam a qualidade de vida no trabalho

  1. Satisfação com o trabalho: para que você tenha qualidade de vida no trabalho é fundamental estar motivado e em uma função que goste de executar;
  2. Oportunidade de carreira: empresas que oferecem oportunidade e prospecção de futuro mantêm os funcionários motivados e com maior qualidade de vida;
  3. Remuneração salarial: mesmo que esse não seja o único fator que determina a satisfação de um trabalhador, o salário é importante para que o profissional sinta-se feliz em seu trabalho;
  4. Benefícios: além do salário, os benefícios, como bônus, prêmios, entre outros, são requisitos fundamentais para manter a qualidade de vida em uma empresa;
  5. Relações interpessoais: os bons relacionamentos influenciam no bem-estar de todos os profissionais e na harmonia do clima organizacional. É super válido desenvolver dinâmicas e boa integração para evitar conflitos na companhia;
  6. Saúde física e psicológica: trabalhar sob pressão e estressado são ações extremamente prejudiciais à saúde mental do colaborador. O ideal é desenvolver estratégias que minimizam esses sentimentos;
  7. Autonomia no trabalho: é importante que o colaborador expresse sua opinião e tenha autonomia sobre suas atividades habituais. Isso torna o profissional mais motivado e produtivo;
  8. Participação ativa: quando o funcionário não se engaja com a equipe, ele acaba se sentindo desmotivado e incapaz. As empresas precisam se preocupar com esse fator para que todos tenham uma boa qualidade de vida no trabalho.

As pessoas também perguntam

O que é uma boa qualidade de vida?

Qualidade de vida é o equilíbrio de todos os parâmetros, como: auto-estima, bem-estar pessoal, nível social econômico, estado emocional, suporte familiar, estado de saúde, valores culturais, estilo de vida e satisfação com atividades habituais no ambiente em que uma pessoa vive.

O que é preciso para ter uma boa qualidade de vida?

Para ter uma boa qualidade de vida é preciso possuir saúde física e mental e um estilo de vida equilibrado. Avalie a qualidade do seu sono, da sua alimentação, das suas relações pessoais, a quantidade de atividade física por dia, a ausência de vícios e a minimização de sentimentos, como ansiedade e estresse.

Qual o objetivo da qualidade de vida no trabalho?

A Qualidade de Vida no Trabalho (QVT) busca envolver todos os colaboradores com a empresa, visando o bem-estar, a participação e integração de todos os profissionais com os objetivos da companhia. Esses requisitos são fundamentais para tornar o trabalhador mais qualificado e produtivo.

Qualidade de vida na terceira idade

Ter qualidade de vida na terceira idade é totalmente possível sim, desde que você cultive bons hábitos assim como dissemos anteriormente. Separamos algumas orientações para que você consiga tornar essa fase a melhor possível. Confira:

  1. Primeiramente, entenda o que é qualidade de vida;
  2. Em seguida, comece a se cuidar;
  3. Evite o isolamento social, a menos que esteja em uma pandemia;
  4. Inspire-se em quem vive bem.

E aí, gostou? Esperamos ter ajudado você com as nossas dicas!

5 livros sobre qualidade de vida

  • Pílulas de Bem-Estar (Daniel Martins de Barros);
  • Tudo posso, mas nem tudo me convém (Gisela Savioli);
  • Como viver 100 anos (Rogério Felipelli Vaquero);
  • Revolucione sua qualidade de vida (Augusto Cury);
  • A arte de viver: o manual clássico da virtude, felicidade e sabedoria (Sharon Lebell).

Gostou do conteúdo?

Esperamos que tenha gostado desse artigo. Qualquer dúvida sobre o assunto, basta deixar um comentário para nós. Até a próxima!

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe nas suas redes sociais

Camila Silveira

Estudante de Publicidade e Propaganda e Redatora na Foregon. É fascinada por músicas, livros, conversas e procura entender a real necessidade das pessoas para poder solucioná-la através de seu trabalho.

Ver todos os posts

Leia a seguir

  • Dicas financeiras

    Mibank: conheça

  • Dicas financeiras

    WhatsApp clonado: o que fazer?

  • Dicas financeiras

    Como calcular o valor de uma dívida?

  • Dicas financeiras

    O que é linha de crédito e como obter uma para sua empresa?

Ver mais conteúdos

Veja o que estão comentando

Principais conteúdos

Principais assuntos

  1. Home
  2. Conteúdo
  3. Dicas financeiras