Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos
Acesse sua conta

Saiba o que mudou no projeto das placas do Mercosul e tire suas dúvidas

Por Nara LimaPublicado em

Você já notou o aumento de veículos com as novas placas do Mercosul? O projeto foi proposto em 2010 e começou a ser implementado no Brasil e em outros países da América Latina no ano de 2018. 

No começo de 2020 foi aprovada a Resolução 780/19, que tornou o uso obrigatório em veículos 0km, que passaram por transferência de município ou apresentavam placas danificadas. Continue lendo e saiba o que mudou no projeto.

2021 e as placas do Mercosul

Entre os últimos meses de 2020 e os primeiros de 2021, o aumento de queixas por problemas na finalização das placas aumentou 15%. Um dos maiores causadores desse aumento _ que parece baixo, mas é significativo _ pode ser visto durante a fase de procura de despachantes.

Imperdível
Sua chance de ter um cartão de crédito sem anuidade78.477 pessoas já pediram
Ver cartão
Encerra em 16:20

O barato sai caro

Além dos problemas com empresas que oferecem um serviço mais barato, a qualidade dos produtos é outro ponto a ser levantado. Geralmente, essa diferença de valor pode ser observada na qualidade das placas que utilizam um material inferior ao do mercado.

Os consumidores que procuram despachantes com ofertas muito altas, costumam se deparar com material de baixa qualidade e muito frágil. Placas tortas, com leitura do QR Code comprometida e sem vistoria de temperatura são alguns dos problemas mais comuns.

Vale lembrar que quando o QR Code não pode ser visualizado de forma correta, o veículo pode ser apreendido.  

Processo online

Toda a execução do emplacamento pode ser feita do conforto do seu lar. Desde a entrada da documentação no Detran à liberação dos números, tudo online. Inclusive, algumas cidades apresentam o emplacamento delivery, que pode ser feito por emplacadoras certificadas pelo Departamento de Trânsito.

O troca é opcional?

Para alguns motoristas a troca é opcional. O novo emplacamento só é exigido para veículos 0km, que trocaram de município, mudaram de categoria ou estão danificadas. 

Como circular sem a placa?

Não é permitido circular com veículo sem o emplacamento. Caso o município não disponha de empresa de estampagem e o veículo for 0 KM, é possível solicitar uma licença especial para realizar o deslocamento do município de domicílio até onde será realizado o processo.

Descomplicamos? 

Em caso de dúvidas ou sugestões, deixe seu comentário aqui embaixo! Até a próxima!

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Nara Lima

Redatora e Especialista em Produtos e Serviços Financeiros na Foregon, gosta de escrever sobre educação financeira. Preza pela facilidade da leitura e pela checagem das informações, buscando produzir um conteúdo de leitura simplificada e que sane as dúvidas do leitor.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

Imposto de renda: saiba como sair da malha fina

Aumento da energia: saiba quais são os vilões da conta de luz

Aneel aciona bandeira vermelha em patamar 2 e impacta economia brasileira

Organizze: veja o passo a passo de como usar o aplicativo para controlar suas finanças

A melhor forma de utilizar o dinheiro da restituição do IR 2021

Cashback: guia completo

Dia dos namorados: como economizar?

5 dicas para você cuidar do seu dinheiro e gastar sem culpa