Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos

Saiba quais taxas abusivas você não é obrigado a pagar

Por Janaína TavaresPublicado em

Quando contratamos algum tipo de serviço financeiro, precisamos prestar atenção nos mínimos detalhes dessa contratação, inclusive as taxas. Mas será que tudo que você paga é obrigatório? Para responder essa pergunta, vamos falar de todas as taxas abusivas que os bancos brasileiros não podem cobrar de você.

Quais as taxas que o banco pode cobrar de você?

De acordo com as regulamentações impostas pelo Banco Central do Brasil (BC) e Conselho Monetário Nacional (CMN), existem diversas taxas que podem ser cobradas.

Logo abaixo, vamos trazer as mais comuns. Lembre-se que em casos de concessão de crédito e empréstimos, outras taxas podem ser requeridas pelas instituições financeiras.

Imperdível
Sua chance de ter um cartão de crédito sem anuidade78.477 pessoas já pediram
Ver cartão
Encerra em 16:20
  • Exclusão do nome do Cadastro de Emitentes de Cheques sem Fundos (CCF);
  • Fornecimento de microfilmagem de cheques;
  • Transferência de DOC ou TED;
  • Saques feitos além da quantidade gratuita por mês;
  • Confecção e fornecimento de folha de cheque que ultrapassem dez unidades mensais;
  • Recebimento de depósito identificado;
  • Emissão de cheque administrativo;
  • 2ª via de cartão de débito ou cartão poupança, em situações de roubo, furto, perda ou mau uso;
  • Extratos mensais que ultrapassam o número estabelecido no pacote de serviços essenciais.

O que eles não podem cobrar de você?

  • Pacotes de serviços essenciais;
  • Tarifa de manutenção da conta salário;
  • Tarifa de emissão de carnês e boletos;
  • Tarifa de Abertura de Crédito (TAC), proibida ser cobrada quando o cliente já tem um relacionamento com a instituição financeira;
  • Cobrança de segunda via de cartão, só em casos de perda, furto, roubo ou danos ao cartão anterior;
  • Tarifa de atualização de cadastro, dentre outras.

Dica Foregon

Para evitar maiores chances de pagar por uma taxa abusiva, tenha o hábito de verificar as tabelas vigentes de tarifas. Elas devem ser fornecidas sempre quando o cliente solicitá-las. Além disso, antes de adquirir um produto ou solução financeira, leia com bastante atenção o contrato antes de assiná-lo.

Se mesmo assim você ainda estiver pagando por uma taxa que não é obrigatória, vale a pena consultar o site do BC ou entrar em contato com o Procon, para saber o que você pode fazer para denunciar esta situação.

Sugestões de leitura

Veja outros conteúdos da Foregon que podem ser úteis para você:

Descomplicamos?

E aí, você já teve que pagar alguma dessas taxas abusivas? Conte pra gente aqui nos comentários e até a próxima!

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Janaína Tavares

Jornalista e Especialista em Produtos e Serviços Financeiros na Foregon, a Janaína (ou Jana). Como redatora, ama os conteúdos sobre dicas financeiras. Preza pela checagem de todas as informações e o conteúdo perfeito para ela, é aquele que ajuda o leitor a resolver um problema, ensinando e orientando o leitor a tomar a melhor decisão.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

Picpay: guia completo

PIS: guia completo

Score de crédito: guia completo

Como criar a sua própria empresa de pagamento em 5 passos

Como funciona o serviço de pagamentos Facebook Pay?

Como ganhar dinheiro indicando amigos no PagBank?

Carteira digital White Label: é uma boa opção para o seu negócio?

5 dicas para alcançar a estabilidade financeira

  1. Home
  2. Conteúdo
  3. Dicas financeiras