Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos
Acesse sua conta

Saiba se o Auxílio Emergencial será estendido em mais duas parcelas

Por Janaína TavaresPublicado em

Criado em abril deste ano com o objetivo de ajudar a população brasileira durante o enfrentamento da pandemia do novo coronavírus, o Auxílio Emergencial poderá ter mais duas parcelas no valor de R$ 300 cada. Veja mais como essa proposta do governo federal irá funcionar.

O que o governo pretende fazer?

Em transmissão por uma rede social na última quinta-feira (04), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) declarou que poderão existir mais duas parcelas do Auxílio Emergencial, mas não informou o valor de ambas.

Contudo, o secretário especial de Fazenda do Ministério da Economia, Waldery Rodrigues, confirmou no dia 05 de junho que o governo pretende pagar duas parcelas extras de R$ 300, conforme divulgado pelo site G1.

Imperdível
Sua chance de ter um cartão de crédito sem anuidade78.477 pessoas já pediram
Ver cartão
Encerra em 16:20

O secretário especial também afirmou que a despesa do governo com o benefício ficaria próxima de R$ 200 bilhões neste ano. Uma diferença de cerca de R$ 50 bilhões se comparada com a previsão anterior, que seria de R$ 151 bilhões.

Como a nova proposta do Auxílio Emergencial poderá ser aprovada?

Para que as duas parcelas extras de R$ 300 possam ser aprovadas, será preciso que a proposta do governo seja aceita pelo Congresso Nacional. Só assim, a população terá direito a esta oportunidade para suprir as despesas básicas da família.

Qual o valor atual do benefício?

Antes de mais nada, este auxílio destina-se a qualquer brasileiro maior de 18 anos, podendo ele ser microempreendedor individual (MEI), trabalhador informal, desempregado ou em situação de vulnerabilidade.

Dito isto, o valor do benefício a ser pago pode chegar a R$ 1.800 se você for a única mulher responsável pelas despesas da casa. Para até duas pessoas dentro da própria família, o valor é de R$ 600.

Como solicitar?

Lembre-se que seus dados serão validados e o governo tem até cinco dias úteis para aprovar ou negar a sua solicitação.

Sugestões de leitura

Gostaria de se informar mais a respeito do Auxílio Emergencial e dos principais assuntos que se referem ao coronavírus? Selecionamos algumas opções de leitura para você:

Descomplicamos?

Conte pra gente, você acha importante ter mais duas parcelas deste benefício para ajudar a população? Até a próxima!

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Janaína Tavares

Jornalista e Especialista em Produtos e Serviços Financeiros na Foregon, a Janaína (ou Jana). Como redatora, ama os conteúdos sobre dicas financeiras. Preza pela checagem de todas as informações e o conteúdo perfeito para ela, é aquele que ajuda o leitor a resolver um problema, ensinando e orientando o leitor a tomar a melhor decisão.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

Crise financeira: Caixa anuncia redução das parcelas de financiamento habitacional

Novo auxílio emergencial de R$ 1.500: veja quem pode receber

Explosão de golpes durante a pandemia: como se proteger?

Auxílio Emergencial 2021: o benefício vai ser prorrogado?

Auxílio Emergencial 2021: veja quando você receberá a terceira parcela

Covid-19: como conquistar uma vaga de emprego online?

Home office: 92% das mulheres são responsáveis pelos filhos, além do trabalho

Trabalhador que recusar tomar vacina pode ser demitido por justa causa