Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos
Acesse sua conta

Seguro auto: os erros mais comuns na hora de contratar

Por Janaína TavaresPublicado em

O seguro auto é um tipo de serviço que serve exclusivamente para proteger o seu veículo e, assim, evitar perdas quando ele é roubado, furtado, dentre outras situações.

Por isso, ele pode ser essencial para você que deseja ter uma proteção a mais. No entanto, ao contratá-lo, é preciso ter muita cautela para não cometer erros que possam prejudicar a sua experiência utilizando esse serviço.

Portanto, acompanhe a leitura do nosso artigo e veja quais são os erros mais comuns na hora de contratar um seguro auto.

Não escolher direito as coberturas do seguro auto

Ao tomar a decisão de contratar um seguro auto, a primeira coisa que você deve ter em mente é buscar por um que atenda as suas necessidades específicas. 

Isso porque nem todos os condutores procuram pelas mesmas condições e coberturas. Dito isto, é importante pesquisar bastante e até pedir a opinião de amigos e familiares que usam um seguro auto.

Homem desconfiado com a mão no queixo

Com o seu score calculado, você descobre o produto financeiro ideal para você!

Calcule o seu score de forma gratuita, rápida e segura e tenha acesso a centenas de cartões de crédito e outros produtos financeiros.
+ 1.267.543 milhões de pessoas já consultaram

Ao criar uma conta você aceita nossos termos de uso política de privacidade. Aceita também receber notificações por e-mail e SMS, que podem ser canceladas quando quiser.

Outra dica que você pode seguir para evitar frustrações é acessar o site do Reclame Aqui, para conferir o que as pessoas estão dizendo sobre a empresa que oferece o serviço. Por lá, você vai conseguir ver as notas, reclamações e muito mais.

Não ler com atenção o contrato do seguro auto

Outro erro bem comum é não ler com atenção todos os detalhes e informações que estão no contrato do seguro auto. Sendo assim, ao ter contato com esse documento, é interessante checar os seguintes pontos:

  • Valor da franquia;
  • Possíveis coberturas complementares;
  • Deveres e obrigações das duas partes envolvidas, dentre outras.

Todos esses e demais itens devem ser analisados antes de você assinar o contrato, já que eles  impactam no custo do seguro auto.

Não informar quem usa o carro do seguro auto

Na apólice, é fundamental deixar claro quem são os condutores que utilizam o automóvel com frequência.

Mesmo que ele esteja em seu nome, compensa informar isso, justamente porque se acontecer algum sinistro enquanto o veículo estiver com outro condutor, a seguradora pode não cobrir o valor contratado.

Além disso, o condutor também precisa informar para a empresa quais são os locais de circulação do carro.

Como o cálculo do seguro é realizado com base em levantamentos que mostram o potencial de risco das regiões onde o carro circula, essa informação deve ser disponibilizada na apólice.

Conteúdos que você precisa conhecer

Antes de ir, aproveite esse momento e fique por dentro de outros artigos que preparamos para sua jornada aqui na Foregon:

Descomplicamos?

Esperamos ter ajudado você com as nossas dicas. Lembre-se que em casos de dúvidas ou sugestões, pode enviar o seu comentário que vamos responder. Até a próxima!

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Janaína Tavares

Jornalista e Especialista em Produtos e Serviços Financeiros na Foregon, a Janaína (ou Jana). Como redatora, ama os conteúdos sobre dicas financeiras. Preza pela checagem de todas as informações e o conteúdo perfeito para ela, é aquele que ajuda o leitor a resolver um problema, ensinando e orientando o leitor a tomar a melhor decisão.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

Seguro de Vida Santander

Seguro Residencial Santander

Conheça o seguro bolsa protegida

Azul Seguros sinistro: como contatar

O que é sinistro? Entenda como ele funciona

Allianz Seguro Auto telefones: conheça todos os números

Como funciona o BB Seguro Residencial?

Pier: tire suas dúvidas sobre essa seguradora digital