Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos
Acesse sua conta

Tarifa de energia: governo pretende evitar aumentos

Por Janaína TavaresPublicado em

Você sabia que o governo brasileiro está preparando uma série de medidas para conter um aumento na tarifa de energia?

De acordo com informações do site Reuters, representantes do Ministério de Minas e Energia anunciaram em julho desse ano que essa ação está sendo elaborada para atender alguns estados da regiões Norte e Nordeste do país.

Gostaria de saber mais a respeito desse assunto? Continue a leitura do nosso artigo, logo a seguir.

Imperdível
Sua chance de ter um cartão de crédito sem anuidade78.477 pessoas já pediram
Ver cartão
Encerra em 16:20

Proposta para evitar o aumento na tarifa de energia

Em uma coletiva de imprensa online realizada no dia 22 de julho, o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, disse que o objetivo é o de ajudar os consumidores para que eles não sofram impactos nas tarifas. 

Ainda segundo o ministro da pasta, esses mesmos impactos poderiam causar uma inadimplência junto às distribuidoras de energia, além de prejudicar a recuperação da atividade econômica nesse momento de pandemia.

Portanto, de maneira geral, o Ministério quer:

  • Evitar significativos aumentos na tarifa de energia em alguns estados do Norte e Nordeste;
  • Barrar impactos tarifários previstos para os consumidores nos próximos anos.

Vale destacar que o ministro Bento Albuquerque também explicou na coletiva que essas medidas serão "estruturantes" e estarão relacionadas ao custo da energia. 

Como surgiu essa ideia do governo?

Essa proposta surge depois de uma ação conjunta entre a pasta de Minas e Energia com o Ministério de Economia.

Eles projetaram, com o apoio de um grupo de bancos liderado pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), um empréstimo no valor de R$ 15 bilhões para conter os reajustes da energia neste ano.

Conforme informações cedidas pela secretária-executiva do Ministério de Minas e Energia, Marisete Pereira, o pacote de iniciativas pode ser lançado no final do mês de julho ou em agosto.

Veja o que mais ela disse na coletiva de imprensa:

"Estamos, sim, trabalhando com os órgãos do governo para buscar medidas que ainda continuem minimizando os impactos tarifários de 2020 e em diante. Medidas essas estruturais, que serão perenes".

Conteúdos úteis para você

Apesar do governo estar preparando medidas estruturais para conter um aumento na tarifa de energia, você pode conhecer algumas dicas que te ajudam a ter uma economia mais eficiente dentro da sua própria casa. Por isso, separamos alguns conteúdos para você:

Descomplicamos?

Esperamos que sim. Qualquer dúvida ou sugestão, basta enviar seu comentário aqui para que possamos te responder. Até a próxima!

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Janaína Tavares

Jornalista e Especialista em Produtos e Serviços Financeiros na Foregon, a Janaína (ou Jana). Como redatora, ama os conteúdos sobre dicas financeiras. Preza pela checagem de todas as informações e o conteúdo perfeito para ela, é aquele que ajuda o leitor a resolver um problema, ensinando e orientando o leitor a tomar a melhor decisão.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

Auxílio Emergencial: governo decidirá se vai estender o benefício nesta semana

Uber cobrará mais caro para quem quer ser atendido com prioridade; entenda

INSS garante direitos para motoristas de aplicativo

Méliuz: novo cartão deve ser lançado em janeiro 2022

Vivo oferece vagas de emprego presencial e home office; confira

Banco BV oferece novas funcionalidades através do teclado do celular: entenda

Nubank permitirá compra e venda de ações direto no aplicativo: saiba mais

PIS/Pasep 2022: veja quais são os valores previstos