Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos
Acesse sua conta

Taxa rosa: o preço de ser mulher

Por Nara LimaPublicado em

Azul para meninos e rosa para meninas? Aparentemente, sim. Apesar de cor não ter gênero, é possível observar uma explícita segmentação em produtos para homens e mulheres com as cores rosa e azul.

Conheça a taxa rosa

Pode parecer brincadeira, mas não é. Taxa rosa é o termo utilizado para indicar produtos que têm um preço mais elevado por serem destinados ao público feminino. Além de reforçar estereótipos, esse custo tem impacto direto no orçamento das mulheres.

Vale lembrar que elas recebem, em média, 20,5% menos que homens que ocupam os mesmos cargos. Esses números não foram inventados, essa é a realidade segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Menores salários, maiores responsabilidades

No Brasil, cerca de 56% das mulheres são responsáveis pelo orçamento integral da casa. O que isso significa? Além de possuírem um salário menor, uma jornada maior e maiores responsabilidades, elas também pagam um valor mais alto por produtos utilizados igualmente pelo público masculino.

Confira algumas comparações

Segundo estudo realizado pela ESPM, a taxa rosa é posta em prática desde a primeira infância. Entenda um pouco mais sobre esses valores.

Homem desconfiado com a mão no queixo

Com o seu score calculado, você descobre o produto financeiro ideal para você!

Calcule o seu score de forma gratuita, rápida e segura e tenha acesso a centenas de cartões de crédito e outros produtos financeiros.
+ 1.267.543 milhões de pessoas já consultaram

Ao criar uma conta você aceita nossos termos de uso política de privacidade. Aceita também receber notificações por e-mail e SMS, que podem ser canceladas quando quiser.

Produto Feminino Masculino Percentual
Short esportivo  R$ 29,90
   R$ 19,90
50%
Camiseta esportiva básica  
R$ 39,90
   R$ 29,90
33%
Toca infantil R$ 129,99 R$ 99,99 30%
Shampoo anticaspa
  R$ 22,25
R$ 20,25 9,8%
Tênis branco R$ 149,90  R$ 120,90 24%

É possível mudar esse cenário?

Além de formalizar as reclamações nos órgãos de defesa do consumidor, uma dica é optar por marcas que oferecem produtos neutros. Outro ponto importante é comparar preços e, caso não haja mudanças significativas entre os produtos, opte pelos de coloração azul.

Escolha marcas que não fazem uso da taxa rosa e não apoiem a indústria de estereótipos. Toda mudança é válida e causa impacto, seja ele qual for. Não deixe que grandes empresas abusem do seu poder e manipulem você.

Gostou do conteúdo?

Nós acreditamos e batalhamos por um mundo com equidade de gêneros. Caso surjam dúvidas a respeito da taxa rosa, deixe seu comentário aqui embaixo.

Até a próxima!

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Nara Lima

Redatora e Especialista em Produtos e Serviços Financeiros na Foregon, gosta de escrever sobre educação financeira. Preza pela facilidade da leitura e pela checagem das informações, buscando produzir um conteúdo de leitura simplificada e que sane as dúvidas do leitor.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

Os 5 principais erros na gestão financeira empresarial

Pagamentos digitais: quais os mais utilizados pelo e-commerce

Pagamento de dívidas: descubra com esses 5 livros qual a melhor forma de começar

5 alternativas para fugir dos juros altos

Imposto de Renda: o que acontece se eu não declarar?

Perfis financeiros: saiba quem é você na hora de lidar com dinheiro

Dicionário financeiro: 20 expressões sobre dinheiro que todo brasileiro deve conhecer

3 investimentos para iniciantes com pouco dinheiro