trocar-o-carro-sem-comprometer-orcamento

Chegou a hora de trocar o carro, mas as contas não fecham? Antes, é preciso fazer um bom planejamento. E com algumas dicas, você vai ver que é possível fazer isso sem comprometer o seu orçamento.

Como você pode imaginar, o preço dos automóveis subiu muito nos últimos anos. O carro zero mais básico tem um valor que muitas vezes não cabe no bolso do Brasileiro.

E não só isso, na hora de fechar o negócio, o preço aumenta bem, comparado aquele estampado em ofertas ou no próprio carro. São taxas, serviços e mais aquele papo todo de documentação, vistoria, emplacamento, etc.

Isso além dos gastos básicos para manter o veículo andando. Gasolina, seguro, manutenção e até a lavagem. Por isso é tão importante se planejar para além da compra do carro, as despesas com ele.

Separamos algumas dicas que podem te ajudar a trocar carro, confira:

Trocar o carro sem comprometer o seu orçamento

trocar o carro sem comprometer o orçamento

Parece difícil para você trocar de carro no momento? Realmente, pode não ser algo que esteja ao seu alcance de uma hora para outra. Mas, você vai ver que com uma boa organização, é possível realizar esse sonho logo, logo.

Planejamento financeiro

Falando financeiramente, fica muito difícil conseguir qualquer coisa sem se planejar. Invista uma parte do seu tempo estudando suas economias e os jeitos mais fáceis para chegar ao objetivo.

Por não se tratar de um bem barato, é preciso que essa aquisição seja planejada com antecedência.

Essa é a hora de colocar em um papel, planilha ou em aplicativo de celular toda a sua vida financeira. Seus ganhos, devem entrar no controle, como:

  • Salário;
  • Renda extra;
  • Aluguéis;
  • Rendimentos

Suas despesas também devem entrar no controle, procure separar por gastos fixos e variáveis.

Gastos fixos

Aqueles que você paga mensalmente e são mais difíceis de reduzir ou cortar:

  • Água;
  • Luz;
  • Internet;
  • Escola..

Gastos variáveis:

São despesas que não são recorrentes, ou seja, acontecem esporadicamente e podem ser diminuídas ou eliminadas do orçamento:

  • Supermercado;
  • Padaria;
  • Lazer;
  • Compras diversas

Ainda na sua planilha, por fim, coloque os gastos aproximados que você teria com o carro. Além das parcelas (se fizer um financiamento), informe-se sobre despesas com IPVA, licenciamento.

Se o seu orçamento suportar, pode ser que você esteja no caminho certo. Senão, tente visualizar onde podem ocorrer cortes ou onde sua família pode ajudar a economizar.

Antes de comprar, pesquise!

Em qualquer compra a pesquisa é fundamental. Isso garante que você leve pelo menor preço e faça um bom negócio. Para trocar o carro não é diferente, não é hora de ter preguiça!

Primeiro, dê uma conferida na internet antes de sair para as ruas. Existem sites especializados, além dos aplicativos para celular, como o OLX, onde existe uma infinidade de modelos de carros.

Depois que você fizer essa busca em “casa”, é hora de conferir as ofertas aí perto de você. Garagens ou lugares onde costumam ser usados por pessoas para venda de veículos, pode ser a sua oportunidade de trocar o carro.

Você já pode sair com um modelo de carro em vista, isso ajuda você a ter uma noção de preço. Ah, não se esqueça de conferir a Tabela Fipe e comparar com o que o vendedor pede.

Tabela Fipe – como funciona

A Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (FIPE), é uma organização de direito privado sem fins lucrativos. Tem objetivo de analisar os fenômenos econômicos e sociais com base no instrumental teórico e metodológico da Economia.

A Tabela FIPE, um produto da fundação, serve como base de preços médios de veículos no mercado nacional, servindo apenas como um parâmetro para negociações ou avaliações.

Para consultar a tabela de preços e saber se o veículo que você pretende comprar, acesse o site da organização e escolha o tipo de automóvel que deseja verificar, depois:

  • Informe a marca do veículo;
  • Modelo;
  • Ano do modelo

Opte por um seminovo

Sabendo que o valor de um carro zero é bem mais alto, a saída pode ser trocar o carro por um seminovo. Além de mais barato, você pode ter um veículo com mais opcionais e de melhor desempenho.

O preço de um carro novo, 0km, 1.6, pode ter um valor salgado, compensando levar um usado, de mais potência e mais equipado, como ar condicionado, banco de couro, direção hidráulica, etc.

Se optar por um seminovo, lembre-se de tomar alguns cuidados:

  • Procedência do carro;
  • Solicite e pesquise o Renavam;
  • Pesquise a placa e Renavam no site do Detran – isso serve para garantir que o carro não é roubado ou é sinistrado;
  • Leve a um mecânico de sua confiança e peça para testar;
  • Procure informações na internet sobre consumo e opinião dos donos do mesmo modelo;
  • Confira se os números do chassi estão legíveis – números corrompidos encontrados no motor, podem dar dor de cabeça na hora do licenciamento.

Cote seguros

Para trocar o carro sem comprometer o seu orçamento, você viu que é importante colocar nas despesas aquelas taxas e serviços além do preço do veículo.

Além de tudo isso, é recomendado também que, você cote seguros para o carro que pretende levar. Isso porque, o seguro pode mudar de valor dependendo do modelo, ano, conservação, etc.

Então, se você pretende ter um seguro, cote antes em algumas seguradoras o modelo do carro que você está prestes a fechar negócio. Esse fator pode mudar o seu orçamento.

Se informe sobre a manutenção

Muitas pessoas deixam de fazer negócio quando ficam sabendo do valor de manutenção. Alguns automóveis tem peças bem mais caras que outros. Os fatores podem ser diversos:

  • Mais válvulas;
  • Carro fora de fabricação;
  • Modelo importado;
  • Peças difíceis de encontrar.

Então, na hora de trocar o carro e para não comprometer o seu orçamento no futuro, se informe do preço médio da manutenção, é legal sempre consultar com um mecânico sobre o modelo que você pretende comprar.

Que tal um consórcio?

Você já se perguntou o que fazer entre consórcio ou financiamento na hora de trocar o carro? Além da burocracia para conseguir, o financiamento tem juros altos, podendo chegar a quase o dobro do valor original do veículo.

Você pode começar a economizar ou ainda pegar o valor que daria de entrada em um financiamento e dar um lance em um consórcio.

O consórcio tem juros menores e você pode ir pagando em parcelas mais baratas. Compare o que é oferecido e escolha o que cabe no seu bolso e orçamento mensal.

Outra dica é procurar o empréstimo do valor total ou parte dele. O empréstimo consignado e outros tipos, são mais baratos que um financiamento.

Comece já!

Comece o seu planejamento o quanto antes! Assim você pode saber onde economizar ou quais hábitos mudar. E em algum tempo você vai conseguir trocar o seu carro sem comprometer o seu orçamento.

Depois conta para nós o que achou das dicas e qual o carro que você está de olho. Te espero na próxima!

Leonardo Jacomini da Foregon.

Este conteúdo foi útil para voce? 1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 voto(s), média: 5,00)
Loading...