Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos
Acesse sua conta

Vale a pena parcelar a fatura do cartão de crédito?

Por Thais SouzaPublicado em

Quando o orçamento aperta, a alternativa que muitas pessoas recorrem é o parcelamento da fatura do cartão de crédito. Mas, será que parcelar a fatura vale a pena? Neste artigo, você vai conferir como funciona esse serviço, quais são as tarifas cobradas e se compensa optar por esse método. Vamos lá?

Como funciona o parcelamento da fatura?

O parcelamento da fatura é quando você faz o pagamento entre o valor mínimo e o total em forma de prestações. Geralmente, os bancos costumam cobrar uma entrada para confirmar essa operação.

O valor de cada parcela é descontado todos os meses junto com a fatura do cartão de crédito. Por isso, é importante ter muita responsabilidade, pois você terá que pagar os seus gastos do mês com o cartão + a parcela do acordo e, automaticamente, as faturas virão mais altas o que de costume.

Imperdível
Sua chance de ter um cartão de crédito sem anuidade78.477 pessoas já pediram
Ver cartão
Encerra em 16:20

O parcelamento da fatura também compromete o seu limite do cartão e ele só voltará ao normal quando a dívida for totalmente quitada. Ou seja, funciona como uma compra parcelada.

Além disso, todo parcelamento de fatura possui juros que podem chegar até 10% ao mês. Portanto, antes de contratar esse serviço, é fundamental analisar o valor final que você terá que pagar.

Como parcelar a fatura do cartão?

A primeira opção é entrar em contato com a Central de Atendimento do seu banco e explicar a situação. Essa pode ser a melhor alternativa, já que, conversando com um atendente, você pode negociar os juros.

Quem é cliente de banco digital ou possui aplicativo do cartão de crédito pode aproveitar a praticidade e parcelar a fatura pelo App. Lá você consegue simular o valor da entrada – se tiver, parcelas e o Custo Efetivo Total (CET), que é o valor total que você irá pagar com acréscimo de juros e encargos.

Afinal, vale a pena parcelar a fatura do cartão de crédito?

Pagar o total da fatura sempre será a melhor opção para fugir dos juros ou endividamento. Porém, sabemos que imprevistos acontecem e parcelar ainda é melhor do que atrasar o pagamento.

Quando você atrasa o pagamento da fatura são cobrados juros por dia de atraso, o que pode acabar virando uma bola de neve. Nesses casos, a melhor solução é parcelar a sua fatura.

Além disso, parcelar também é melhor do que pagar mínimo. Quando você faz isso, você entra no conhecido crédito rotativo, que é famoso pelos juros exorbitantes.

Dica Foregon

Quando não há outra saída a não ser fazer o parcelamento, você pode amenizar os juros ao pagar uma boa entrada e dividir o pagamento em menos parcelas.

Procure também outras formas de crédito mais barato para quitar essa dívida. Uma boa alternativa para quem é aposentado, pensionista ou servidor público é o empréstimo consignado, que tem uma das menores taxas de juros do mercado.

Para melhorar a sua relação com o cartão de crédito, evite ao máximo parcelar compras nas quais você pode fazer o pagamento à vista. Porém, caso o seu problema com o pagamento da fatura seja algo frequente, considere seriamente a opção de cancelar o serviço.

Ficou com alguma dúvida? Deixe seu comentário que a gente descomplica para você.

Até a próxima!

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Thais Souza

Redatora e Especialista em Produtos e Serviços Financeiros na Foregon, se identifica com conteúdos relacionados a investimentos e empréstimos e acredita que esse tipo de conhecimento pode mudar a vida das pessoas. Busca impactar a vida dos usuários que buscam resolver um problema ou conhecer melhor um produto ou serviço financeiro.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

Quem conseguiu economizar na quarentena já pensa em viajar

Black Friday 2021 Magalu: como aproveitar as melhores ofertas

Quando começa a Black Friday 2021?

Black Friday 2021 Submarino: saiba como garantir as melhores promoções

Open Banking: 7 aspectos que podem impactar as Pequenas e Médias Empresas

Conheça os 10 carros mais econômicos do Brasil

Reconhecimento facial: o que é e como funciona

Anywhere office: conheça o novo modelo de trabalho flexível