Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos
Acesse sua conta

Valor da cesta básica em SP quase empata com salário mínimo

Por Thais SouzaPublicado em

A alta na inflação já é um dos assuntos mais comentados nos noticiários e tem tornado a vida dos brasileiros de baixa renda cada vez mais difícil. No último mês, o valor da cesta básica em São Paulo para uma família de quatro pessoas quase empatou com o salário mínimo, que se encontra em R$ 1.100 mensais.

O que você procura?

Inflação faz valor da cesta básica em São Paulo disparar

De acordo com um levantamento feito pelo Núcleo de Inteligência e Pesquisas do Procon-SP, em julho, o custo da cesta básica em São Paulo chegou a R$ 1.064, cerca de 0,44% a mais quando comparado ao mês de junho, equivalente a um aumento de 5,65% no ano.

O preço da cesta básica quase encostou no valor do salário mínimo vigente, com diferença de apenas R$ 35,21. Em 12 meses até julho, a inflação oficial medida pelo IPCA avançou 8,99%.

"O quadro é grave. Estamos chegando ao patamar do elas por elas, com os gastos com alimentação, higiene e limpeza empatando com o salário mínimo", afirmou o diretor da Escola de Proteção e Defesa do Consumidor do Procon-SP, Marcus Vinicius Pujol.

A cesta básica inclui gastos para compra de apenas 39 produtos essenciais, como alimentos e itens de higiene pessoal e limpeza doméstica. Se levarmos em consideração outros gastos fundamentais com moradia, contas, transporte e medicamentos, por exemplo, uma família não conseguiria sobreviver com apenas um salário mínimo mensal.

Desemprego piora ainda mais a situação

De acordo com o coordenador de índices de preços da Fundação Getúlio Vargas (FGV), André Braz, o desemprego piora ainda mais o impacto da inflação no orçamento dos brasileiros de baixa renda. Isso porque quem tem dinheiro consegue substituir produtos ou comprar menos, quem não tem, fica sem opção.

 "Nesse caso [desemprego], a sensação de que a inflação é muito maior é flagrante, é uma situação de impotência" , argumenta.

A pesquisa fez uma coleta de preços em cerca de 40 supermercados de São Paulo, elaborando uma cesta básica com os menores preços encontrados em cada item. Por isso, mesmo estando acima da média, o valor é o mais barato dentro do universo da pesquisa.

No mês de junho, os alimentos mais caros dentro da cesta básica de São Paulo foram: carne; café em pó; frango resfriado inteiro, leite de caixinha e pão francês. Dos 39 itens pesquisados, 21 teve aumento de preço.

Leia também

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Thais Souza

Redatora e Especialista em Produtos e Serviços Financeiros na Foregon, se identifica com conteúdos relacionados a investimentos e empréstimos e acredita que esse tipo de conhecimento pode mudar a vida das pessoas. Busca impactar a vida dos usuários que buscam resolver um problema ou conhecer melhor um produto ou serviço financeiro.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

Foregon participa da 9ª edição da Conferência Anual de Startups e Empreendedorismo

Foregon Marca Presença na 6ª Edição do CX Summit

Foregon está no TOP 10 Fintech – Distrito Awards 2022

Foregon está entre as Melhores Empresas para Trabalhar GPTW – Tecnologia da Informação 2022.

Nubank Ultravioleta: nova Regra para Isenção de Anuidade

Consignado do Auxílio Brasil: Caixa já liberou R$ 1,8 bilhão

Nucoin: conheça a moeda digital que será lançada em 2023

Feirão Serasa Limpa Nome: até 99% de Desconto nas Dívidas