Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos
Acesse sua conta

Você sabe o que é chargeback?

Por Thais SouzaPublicado em

Ter o próprio comércio digital é uma grande oportunidade para empreender, mas também é necessário estar preparado para futuras complicações e riscos não previstos, como é o caso do chargeback.

Se você aceita pagamento via cartão de crédito ou débito, é importante ficar atento a este processo e saber quais as formas de evitar um transtorno. 

Afinal, o que é chargeback?

O chargeback é o cancelamento de uma compra efetuada por cartão de crédito ou débito em um determinado estabelecimento comercial. Ou seja, o comprador solicita o cancelamento da sua transação e tem o direto de receber o estorno do valor gasto.

Imperdível
Sua chance de ter um cartão de crédito sem anuidade78.477 pessoas já pediram
Ver cartão
Encerra em 16:20

Portanto, o chargeback é uma maneira usada pelas operadoras para garantir maior segurança nas compras realizadas tanto nas compras online quanto no varejo físico.

Em quais situações o chargeback pode ocorrer?

Ele ocorre em diversas situações, mas as principais são:

  • Fraude: quando o titular do cartão não reconhece a compra, o que é um forte indício de roubo ou fraude;
  • Erro na cobrança: quando o titular percebe alguma diferença no valor cobrado; 
  • Divergências no produto: quando o cliente não recebe a mercadoria conforme o combinado entre as partes. 

Infelizmente, alguns consumidores aproveitam da facilidade de contestar uma compra para aplicar golpes. Ou seja, mesmo que esteja tudo certo com a cobrança e com o produto, algumas pessoas pedem o chargeback só para obter o dinheiro de volta.

Se você é lojista e recebeu uma contestação injusta por alguns desses motivos, pode iniciar uma defesa apresentando a documentação comprobatória de que a compra estava de fato correta.

O que fazer para prevenir a ocorrência de chargeback?

Felizmente, existem maneiras de prevenir ou amenizar o impacto desse processo na sua empresa. Veja quais são elas: 

  • Procure utilizar ferramentas antifraude, principalmente em pagamento online;
  • Solicite documentos que comprovem a titularidade do cartão ou ligação com o portador;
  • Estabeleça políticas de troca, cancelamento e reembolso e deixe essas informações explícitas ao cliente antes da compra;
  • Recorra a intermediadores de pagamento, como Bcash e PayPal. Isso vai garantir mais segurança tanto para o comerciante, quanto para o cliente.

Se mesmo assim você ainda continuar a receber contestações, verifique a melhor maneira de corrigir o problema para que ele não aconteça novamente. 

Ficou com alguma dúvida? Deixe seu comentário ou entre em contato com a gente em nossas redes sociais. Até a próxima! 

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Thais Souza

Redatora e Especialista em Produtos e Serviços Financeiros na Foregon, se identifica com conteúdos relacionados a investimentos e empréstimos e acredita que esse tipo de conhecimento pode mudar a vida das pessoas. Busca impactar a vida dos usuários que buscam resolver um problema ou conhecer melhor um produto ou serviço financeiro.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

Organizze: veja o passo a passo de como usar o aplicativo para controlar suas finanças

Cashback: guia completo

Dia dos namorados: como economizar?

5 dicas para você cuidar do seu dinheiro e gastar sem culpa

Dia dos Namorados: planejamento financeiro em conjunto

Está apertado? Confira como fazer um empréstimo seguro!

Reserva de emergência: o que é e como montar?

Banco Inter: conheça a conta digital kids