Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos
Acesse sua conta

YouTube como ferramenta de negócios: guia completo

Por Thais SouzaPublicado em

De acordo com uma pesquisa feita pelo Opinion Box, 86% dos usuários do YouTube acessam a plataforma pelo menos uma vez ao dia. Dos entrevistados, 44% passam pelo menos cinco horas por semana vendo vídeos. Além da possibilidade de passar o tempo, ouvir músicas, aprender algo novo e se informar, o YouTube também é uma ótima ferramenta de negócios. 

Afinal, uma empresa não pode apenas vender seus produtos e serviços, é preciso comunicar-se com público-alvo, informar e ser relevante. Quer saber mais? Então confira as dicas que separamos para você. 

Como usar o YouTube como ferramenta de negócios?

1. Crie o seu canal

O primeiro passo para começar no YouTube é criar o seu canal. Essa etapa exige bastante atenção e dedicação, já que ele será o principal meio de atração de novos seguidores e, portanto, deve ser apresentável, intuitivo e também precisa conter todas as informações relevantes sobre sua empresa. Confira o passo a passo para criação do seu canal: 

Imperdível
Sua chance de ter um cartão de crédito sem anuidade78.477 pessoas já pediram
Ver cartão
Encerra em 16:20
  1. Entre no site ou App do YouTube (Android e iOS) e faça login em uma conta;
  2. Vá em "Configurações" e na aba "Seu canal", clique em "Criar novo canal";
  3. Escolha um nome para o seu canal e clique em "Criar". Isso gerará uma nova conta de marca.

Para deixar o perfil ainda mais atrativo você pode adicionar um banner com as cores e logo da sua marca. Uma dica importante é personalizar o nome, descrição, imagens e URL do seu canal para fazer com que ele seja encontrado mais facilmente.

2. Comunique-se com o seu público-alvo

Não adianta nada criar um canal no YouTube e fazer vídeos sobre qualquer assunto, sem antes estudar o seu público-alvo. Como o nome já diz, o público-alvo é o grupo de pessoas do mercado que a sua marca quer atingir, que tenham um perfil demográfico, comportamental e psicográfico semelhante. 

Segmentar o seu conteúdo vai fazer com que ele chegue para as pessoas certas, no momento adequado. Mas como fazer isso? Basicamente, você deve responder essas cinco perguntas:

  • Quem é meu público-alvo?;
  • Quais são suas necessidades?;
  • Quais seus objetivos?;
  • Quais sentimentos e emoções você quer passar?;
  • O que é relevante para meu público?.

Para a definição do seu público-alvo, existem algumas ferramentas que podem te ajudar no processo, como o Google Trends, que permite a análise do que está sendo mais pesquisado no momento e os dados demográficos sobre quem pesquisa esses assuntos, e o Google Analytics, que pode ser útil para cruzar dados com as pesquisas.

3. Transmita conteúdos relevantes

Após definir seu público, você deve estudar o tipo de conteúdo que vai transmitir para ele. Como dito anteriormente, seus vídeos devem ser relevantes, portanto, cuidado ao tentar "vender o tempo todo". 

Crie vídeos que possam ajudar na conquista de status de autoridade para seu negócio. Isso pode ser feito através de dicas, entrevistas, depoimentos, vídeos informacionais, dentre outros. Confira alguns exemplos que separamos para você se inspirar: 

  • Se você tem uma loja de celulares: pode criar um vídeo de TOP dez smartphones com as melhores câmeras;
  • Se você é dono de uma academia: pode criar vídeo de treinos em casa para complementar a rotina;
  • Se você é nutricionista: pode criar vídeos de receitas saudáveis ou de comparação de alimentos, como arroz integral x arroz branco;
  • Se você é dono de uma loja de roupas: pode criar vídeos compondo looks ou mostrando tendências da estação;
  • Se você tem uma corretora de investimentos: pode criar vídeos falando sobre perfil de investidor, tipos de investimentos e dicas;
  • Se você tem uma loja de decoração: pode criar vídeos dando dicas de decoração, compondo mesas, decorando paredes, ambientes e muito mais.

Existe uma infinidade de ideias que podem ser exploradas, independentemente do tipo de negócio. O importante é entregar um conteúdo de qualidade para seus usuários. 

4. Dê uma atenção especial à qualidade

Falando em qualidade, o que você pensa quando assiste um vídeo com imagens borradas e áudio ruim? Nada atrativo, não é mesmo? Por isso, a resolução do seu vídeo deve ser de, no mínimo, 720p.

A duração do vídeo também é um fator importante. A maioria dos vídeos com grande número de visualizações tem, em média, três minutos. Por isso, atente-se para criar conteúdos mais curtos e atrativos. 

Além disso, uma boa câmera e um sistema de iluminação podem custar caro, mas é um investimento necessário para quem deseja ter sucesso na plataforma. A edição também deve ser boa, por isso, a dica é: utilize a ferramenta "Estúdio de criação" para editar seus vídeos. Ela é integrada ao YouTube e possui várias opções para cortar, corrigir, aplicar filtros e efeitos e muito mais. 

5. Utilize CTAs

As Call To Action (CTAs), são estratégias que chamam o receptor para realizar uma determinada ação, ou seja, convencer seu público a respeito de algo. Confira algumas opções de CTAs para você usar em seu conteúdo: 

  • Entrar em contato para obter mais informações;
  • Inscrever-se em seu canal do YouTube;
  • Curtir o vídeo e ativar o sininho; 
  • Deixar comentários;
  • Clicar em um link na descrição do vídeo; 
  • Compartilhar seu vídeo nas redes sociais, entre outras ações desejadas.

6. Chame atenção com estratégias de SEO

Produzir vídeos de qualidade não é o suficiente para que eles estejam bem ranqueados na plataforma. Você precisa ter uma boa estratégia de otimização para mecanismos de busca, o famoso SEO.

De forma prática, o SEO vai ajudar você a aparecer nas primeiras posições do YouTube e Google quando o seu usuário buscar por uma determinada palavra-chave. Confira as dicas abaixo: 

  • Crie títulos atrativos: você deve criar títulos curtos e atrativos para seus vídeos, que contenham as palavras-chave e frases que descrevem o que o usuário está procurando;
  • Escolha a categoria e tags corretas: coloque a categoria que mais representa o conteúdo do seu vídeo, assim é possível segmentar melhor o público. Utilize palavras-chave e suas derivações na hora de criar tags;
  • Trabalhe bem a descrição do vídeo: todos os seus vídeos devem ter a descrição. Elas precisam ser curtas e precisam informar o que o vídeo abordará. Caso cite outros sites no vídeo, coloque o link na descrição. Você também pode utilizá-la para incluir link para seu site, blog e redes sociais.

7. Use legendas em seu vídeo 

Usar legendas nos seus vídeos do YouTube, além de ser uma estratégia que gera mais alcance, permite que milhões de usuários com deficiência auditiva possam ter acesso ao seu conteúdo. 

Outro ponto positivo das legendas é que seu vídeo poderá ser assistido em qualquer local, mesmo quando o receptor não puder ativar o som. Dessa maneira, caso as imagens não sejam suficientes para o entendimento sem o som, a legenda complementaria o conteúdo.

8. Divulgue seus vídeos 

Além de usar estratégias de SEO para ter um bom ranqueamento do seu conteúdo, certifique-se de compartilhar seus vídeos nas redes sociais para divulgá-lo para mais pessoas. Por exemplo, se sua marca está presente no Instagram, você pode produzir um story avisando que saiu um vídeo novo no canal. Outra estratégia interessante é a incorporação de vídeos do seu canal no site e blog da empresa. 

Vantagens de utilizar o YouTube como ferramenta de negócio

Existem três principais motivos pelos quais o YouTube é uma ótima ferramenta para sua empresa, são eles: é gratuito; conta com muitas funções e ferramentas para produção e divulgação de conteúdo e; é uma plataforma estável, pois utiliza os servidores do Google.

Mas se esses motivos ainda não te convenceram a adotar essa estratégia para sua marca, abaixo listaremos mais alguns exemplos: 

  • Gera autoridade para a marca: produzir vídeos para internet ajuda a criar relevância para seu público, dando mais credibilidade para sua marca em relação aos concorrentes;
  • Estratégia para alcançar novos públicos: quando você está presente em uma plataforma da dimensão do YouTube, as chances de atingir mais clientes por meio de estratégias assertivas são muito grandes;
  • Ferramenta perfeita para conteúdos informativos: o YouTube permite que você faça conteúdos informativos para seus usuários, que realmente sejam relevantes para eles;
  • Mais interação com seu público: por meio das lives é possível interagir com a audiência em tempo real, trazendo mais engajamento para a marca.

Descomplicamos?

Esperamos que este artigo tenha sido útil para sua estratégia de negócio. Deixe sua dúvida nos comentários ou relate-nos sua experiência. Ficaremos muito felizes em receber o seu feedback!

Não se esqueça de seguir a Foregon no canal do YouTube e também nas redes sociais, Facebook e Instagram, para receber conteúdos como este em primeira mão.

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Thais Souza

Redatora e Especialista em Produtos e Serviços Financeiros na Foregon, se identifica com conteúdos relacionados a investimentos e empréstimos e acredita que esse tipo de conhecimento pode mudar a vida das pessoas. Busca impactar a vida dos usuários que buscam resolver um problema ou conhecer melhor um produto ou serviço financeiro.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

Instagram como ferramenta de negócios: guia completo

Como recarregar Bilhete Único pelo celular?

PicPay: como fazer cobranças pelo aplicativo?

Caixa abre 10 mil vagas de emprego para concursados, estagiários e aprendizes

Open Banking ou Open Finance: o que você precisa saber sobre esses sistemas

Não consegue guardar dinheiro? Conheça a “poupança por assinatura”

Golpe da revisão do INSS: veja como se proteger

Quer mudar de carreira? Confira essas dicas para trocar de profissão