Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos
Acesse sua conta

Trabalhei 2 anos, quanto vou receber? Aprenda a calcular

Por Nara LimaPublicado em

Apesar da demissão ser uma situação bem delicada para qualquer pessoa, é importante conhecer seus direitos e deveres. Esse é um tópico em que os brasileiros ainda tem diversas dúvidas, inclusive relacionadas ao recebimento do pagamento.

Neste artigo, você confere quais são os tipos de demissão, quais são os direitos do trabalhador em cada caso e aprende a calcular o valor.

Principais formas de demissão

Demissão sem justa causa e com aviso prévio trabalhado

Neste caso, a empresa rompe o contrato com o colaborador e sugere que ele trabalhe por mais um mês. O pagamento é feito no primeiro dia útil após o final do contrato de trabalho.

Detalhes da rescisão trabalhista

  • Se o trabalhador cumpriu o período exigido pela empresa ele receberá o valor de um salário. Se isso não acontecer, terá descontos por cada dia em que faltar;
  • As empresas são obrigadas a pagar mais três dias para cada ano de trabalho do colaborador. Exemplo: se você trabalhou dois anos, terá direito a mais seis dias de aviso prévio;
  • Caso o trabalhador esteja com férias em aberto, a empresa pagará um mês de salário na rescisão, além de um terço do quanto ele recebe;
  • Além de conseguir sacar o dinheiro que está na sua conta do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), no dia do pagamento da rescisão a empresa deve pagar um valor de 40% de multa do FGTS na sua conta no fundo.

Demissão sem justa causa e com aviso prévio indenizado

Neste situação, a empresa manda o funcionário embora sem justa causa e não solicita que o colaborador trabalhe por mais um mês. O empregador deve realizar o pagamento num prazo de até 10 dias após a data de desligamento.

Detalhes da rescisão trabalhista

  • A empresa liberou você do aviso trabalhado e, por isso, pagará o valor de um salário sem que você trabalhe no próximo mês;
  • Se o trabalhador tiver realizado horas extras no período que antecedeu a sua demissão, ele tem o direito de recebê-las.

Demissão com justa causa

Neste caso, o funcionário é demitido porque cometeu alguma infração grave no trabalho. É o momento em que a empresa paga tudo que você deve receber. Sendo assim, o empregador tem a obrigatoriedade de fazer o pagamento em até 10 dias após a data de demissão.

Homem desconfiado com a mão no queixo

Com o seu score calculado, você descobre o produto financeiro ideal para você!

Calcule o seu score de forma gratuita, rápida e segura e tenha acesso a centenas de cartões de crédito e outros produtos financeiros.
+ 1.267.543 milhões de pessoas já consultaram

Ao criar uma conta você aceita nossos termos de uso política de privacidade. Aceita também receber notificações por e-mail e SMS, que podem ser canceladas quando quiser.

Detalhes da rescisão trabalhista

  • A empresa não paga o aviso prévio e você não pode trabalhar mais para receber esse dinheiro;
  • Sem possibilidade de sacar o dinheiro da sua conta do FGTS e não tem direito ao seguro-desemprego;
  • Você tem direito ao valor das férias que ainda não tirou e o salário dos dias em que trabalhou (desde o começo do mês até a notificação da demissão).

Trabalhei 2 anos, quanto vou receber?

Quando uma demissão ocorre, é necessário fazer a rescisão trabalhista para formalizar o fim da relação de trabalho. No entanto, existem alguns fatores que devem ser levados em conta, como a natureza da rescisão, se foi pedida pelo colaborador ou de iniciativa do empregador, se foi com justa causa ou sem justa causa.

Confira como fazer as principais contas a seguir:

Saldo de salário

Para realizar essa conta, divida o seu salário por 30 e multiplique pela quantidade de dias trabalhados até o dia em que o contrato foi encerrado. Ao resultado, some as horas extras e eventuais adicionais.

13º salário proporcional

Nesse caso, o 13º é calculado com base nos meses trabalhados no ano da demissão. Para realizar a conta, divida o salário por 12 e multiplique o resultado pelo total de meses trabalhados no ano da rescisão.

importante: sempre considere um mês inteiro quando o trabalho for superior a 15 dias.

Férias vencidas e proporcionais

Se o trabalhador é demitido antes de tirar férias, deve receber o pagamento de um salário integral, além do acréscimo de um terço desse valor. Além disso, existe o valor de férias referente aos meses trabalhados no ano e também têm como base o salário e o acréscimo de um terço da remuneração.

Multa do FGTS

O valor é calculado a partir dos depósitos realizados pela empresa no fundo de garantia de quem vai sair. Em demissões por justa causa, não há pagamento de multa do FGTS. Já quando a demissão é sem justa causa, o valor pago de multa é de 40% do saldo dos depósitos da empresa. Por fim, nas rescisões por comum acordo, a porcentagem é de 20%.

Seguro-desemprego

O seguro-desemprego é concedido para quem foi demitido sem justa causa por meio de guias que permitem dar entrada no benefício e são entregues na rescisão.

Dica Foregon

Que tal ter mais controle da sua vida financeira? No Portal da Foregon você encontra diversos conteúdos relacionados ao mundo das finanças e ainda confere as principais dicas para não terminar o mês com saldo negativo.

Confira seu score de crédito de forma gratuita e receba as melhores indicações de produtos e serviços financeiros que mais se encaixam com o seu perfil.

Consulte seu CPF grátis e receba as melhores ofertas!

Mais de 300 opções entre cartões de crédito, contas e empréstimos.

Consultar CPF grátis
+ 1.267.543 milhões de pessoas já consultaram

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Nara Lima

Redatora e Especialista em Produtos e Serviços Financeiros na Foregon, gosta de escrever sobre educação financeira. Preza pela facilidade da leitura e pela checagem das informações, buscando produzir um conteúdo de leitura simplificada e que sane as dúvidas do leitor.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

O que é pró-rata e como calculá-lo?

5 dicas para viver com um salário mínimo

5 dicas de como ganhar dinheiro sendo estudante

Cheque: entenda o que é e conheça suas variações

Lei do Superendividamento: saiba como renegociar suas dívidas sem extrapolar seu orçamento

Como se organizar para comprar sua casa própria em 2022

Conta bancária: conheça os principais tipos

Transferência bancária: como funciona a operação?