Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos
Acesse sua conta

10 dicas para ter o planejamento financeiro pessoal perfeito

Por Camila SilveiraPublicado em

Desenvolver um planejamento financeiro pessoal é sempre importante, seja para investir o seu dinheiro ou para liquidar uma dívida pendente. No entanto, vale lembrar que este é um longo processo de aprendizado, que demanda muita preparação e disciplina.

Quer aprender como gerir os seus recursos de maneira eficaz? Confira 10 dicas para aplicar em sua vida!

O que é um planejamento financeiro pessoal?

O planejamento financeiro pessoal é o mesmo que saber controlar com muita precisão as entradas e saídas de dinheiro do seu orçamento.

Imperdível
Sua chance de ter um cartão de crédito sem anuidade78.477 pessoas já pediram
Ver cartão
Encerra em 16:20

Esse controle pode ser realizado por meio de ferramentas específicas, como aplicativos ou planilhas, que ficarão responsáveis por armazenar informações importantes para a gestão dos recursos.

Vale dizer que o planejamento financeiro pode mudar de acordo com cada pessoa, ou seja, não existe uma receita mágica que vá te fazer economizar dinheiro. O ideal é definir as estratégias conforme as suas condições e necessidades e, sempre que for preciso, aprimorar o seu plano para que ele esteja sempre de acordo com os seus objetivos.

Qual é a importância do planejamento financeiro pessoal?

Imagine viajar sem saber se você tem dinheiro para todos os gastos possíveis e sem se planejar devidamente? O prejuízo seria grande, correto?

Pois bem, isso também ocorre com as finanças pessoais, pois a partir do momento em que você não sabe quanto dinheiro tem e deixa de determinar todos os seus gastos, tudo vai por água abaixo.

O planejamento financeiro pessoal além de ser uma ótima forma de organizar o seu orçamento, é essencial para você gastar de acordo com suas condições, manter uma relação saudável com seu próprio dinheiro e evitar dívidas inesperadas.

Vantagens de um planejamento financeiro pessoal

1. Maior responsabilidade com o seu dinheiro

Quem nunca saiu de casa com o objetivo de gastar nada e acabou levando para casa produtos sem necessidade? Essa atitude apenas demonstra que, em muitas situações, não temos responsabilidade com o nosso dinheiro.

Sendo assim, a partir do momento em que passamos a nos preocupar com o planejamento financeiro pessoal, deixamos de ter esse tipo de problema. O controle das finanças oferece um hábito de consumo mais saudável, maior qualidade de vida e menos dívidas.

2. Economia 

Com o planejamento financeiro pessoal é possível saber exatamente quanto você ganha e quanto você pode ou não gastar. Sendo assim, ao deixar de consumir exageradamente com produtos desnecessários, você economizará bastante dinheiro e, como resultado, obterá recursos para investir e acumular riquezas.

3. Suporte financeiro para a sua família

Quem não tem o desejo de ajudar a família financeiramente? Um dos principais benefícios que o controle das finanças oferece é justamente esse. Com um excelente planejamento, torna-se possível proteger os parentes próximos de dívidas indesejadas e, até mesmo, liquidar dívidas já contraídas por eles involuntariamente.

4. Fim das dívidas

Para quem está no vermelho, o planejamento financeiro pessoal é a solução perfeita. Mas lembre-se, esse é um longo processo de aprendizado e preparação. A regularização da sua situação com bancos ou entidades pode demorar um pouco, mas para que isso realmente aconteça, o importante é começar a organizar as suas finanças.

O que deve conter em um planejamento financeiro pessoal?

Apresentação da sua real situação financeira

Você deve anotar todo o dinheiro que ganha e gasta por mês, dívidas e seus respectivos valores (se houver), tempo e recursos necessários para criar uma reserva de emergência, quantias investidas (se for o caso), entre outros aspectos.

O ideal é apresentar a sua atual situação financeira e os seus objetivos para que você possa alcançá-los com êxito.

Limite de gastos para cada despesa

Como o planejamento financeiro é baseado em suas contas e seu orçamento atual, você deverá determinar um limite de gastos para cada categoria de despesa mensal. O objetivo é fazer com que você elimine os gastos desnecessários, poupe dinheiro e, assim, alcance suas metas financeiras com mais facilidade.

Plano de investimento

Deve haver um plano específico de investimentos, pois só dessa maneira você conseguirá alcançar a sua liberdade financeira. Portanto, determine quais são os percentuais da sua renda que podem ser investidos e saiba qual aplicação financeira está mais de acordo com o seu perfil de investidor e objetivos.

Análise frequente e atualização

Por fim, é de extrema importância analisar o seu planejamento financeiro pessoal frequentemente e atualizá-lo de acordo com a sua real situação financeira. 

10 dicas para ter o planejamento financeiro pessoal perfeito

1. Coloque na ponta do lápis todas as suas despesas e receitas

O primeiro passo é anotar todos os seus gastos e receitas mensais, seja em um aplicativo financeiro ou em uma planilha de gastos. O importante mesmo é estar sempre acompanhando essas informações diariamente.

Dessa forma, você conseguirá gerir suas finanças de forma prática e identificará todas as despesas que não são tão necessárias. Se anotar todas as informações de forma correta e eliminar os gastos supérfluos, perceberá que esses pequenos valores fazem toda diferença no final das contas.

2. Simplifique o seu estilo de vida

Para muita gente, simplificar o estilo de vida é extremamente difícil, porém, essa ação é mais que necessária para controlar as finanças pessoais. Você está disposto a abrir mão de determinados luxos para economizar dinheiro e, futuramente, acumular riquezas? Se a resposta for sim, veja como proceder!

Uma boa maneira de evitar o consumismo é elaborar uma lista de compras todas as vezes que você precisar sair para comprar algo, até mesmo se for em uma padaria. Se não deseja adquirir nada, mas precisa sair de casa, procure não levar muito dinheiro, muito menos trocados, na carteira para não cair em tentações!

Outra dica importante é: se você não tem certeza sobre uma determinada compra, pense por pelo menos um dia e, somente depois, tome a decisão. Caso a aquisição seja um carro, por exemplo, reflita por, no mínimo, uma semana. Você perceberá que na maioria das vezes muitas compras não são tão necessárias.

3. Compare os preços dos produtos/serviços antes de comprar

Com a chegada da internet e suas informações, não é mais necessário andar de loja em loja para comparar o preço dos produtos e serviços. Pesquise os respectivos sites na internet e escolha o estabelecimento que ofereça o melhor custo-benefício. No começo pode ser cansativo, mas se tiver determinação, verá como isso lhe trará economias evidentes.

4. Opte pelo cartão de crédito somente quando for necessário

Ao mesmo tempo em que o cartão de crédito pode ser o seu aliado no momento das compras, ele pode se tornar o seu pior inimigo, se você não tiver responsabilidade. Portanto, opte por usá-lo somente quando for muito necessário, como em uma compra de valor elevado. Mas não se esqueça: apenas assuma um compromisso se for capaz de pagá-lo.

Se for parcelar a sua aquisição, lembre-se de pagar a fatura integral todos os meses até a data de vencimento, para que os juros não faça tudo isso virar uma verdadeira bola de neve.

5. Prefira pagar à vista

Se o preço do produto ou serviço não for muito elevado, prefira pagar à vista. Essa forma de pagamento evita que você contraia dívidas futuras e permite que você peça aquele desconto que todo mundo ama. Bem mais vantajoso, não é mesmo?

6. Tenha objetivos definidos em seu planejamento financeiro pessoal

Já quis viajar no final do ano, mas não conseguiu porque não sobrou dinheiro? Isso acontece devido à falta de se planejar financeiramente e de determinar objetivos. É mais que fundamental estabelecer metas para economizar, guardar dinheiro e investir.

Entenda, ao identificar as despesas supérfluas diariamente e cortá-las de seu orçamento, você poderá guardar esse dinheiro para realizar algum objetivo futuramente. Mas para isso, será preciso muita disciplina e determinação.

7. Analise os seus objetivos financeiros frequentemente

Mesmo que sejam objetivos de curto, médio ou longo prazo, é sempre interessante analisá-los e adaptá-los para a sua real situação financeira. Às vezes, você estipula um prazo de dez anos para uma meta e consegue alcançá-la em cinco. Por isso que é sempre importante acompanhar seu planejamento financeiro periodicamente.

8. Saiba a importância da educação financeira

A educação financeira oferece conceitos que vão mudar a sua relação com o dinheiro, tornando ela muito mais saudável. Com ela, você passa a valorizar a gestão dos seus recursos e comprar de forma consciente. Nós temos diversos artigos sobre educação financeira, que poderão te ajudar neste momento. Confira!

9. Invista o seu dinheiro

Para alcançar a independência financeira, é preciso saber um pouco sobre investimentos e aplicar o seu dinheiro em condições que façam ele render. Descubra qual é o seu perfil de investidor, saiba quais são as suas metas financeiras e mantenha-se sempre informado e em busca de novos conhecimentos.

Existem opções de investimentos de Renda Fixa, opções mais seguras voltadas para os investidores que não desejam se arriscar muito, porém que oferecem rentabilidade menor, e investimentos de Renda Variável: alternativa ideal para investidores que gostam de se arriscar em busca de um rendimento maior.

10. Monitore os seus investimentos 

Assim como acompanhar o seu planejamento financeiro pessoal, também é fundamental monitorar os seus investimentos frequentemente. Para isso, busque informações sobre o tipo de aplicação que deseja fazer, mantenha-se informado sobre o mercado e tome cuidado para não perder todas as quantias investidas!

Planejamento financeiro familiar

Possui sonhos e objetivos financeiros com a sua família, mas não consegue alcançá-los por falta de dinheiro e preparação? Conheça a importância do planejamento financeiro familiar e desenvolva estratégias para que você consiga realizar as suas metas.

Reúna a sua família e veja se todos estão alinhados com os seus objetivos financeiros. É importante que estejam para que possam colaborar com o planejamento de forma positiva. Determine limites de gastos para cada integrante e sempre garanta que todos os esforços estejam voltados para a mesma finalidade.

O artigo "O que é um planejamento financeiro familiar" do blog da Foregon apresenta um passo a passo de como elaborar essa estratégia de maneira eficiente. Confira!

Aplicativos para planejamento financeiro pessoal

Imagina ter o controle das suas finanças pessoais na palma de sua mão? Os aplicativos podem ser seus fortíssimos aliados nessa missão. Conheça algumas opções e gerencie o seu dinheiro de forma correta e saudável.

Dicas para economia doméstica

Para você que está passando por uma crise financeira e deseja eliminar todos os gastos possíveis, vamos apresentar um artigo com diversas dicas práticas sobre como economizar dinheiro em sua casa durante o dia a dia. Confira!

7 livros sobre planejamento financeiro pessoal

  1. Os Segredos da Mente Milionária (T. Harv Eker);
  2. Como Organizar Sua Vida Financeira (Gustavo Cerbasi);
  3. O Homem mais Rico da Babilônia (George S. Clason);
  4. A Mente Acima do Dinheiro (Ted Klontz e Brad Klontz);
  5. O Investidor Inteligente (Benjamin Graham);
  6. O Milionário Mora ao Lado (Thomas J. Stanley e Danko Will);
  7. Quero Ficar Rico (Rafael Seabra).

Dúvidas frequentes

Como fazer um planejamento financeiro pessoal?

Para isso, é necessário levantar todas as suas despesas e receitas mensais, cortar os gastos desnecessários do seu orçamento e aplicar esse dinheiro economizado em condições que façam ele girar e render. Conte com a ajuda de planilhas ou aplicativos financeiros, esteja disposto a abrir mão de determinados luxos e crie novos hábitos de consumo.

O que é e por que fazer um planejamento financeiro?

O planejamento financeiro é saber controlar com muita precisão as entradas e saídas de dinheiro do seu orçamento. Esse controle pode ser realizado por meio de aplicativos ou planilhas. É interessante fazer um planejamento financeiro porque ele ajuda você a organizar seus recursos e gastar de acordo com suas condições, mantém sua relação saudável com o dinheiro e evita dívidas inesperadas.

O que é um planejamento financeiro pessoal?

O planejamento financeiro pessoal serve para você controlar suas receitas e despesas. Com ele, você pode alcançar sua liberdade financeira!

Como planejar o orçamento do mês?

Anote suas despesas mensais e corte do seu orçamento aquelas que não são tão necessárias. Com o dinheiro economizado, pague as suas dívidas e se sobrar algum recurso, coloque-o em uma aplicação financeira para que ele renda.

Descomplicamos?

Esperamos ter ajudado você com este artigo. Qualquer dúvida, deixe um comentário para nós e até a próxima!

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Camila Silveira

Redatora e Especialista em Produtos e Serviços Financeiros na Foregon, adora descomplicar os cartões de crédito, empréstimos, financiamentos, seguros, contas digitais, entre outros. Boa parte do seu trabalho é acompanhar a movimentação dos bancos e instituições financeiras para trazer as principais notícias do mercado.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

Black Friday 2021 Magalu: como aproveitar as melhores ofertas

Quando começa a Black Friday 2021?

Black Friday 2021 Submarino: saiba como garantir as melhores promoções

Open Banking: 7 aspectos que podem impactar as Pequenas e Médias Empresas

Conheça os 10 carros mais econômicos do Brasil

Reconhecimento facial: o que é e como funciona

Anywhere office: conheça o novo modelo de trabalho flexível

Pix: da facilidade nas transações ao crescimento nos golpes e mudança nas regras