Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos
Acesse sua conta

6 dicas de como aumentar seu score

Por Leonardo JacominiPublicado em

Descubra como aumentar suas chances de aprovação e outras dicas

Cadastre-se grátis para receber, dicas de produtos financeiros, recomendações, ofertas e muito mais:
Ao continuar você aceita nossos termos de uso e política de privacidade. Aceita também receber notificações por e-mail e SMS, que podem ser canceladas quando quiser.

Enviado!

Seus dados foram enviados com sucesso!

Muitas pessoas procuram saber como aumentar seu score de crédito, uma das ferramentas utilizadas pelos bancos e financeiras na análise de crédito que mede se você é um bom pagador, estabelecendo assim um grau de confiança.

O que é score de crédito?

O score de crédito é uma pontuação que órgãos de proteção ao crédito como SPC e Serasa, utilizam para classificar os consumidores de acordo com seu histórico e medir o grau de confiança no pagamento de suas contas. De forma prática, o seu CPF recebe uma "nota" de acordo com seus hábitos financeiros.

Imperdível
Sua chance de ter um cartão de crédito sem anuidade78.477 pessoas já pediram
Ver cartão
Encerra em 16:20

Se você tem nome sujo, paga suas contas em atraso, não faz movimentações no crédito, como compras parceladas, por exemplo, provavelmente o seu score de crédito será baixo. Se você tem bons hábitos financeiros e paga suas contas sempre em dia, a sua pontuação provavelmente será média ou alta.

Um score de crédito baixo é prejudicial porque ele define a sua imagem no mercado financeiro. Ou seja, se sua pontuação for considerada baixa, pode ser que seu cartão de crédito ou empréstimo não seja aprovado na análise de crédito feita pelo banco ou instituição financeira.

O que é análise de crédito?

É uma avaliação que o banco faz para saber se pode liberar ou não o crédito ao cliente. A análise é baseada em seu comportamento na hora de pagar as contas, e deduz se você vai conseguir honrar com as faturas e parcelas (no caso do empréstimo).

Muitas propostas são reprovadas na análise por causa da confiança. Assim como você só empresta dinheiro a quem confia que vai pagar, o banco e financeiras também pensam assim, diminuindo o risco de calote.

É importante saber que os bancos tendem a não aprovar pessoas com nome negativado, pois nessa situação, a possibilidade de gerar novas dívidas são maiores. Caso esteja enfrentando esse problema, você pode conferir nossas dicas de como sair do vermelho aqui no Blog. Quitar as dívidas é o primeiro passo para aumentar seu score.

Como funciona a análise de crédito?

Não pense que só o score é motivo para você ser recusado no cartão de crédito. São utilizadas diversas ferramentas para essa avaliação, alguns bancos utilizam mais de 100 delas na hora de fazer uma análise de crédito, como:

  • Documentação (verificação de quem pede o crédito);
  • Histórico de relacionamento com o banco (se já houve contratação de crédito e como essa quitação foi feita);
  • Análise nos órgãos de Proteção ao Crédito (todas suas informações como consumidor, como histórico financeiro e score);
  • Avaliação do cartão ou empréstimo (o produto de crédito que você está solicitando, tem que estar dentro do seu perfil).

Quer saber todos os detalhes da análise de crédito? Então confira o artigo: Análise de crédito dos bancos: guia completo.

Como funciona as faixas de score de crédito?

Sua nota pode variar de 0 a 1.000 pontos, que demonstram sua reputação financeira em categorias. Basicamente, existem três tipos de score de crédito: o baixo (de 0 a 400), o médio (de 401 a 700) e o alto (de 701 a 1.000). Veja abaixo o que cada pontuação significa no mercado:

  • 0 a 200: risco muito alto de inadimplência;
  • 201 a 400: risco alto inadimplência;
  • 401 a 700: risco médio de inadimplência;
  • 701 a 900: risco baixo de inadimplência;
  • 901 a 1.000: risco muito baixo de inadimplência.

Os órgãos como Serasa, SPC ou Boa Vista, por exemplo, utilizam de seu histórico como pagador para gerar sua pontuação. Vale lembrar que cada bureau de crédito tem seu próprio método de definição da pontuação, mas geralmente as informações consideradas por eles são:

  • Contas pagas;
  • Contas atrasadas;
  • Está ou esteve negativado;
  • Pedidos de crédito, (cartões, empréstimos, financiamentos, etc.);
  • Relação com as instituições financeiras.

Essas informações são repassadas aos órgãos por lojas que você compra normalmente, além dos próprios bancos. Então, manter a boa relação com o credor é muito sempre importante.

O que pode baixar o score?

  • Atrasar o pagamento de contas, faturas, boletos etc.;
  • Pedir vários cartões de crédito;
  • Pedir vários empréstimos;
  • Pedir aumento exagerado de limite;
  • Não ter contas registradas seu nome.

Qual é a minha pontuação de score de crédito?

Como está a sua pontuação hoje? Consulte seu score grátis aqui no nosso site e descubra em qual categoria você se encontra.

Consulte seu CPF grátis e receba as melhores ofertas!

Mais de 300 opções entre cartões de crédito, contas e empréstimos.

Consultar CPF grátis
+ 150 mil pessoas já consultaram

Como aumentar seu score? Confira 6 dicas:

Pague contas em dia

Evite atrasar suas contas. Ficar atento ao vencimento de suas faturas e boletos é fundamental. Quando você atrasa pagamentos, seu histórico fica sujo e conseguir crédito fica mais difícil.

Pagar sempre em dia ou até adiantado vale a pena, isso é creditado no seu comportamento como consumidor.

Tenha contas em seu nome e faça compras parceladas

Talvez você não esteja negativado e mesmo assim não é aprovado quando pede um cartão de crédito ou empréstimo. Isso pode ser consequência por você não ter contas em seu nome, ou seja, não é reconhecido como um consumidor.

Portanto, na hora dos bancos te analisarem financeiramente não encontram informações sobre você. Nem o próprio score pode ser gerado por falta de informações.

Contas bancárias e contas simples, como de telefone, água e luz, podem facilitar que seu score seja gerado e como um bom consumidor, se forem pagas em dia.

Outra maneira de disponibilizar mais informações sobre você para o mercado é fazendo compras parceladas. As compras em dinheiro não são registradas no cálculo de score, apenas o que você paga a prazo. Por isso, prefira pagar no crediário ou cartão de crédito.

Atualize seus dados

É importante sempre atualizar seus dados, tanto em instituições onde você pede crédito, como nos órgãos de proteção ao crédito. Se não tem cadastro nesses sites, você pode se inscrever gratuitamente e atualizar suas informações.

Cadastro Positivo

Outra dica muito interessante é o Cadastro Positivo. Trata-se de uma espécie de currículo financeiro que constam informações positivas sobre o consumidor, como: pagamentos realizados, contas pagas dentro do prazo, débitos e histórico de pagamentos de empréstimos.

Esse banco de dados ajuda você a ser reconhecido como um bom pagador. Isso ajuda sua pontuação a subir, já que mostra que você é um bom pagador, ainda mais quando pagos em dia. Por isso, se inscreva no Cadastro Positivo de empresas como o Serasa. Boa Vista e SPC.

Cuidado com a frequência de pedido de crédito

Você sabia que "atirar para todos os lados" é perigoso para sua vida financeira? Alguns hábitos podem levar seu score abaixo, como pedir vários cartões de crédito, empréstimo ou aumento de limite ao mesmo tempo.

Essa ação funciona como uma proteção para você mesmo. Os sistemas entendem que, pode ser uma pessoa má intencionada usando seu CPF para pedir crédito e para evitar isso, seu score é baixado para que os bancos/instituições não o liberem.

Sua pontuação pode ficar baixa por algum tempo, e caso sua solicitação de crédito seja reprovada, o indicado é esperar cerca de 6 meses para fazer uma nova proposta.

Negocie as dívidas

Se você tem contas em aberto, pode tentar negociá-las com o credor. Para pedir um novo crédito é recomendado estar em dia com as dívidas. Procurar a quem você deve e negociar, já é o começo para aumentar seu score.

Antes de pedir um empréstimo para quitar suas dívidas, negocie! Isso pode resultar em uma redução de juros ou até a isenção de taxas e diminuição do valor devido. Uma conversa em um lugar que você mantém uma boa relação, pode gerar resultados melhores do que você imagina.

As instituições financeiras tendem a recusar os pedidos de quem está endividado. Se não houver a possibilidade de negociar, você pode procurar um empréstimo para regularizar sua situação, uma saída para retirar seu nome dos sites de protesto.

Antes de pedir o crédito, planeje bem e avalie se as parcelas desse empréstimo vão caber no seu bolso, assim você evita que as dívidas aumentem e sua saúde financeira fique ainda mais complicada.

Dicas bônus

Quer saber mais sobre como ter um cartão de crédito aprovado? Separamos algumas dicas para você:

Escolha o cartão certo

Não adianta nada pedir um Cartão de Crédito que não tenha nada a ver com você. Evite pedir cartões que peçam uma renda maior que a sua ou que cobrem uma anuidade cara, que não vale a pena.

Fique atento aos requisitos exigidos assim como as tarifas. Escolha o que se encaixa perfeitamente com você!

Nome limpo

Antes de solicitar um cartão e preencher a proposta, procure ter as contas sob controle. Se ainda há dívidas em aberto, busque pagá-las antes. Os bancos costumam recusar pedidos de pessoas com contas não pagas, por entenderem que não podem ter mais uma dívida.

Histórico de consulta

Sabia que você pode pedir uma "limpeza de histórico" nos órgãos de proteção ao crédito? Se você vem pedindo vários cartões ou empréstimos, seu histórico pode não ser atraente aos bancos.

A limpeza exclui a procura das financeiras no seu nome quando fazem, por exemplo, uma análise de crédito.

É possível aumentar o score em pouco tempo?

Seguindo essas dicas, você será capaz de aumentar seu score, mas não vai ser de um dia para o outro. Como dito anteriormente, o score é calculado de acordo com seus hábitos financeiros, portanto, sua pontuação pode demorar até seis meses para voltar a subir.

Perguntas frequentes (FAQ)

Colocar CPF na Nota Fiscal ajuda aumentar o score de crédito?

Não, essa ação não influencia no aumento do score.

Qual a pontuação ideal de score para conseguir um cartão de crédito?

Tudo isso depende muito do cartão que você vai solicitar, pois além do score, ele deve ser compatível com o seu perfil financeiro. Mas, na prática, você pode conseguir um cartão de crédito se tiver um score acima de 400.

Qual a pontuação ideal para conseguir um financiamento?

Por se tratar de altos valores, o financiamento exige um score um pouco mais alto, cerca de 700 pontos. Isso não quer dizer que você não irá conseguir um financiamento se tiver uma pontuação menor, porém, provavelmente as condições não serão tão boas quanto a de quem tem um score alto.

Qual a diferença entre SPC e Serasa?

Primeiramente, cabe ressaltar que ambas são empresas distintas, mas são birôs de crédito autorizados para funcionarem pelo Banco Central do Brasil. É lá que ficam armazenados os seus dados financeiros.

Qual banco aprova mais fácil um cartão de crédito?

O Santander Free é um dos cartões de fácil aprovação. Como o relacionamento interno tem bastante peso na avaliação, abrir a conta corrente e utilizar os serviços financeiros do banco é uma iniciativa para conseguir o cartão

Por que meu score é diferente na Serasa, SPC e na Foregon?

A pontuação vai depender da base de dados que cada birô de crédito consulta para calcular seu score. Em nosso site, o score calculado vem da base de dados a qual temos acesso.

Consultar CPF muitas vezes diminui score?

Não, isso é um mito. Você pode consultar a pontuação do seu CPF sempre que achar necessário e isso não prejudicará seu score de crédito.

Descomplicamos?

Planejar sua vida financeira e ter paciência é importante nessa hora. Ficamos a disposição para qualquer dúvida, deixe sua mensagem aqui embaixo nos comentários. Um abraço!

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Leonardo Jacomini

Jornalista e Produtor de Conteúdo Multimídia. Gosta de escrever sobre dicas úteis para o dia a dia, ainda mais quando o tema é economizar. Adora livros e assistir filmes e séries em seu tempo livre.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

Dívida atrasada de cinco anos: o que fazer?

Como a Selic a 5% afeta a sua vida?

Saiba como ganhar dinheiro com aluguel de ações

Endividamento: conheça os fatores psicológicos

Falta de dinheiro abala a autoestima?

Conheça os efeitos psicológicos de uma crise financeira

Vantagens e desvantagens entre LCI, LCA e CDB

Saiba como ganhar dinheiro como Uber: 30 dicas