10 mitos e verdades sobre investir no Tesouro Direto

O Tesouro Direto é um programa do Tesouro Nacional, que tem a finalidade de venda de títulos públicos. Uma forma de render o seu dinheiro de forma simples a curto, médio e longo prazo. Tem dúvidas ainda sobre o investimento? Confira 10 mitos e verdades sobre investir no Tesouro Direto.

1 – Investir no Tesouro Direto custa caro

MITO. A partir de R$ 30, você já pode começar a investir. O Tesouro Direto permite que os investidores comprem frações de um título. Não precisa se preocupar em calcular as frações, o sistema faz isso automaticamente.

2 – Investir no Tesouro Direto tem baixo risco

VERDADE. Há dois baixos riscos ao investir. O de mercado e de crédito. O de mercado acontece somente se o investidor retirar o dinheiro antes do vencimento (títulos prefixados e IPCA). O risco de crédito aconteceria somente se o governo quebrasse, o que é muito difícil. Os bancos têm mais chances de quebrar do que o Tesouro Nacional.

3 – Bom para investir a curto, médio e longo prazo.

VERDADE. O Tesouro Direto é indicado para diferentes prazos. Quem deseja investir a curto prazo, os títulos pós-fixados, são a melhor opção, pois são corrigidos pela Selic. Já a médio e longo prazo, o investimento aconselhado são os prefixados e indexados à inflação.

4 – Investir no Tesouro é mais rentável do que a poupança

VERDADE. As taxas de juros do Tesouro são maiores do que a poupança, ou seja, rendem mais. Por exemplo, se você investir R$100 por mês na Selic, ao final de 12 meses você irá resgatar R$1.235,22. Enquanto na poupança, o valor renderia R$1.230,86. Apostar na poupança, é perder dinheiro!

5 – Só vale investir no Tesouro Direto com taxas de juros alta

MITO. O melhor investimento com as taxas de juros altas é a Selic. Mas o rendimento em títulos prefixados e atrelados à inflação ainda garantem bom retorno.

6 – Imposto de Renda não diminui com o tempo

MITO. Quanto mais o investidor permanece com o título, menor será o valor de Imposto de Renda. O valor cobrado incide sobre os rendimentos, não sobre o valor total aplicado, diminuindo com o tempo.

7- Posso resgatar o valor do investimento quando quiser

VERDADE. Para títulos prefixados e atrelados à inflação, corre-se o risco de perder o investimento, pois a retirada depende do valor de negócio no mercado do dia. Se houver desvalorização, o saldo do investidor cai, se valorizar, sobe. O único título que não corre riscos é o investimento Selic, taxa sempre positiva.

8 – Preciso de uma Instituição Financeira para começar a investir

VERDADE. É necessária uma Instituição Financeira, que, por meio dela, seu dinheiro seja aplicado. Você deve depositar um valor em sua financeira e depois investir em algum título. Veja aqui uma lista de Instituições Financeiras habilitadas pelo Tesouro Nacional e confira as taxas cobradas.

9 – Só vale a pena investir grandes valores

MITO. A taxa para quem investe mais ou menos é a mesma. Se você planeja algo para o futuro, estará ganhando em rendimentos, seja para uma viagem ou para comprar um carro. Você decide o quanto quer investir.

10 – É preciso pagar taxa para investir

MITO. A taxa para investir, cabe somente à Instituição Financeira cobrar. Mas há várias que não cobram. Na lista que disponibilizamos no item 8, você pode conferir aquelas que oferecem o serviço gratuito.

Este conteúdo foi útil para voce? 1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (3 voto(s), média: 3,67)
Loading...