Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos
Acesse sua conta

5 opções de links de pagamentos para vender nas redes sociais

Por Sabrina VansellaPublicado em

Se você é autônomo ou MEI e faz vendas pelas redes sociais, a forma mais prática de realizá-las é utilizando os links de pagamentos. Dessa forma, você consegue encaminhar um link único para cada comprador pagando apenas uma porcentagem sobre a venda para a plataforma, caso ela aconteça. 

O lado positivo de utilizar essa forma de pagamento está na substituição das maquininhas de cartão regulares, pois com o uso frequente do celular, o cartão deixou de ser essencial para realizar uma compra. Mas no caso de vendas presenciais, as maquininhas ainda conseguem oferecer mais praticidade.

5 links de pagamentos para vender nas redes sociais

Com o Pix e as transferências disponíveis pelo celular, você pode estar se perguntando se existem vantagens em utilizar essa tecnologia. Além da praticidade, o lado bom dos links de pagamentos está no controle de pagamentos.

No entanto, é preciso ficar atento às taxas de cada link de pagamento, porque elas podem ser mais caras do que as de algumas maquininhas de cartão. Para te ajudar na escolha, selecionamos as principais opções. Confira:

Mercado Pago

Após criar uma conta no Mercado Pago você consegue oferecer links de pagamentos que aceitam cartão de crédito, boleto bancário, cartão de débito e virtual da Caixa ou pagamentos com saldo em conta.

Homem desconfiado com a mão no queixo

Com o seu score calculado, você descobre o produto financeiro ideal para você!

Calcule o seu score de forma gratuita, rápida e segura e tenha acesso a centenas de cartões de crédito e outros produtos financeiros.
+ 1.267.543 milhões de pessoas já consultaram

Ao criar uma conta você aceita nossos termos de uso política de privacidade. Aceita também receber notificações por e-mail e SMS, que podem ser canceladas quando quiser.

As bandeiras aceitas no Mercado Pago para compras com o cartão de crédito através do link de pagamento são: Visa, Mastercard, Hipercard, American Express e Elo.

A taxa pode variar de acordo com o plano de recebimento escolhido por você, ou seja, quanto maior o prazo, menor a taxa. Veja:

  • Recebimentos na hora: 4,99%;
  • Recebimentos em 14 dias: 4,49%;
  • Recebimentos em 30 dias: 3,99%;
  • Boleto Bancário: taxa fixa de R$ 3,49 para recebimento em 3 dias.

Os juros de parcelamentos podem ser pagos pelo cliente ou pelo vendedor. Caso o empreendedor escolha pagar as taxas, o Mercado Pago oferece 15% de desconto no custo de parcelamento.

Cielo Pay

A Cielo tem a opção de criar links de pagamentos, além de diversos recursos. No entanto, é preciso escolher entre as opções de planos para oferecer essa forma de pagamento sem ter um site. Veja os três:

  • Plano grátis: R$ 0 por mêssem consulta antifraude e zero emissões de boleto;
  • Plano intermediário: R$ 24,90 por mês, 25 consultas antifraude e cinco emissões de boletos;
  • Plano avançado: R$ 69,90 por mês, 100 consultas antifraude e 30 emissões de boletos.

As taxas por venda alteram, mas seguem um padrão para cada forma de pagamento, conheça:

  • Taxas para débito: a partir de 2%;
  • Taxas para crédito à vista: a partir de 2,5%;
  • Taxas para crédito parcelado: a partir de 3,25%.

Wirecard

A Wirecard é uma empresa alemã que presta serviços financeiros e tecnológicos. Recentemente, ela também passou a oferecer a ferramenta de links de pagamentos individuais.

Para cada venda, um novo link individual é gerado para cada cliente. Essa opção consegue aceitar pagamentos por cartão de crédito e boleto bancário. As bandeiras aceitas são: Visa, Mastercard, Elo, Hipercard, American Express e Diners Club.

Nesse caso, mesmo que o cliente escolha parcelar as compras, você receberá o valor total descontado das taxas em 14 dias. Veja as taxas cobradas por essa funcionalidade:

  • Crédito à vista: taxa percentual de 5,49%, mais taxa fixa de R$ 0,69;
  • Crédito parcelado: taxa percentual de 5,49%, mais soma percentual de cada parcela e valor fixo de R$ 0,69;
  • Boleto bancário: valor fixo de R$ 3,49 por boleto.

SumUp Link

A SumUp é uma das opções mais baratas de links de pagamento. Atualmente, ela disponibiliza somente um plano para o empreendedor, por isso é preciso ter consciência antes de oferecer essa opção.

  • Recebimentos a partir de 30 dias: taxa de crédito à vista 3,1% e de crédito parcelado de 3,9%.

Caso você deseje antecipar os valores das vendas parceladas, a taxa de crédito à vista passa a ser de 4,99% e 6,49% para crédito parcelado em 2x e até 21,49% para 12x.

Pag.ae do PagSeguro

O Pag.ae é um serviço de links de pagamento do PagSeguro e permite que os pagamentos sejam feitos com cartão de crédito, débito online (para cartões Bradesco, Banco do Brasil, Itaú e Banrisul) ou boleto. 

As bandeiras aceitas pela opção Pag.ae, são: Mastercard, Visa, Elo, Cabal, Hipercard, Hiper, Alelo, Sodexo, Ticket, VR Benefícios, American Express, Diners Club.

Semelhante aos concorrentes, a taxa cobrada pela venda varia de acordo com o prazo de recebimento escolhido pelo vendedor. Confira:

  • Recebimento em 14 dias: 3,99%;
  • Recebimento em 30 dias: 3,19%.

O cliente e o vendedor podem arcar com os juros de pagamentos a prazo, mas elas aumentam de acordo com as parcelas. Se o empreendedor preferir, ele poderá oferecer o parcelamento sem acréscimo, pagando uma taxa de 2,99% ao mês.

Descomplicamos?

Esperamos que você consiga decidir entre a melhor opção de links de pagamentos com as informações presentes nesse artigo. Se restou alguma dúvida, faça um comentário. Até logo!

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Sabrina Vansella

Redatora e Especialista em Produtos e Serviços Financeiros na Foregon, se identifica com conteúdos noticiosos e sobre dicas financeiras. Procura simplificar e melhorar a qualidade de vida dos usuários e, para isso, preza por uma pesquisa assídua e uma escrita clara.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

Soluções antifraude: como proteger sua empresa contra fraudes

Dicas para evitar fraudes no cadastro: como se proteger

Modelo de negócio B2B: entenda como funciona

Modelo de negócio B2C: entenda como funciona

Contas para Pessoas Jurídicas: saiba como regularizar o CNPJ

9 Indicadores empresariais que você deve ficar de olho

Como mitigar riscos em sua empresa

O que é e como o Open Banking pode afetar a minha empresa?