Foregon.comConteúdos

8 dicas para se preparar para as despesas de início de ano

Por Leonardo JacominiPublicado em
Compartilhe

Aquela espera por um ano novo se aproxima. Você olha para sua conta corrente e não anda nada animador por lá. Se você se identifica com isso, confira nossas dicas para as despesas de início de ano.

IPVA, IPTU e material escolar são os mais lembrados e que chegam praticamente juntos com o ano novo. Por isso, é importante se programar para não ser pego de surpresa.

Por mais que isso seja habitual em nossas vidas, as despesas na maioria das vezes são ignoradas no final de ano. E aí é aquela mesma cena. Dívidas logo em janeiro e preocupação de como sair dessa.

Imperdível
Sua chance de ter um cartão de crédito sem anuidade78.477 pessoas já pediram
Ver cartão
Encerra em 16:20

Mudar alguns hábitos pode fazer muito bem. Só quando criamos uma organização junto a um plano financeiro, descobrimos quanto tempo foi perdido.

Por isso separamos essas dicas especiais adiante. Leve em consideração chamar a família para uma conversa. Vocês vão ver o quanto vale a pena lá na frente!

Confira: 8 dicas para controlar as despesas de início de ano

despesas de incio de ano

Priorize as contas

Pode ser que você tenha muitas contas já neste início de ano. Além daqueles que já citamos, também pode aparecer parcela ou renovação do seguro do carro, aumento do aluguel, dentre outros.

Por isso, se você não conseguir pagar todas de uma vez, priorize as contas que necessitam de mais urgência.

Serviços que podem ser cancelados por atraso do pagamento ou algum tipo de fonte de renda sua, como quem trabalha com o carro, devem passar na frente.

Procure pagar à vista

Avalie pagar suas contas de urgência à vista. Elas podem ter descontos e acabar compensando no montante economizado.

IPTU e IPVA por exemplo, sempre dão descontos no pagamento à vista. O IPTU pode ter um desconto bem maior em algumas cidades. Já o IPVA em alguns casos, o desconto é baixo e pode não valer a pena pagar o todo.

Nesses casos, vale a pena passar algumas contas com desconto na frente e parcelar aquelas que não cobram juros ou quando o desconto não vale a pena, como no caso do IPVA.

Mas, se você analisar e conseguir pagar tudo em uma vez, escolha essa opção. Nos próximos meses você irá conseguir “respirar” mais aliviado, sem o sufoco das parcelas de diversas contas.

Aproveite o 13º salário

Quem tem carteira assinada (CLT), conta com o benefício do 13º salário. Normalmente pago em duas parcelas (novembro e dezembro), ele dá uma boa ajuda no orçamento.

Se você recebe esse pagamento, aproveite para guardar e conseguir pagar as despesas de início de ano. Dependendo do valor que você recebe e o das suas contas, você pode até conseguir pagar em uma só vez.

Caso já esteja com um dinheiro certo para essas contas de janeiro, aplique o valor recebido. Aplicando seu 13º em um investimento como Tesouro ou CDB, ele rende muito mais que uma poupança e garante que seu dinheiro não fique simplesmente parado em uma conta.

O salário extra pode ainda ser usado para criar um fundo de emergência, caso surja um imprevisto no próximo ano.

Deixe alguns gastos para depois

Sabe aquele celular que você quer levar para a casa ou trocar a TV da sala? Essas coisas podem esperar um pouquinho. Tenha cuidado com as promoções do começo de ano que podem te levar a tentação.

Lembre-se que, janeiro é um mês que chega acompanhado de dívidas e que mais uma pode ameaçar o seu orçamento logo de cara.

Por isso tenha foco nas despesas de início de ano. Não se esqueça que o ano apenas está no início e que, nos outros meses também vão aparecer mais contas, além daqueles habituais como água, luz, internet e aluguel, que podem sofrer um aumento.

Pesquisar sempre!

A melhor forma de ter certeza de que você está fazendo o melhor negócio, é pesquisar em diversos lugares, além da internet que pode te salvar muitas vezes, com promoções e parcelamento sem juros.

O material escolar mesmo, é um dos itens que você pode colocar nas suas metas de pesquisar muito. E claro, os presentes de final de ano, que podem variar muito de preço de um lugar para o outro.

Não se esqueça de cotar os preços à vista e a prazo. Eles podem ter diferenças. Isso vai te ajudar muito na hora de decidir.

Ah, e uma boa dica para você: vá as compras com uma lista. Se não está nela, você não precisa e pode evitar mais esse gasto.

Todo desconto vale a pena

Já ouviu a frase “chorar para o gerente”, pois é, pegue essa dica para a sua vida! Desconto vale muito a pena, faça o exercício: some todos os descontos que você conseguir nesse final de ano.

É muito importante brigar por aquele desconto, ainda mais quando você paga à vista. É bom ficar atento também ao parcelamento no cartão de crédito. Às vezes, nem é a loja que inclui juros, mas a própria maquininha.

Ou seja, sempre que fizer uma simulação de parcelamento, procure fazer diretamente com o vendedor, já que as condições podem mudar.

Cuidado com o cartão de crédito

O cartão de crédito facilita e muito a nossa vida, isso é verdade. Mas do mesmo jeito que ele pode ser uma salvação, pode se tornar uma dor de cabeça.

Em algumas pessoas ele causa a falsa sensação de dinheiro. Parece que as compras ainda cabem no orçamento e as compras ficam mais fáceis.

Preste muito atenção aos seus gastos desse final de ano. Tenha organização de quanto você tem em conta e o quanto pode gastar. Evitando o parcelamento a longo prazo e a divisão de compras em mais de um cartão.

As compras feitas no mês de dezembro no crédito, virão no próximo mês, janeiro. O mais complicado, se juntando as despesas de início de ano.

Comece a sua reserva financeira

Ter uma reserva financeira é sinônimo de tranquilidade nos imprevistos. Quem tem um dinheiro guardado, pode passar mais facilmente por um eventual aperto nas despesas de início de ano.

Por mais que redobramos os cuidados, final e começo de ano aparecem com gastos elevados. Por isso é muito comum aparecer coisas não planejadas. Quem tem dinheiro guardado, passa por isso bem mais tranquilamente.

Está vendo o quanto é importante ter um planejamento financeiro? Não é complicado e não é só para quem tem muito dinheiro. Aliás, para qualquer dinheiro, planejamento é indicado.

O quanto você ganha e gasta, além daquilo que pode ser poupado e o que deve manter, tudo estará claro quando fizer o seu planejamento. Um caderno ou planilha podem te ajudar mais do que você espera.

Com o que você mais gasta no começo de ano?

despesas de incio de ano

As despesas de início de ano não podem te pegar de surpresa. Por isso é recomendado que você saiba para o que se preparar. Ter uma ideia do que você tem que pagar é planejar bem como fazer isso para não afetar tanto o seu orçamento familiar.

Separamos algumas das despesas de início de ano mais comuns, que podem estar incluídas na sua vida. Confira:

IPVA

O Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores é aquele imposto que permite que você circule com o seu veículo. Caso atrase ou deixe de pagar, você pode ter o carro apreendido e as complicações só aumentam.

O valor do imposto é calculado de acordo com o tipo de veículo, cuja alíquota é definida por cada estado sobre o valor venal do carro de acordo com a Tabela Fipe. Essa alíquota pode variar entre 1% e 4%.

Quem paga o IPVA à vista tem um desconto, que dependendo, pode valer a pena. Agora, quando o valor não abaixa tanto, o proprietário pode dividir em até 3x – de janeiro a março.

Nesse caso, pode valer a pena dividir o valor. Já que o ano acaba de começar e você pode escolher essa estratégia para conseguir ter dinheiro para pagar as contas.

IPTU

O Imposto Predial e Territorial Urbano, é cobrado de donos de imóveis, que pode ser repassado para os inquilinos. Quem deixa de pagar o IPTU, pode ser cobrado na justiça.

O valor do imposto tem a base de cálculo no valor venal do imóvel e é multiplicado pela alíquota de cada município.

O IPTU também tem um desconto no pagamento à vista, e esse pode compensar, dependendo da cidade. Caso prefira, o valor também pode ser dividido em 10 parcelas.

Tenha cuidado em arrastar essa dívida por tanto tempo, praticamente o ano todo. Ou seja, todo mês, você vai ter que contar com essa dívida, procurando não fazer novas que prejudiquem o seu bolso.

Material escolar

Quem tem filhos em idade escolar, sempre tem que desembolsar um bom dinheiro no começo de ano. A escola sempre manda a lista nova. Crianças que estão nos primeiros anos tendem a gastar ainda mais, com massinha de modelar, tinta, lápis de cor, etc.

Além de todo o material, para alguns é hora de fazer a rematrícula, que também não é nada barata, ainda mais com os ajustes de janeiro.

Então, se prepare para esse momento, comece a somar e separar o quanto você deverá gastar com a escola dos pequenos, isso te ajuda a não ser pego de surpresa.

Ah, e não se esqueça da principal dica para material escolar: pesquisar muito! Uma pesquisa de janeiro deste ano feita pelo Procon-SP, mostra que a diferença de preço entre itens de material escolar podia chegar a 260% para um mesmo produto.

Então não marque bobeira este ano! Pesquise muito, em todas as papelarias que puder e até na internet.

Imposto de Renda

O leão da Receita Federal está à espreita para 2019. Para quem tem rendimento acima da margem tributável, tem que pagar bem caro nesse imposto.

O recomendado para o I.R, é pagar o mais cedo, assim o quanto antes você recebe a restituição.

Você pode se sair melhor com as despesas de início de ano

despesas de incio de ano

Assim como você, sabemos o quanto é difícil lidar com as despesas de início de ano. Por isso montamos essas dicas especiais e práticas.

Por último, para te dar uma força com o orçamento, separamos um guia bem eficiente de como poupar e saber para onde seu dinheiro está indo. Muitas pessoas já seguem essa dica, aproveite você também! É só clicar aqui embaixo:

Qualquer dúvida, escreva aqui ao final da página nos comentários. Até logo!

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe nas suas redes sociais

Leonardo Jacomini

Jornalista e Produtor de Conteúdo Multimídia. Gosta de escrever sobre dicas úteis para o dia a dia, ainda mais quando o tema é economizar. Adora livros e assistir filmes e séries em seu tempo livre.

Ver todos os posts

Leia a seguir

  • Como sair do vermelho

    Dívida atrasada de cinco anos: o que fazer?

  • Como sair do vermelho

    Como a Selic a 5% afeta a sua vida?

  • Como sair do vermelho

    19 nichos de negócios para investir

  • Como sair do vermelho

    Saiba como ganhar dinheiro com aluguel de ações

Ver mais conteúdos

Veja o que estão comentando

Principais conteúdos

Principais assuntos

  1. Home
  2. Conteúdo
  3. Como sair do vermelho