Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos
Acesse sua conta

Auxílio Brasil: Quem Consegue um Emprego Perde o Benefício?

Por Thais SouzaPublicado em

O Auxílio Brasil veio para substituir o programa Bolsa Família e é destinado às famílias brasileiras com renda entre R$ 105,01 e R$ 210 por pessoa. O que muitas pessoas ainda não sabem é que é possível perder o benefício caso a renda aumente. Continue a leitura para entender mais. 

Auxílio Brasil: qual a renda máxima permitida? 

Têm direito ao Auxílio Brasil as famílias em situação extrema pobreza, que tenham renda de até R$ 105 por pessoa ou famílias em estado de pobreza, cuja a renda esteja entre R$ 105,01 e R$ 210 por pessoa.

Para os beneficiários da segunda categoria (pobreza), o Auxílio Brasil só será pago caso haja, entre seus membros, gestantes ou pessoas com menos de 21 anos. Vale ressaltar que todos que já recebiam o Bolsa Família foram migrados para o Auxílio Brasil.

Posso perder o Auxílio Brasil se conseguir um emprego?

Tendo em vista a regra de renda máxima para ser incluído no grupo de brasileiros em situação de pobreza e extrema pobreza, a família que tiver um aumento da renda devido um novo emprego formal ou autônomo pode ter o benefício cancelado.

Por exemplo: se sua família só tem uma fonte de renda e você consegue um novo emprego, caso o valor das duas rendas ultrapasse o valor de R$ 210 por pessoa, o benefício será cancelado.

Homem desconfiado com a mão no queixo
Com o seu score calculado, você descobre o produto financeiro ideal para você!
Calcule o seu score de forma gratuita, rápida e segura e tenha acesso a centenas de cartões de crédito e outros produtos financeiros.
+ 1.267.543 milhões de pessoas já consultaram

Ao criar uma conta você aceita nossos termos de uso política de privacidade. Aceita também receber notificações por e-mail e SMS, que podem ser canceladas quando quiser.

No entanto, o corte do Auxílio Brasil não acontece de forma imediata. Mesmo com a renda superior ao que é permitido no programa, o corte só é realizado após dois anos. 

É importante ressaltar que o aumento da renda familiar mensal per capita não pode superar em duas vezes e meia o valor da linha de pobreza, ou seja, R$ 525 por pessoa. Neste caso, o corte é imediato. 

Para a rendas extras vindas de pensão, aposentadoria, benefícios previdenciários permanentes pagos pelo setor público ou do Benefício de Prestação Continuada (BPC), a família ainda permanecerá no programa por um ano. 

Dica Foregon

Para você que recebe o Auxílio Brasil, é importante manter o Cadastro Único (CadÚnico) sempre atualizado. Se o banco de dados ficar desatualizado por mais de dois anos, o benefício será suspenso e posteriormente cancelado.

Esperamos que este conteúdo tenha sido útil para você. Se ficou com alguma dúvida, deixe seu comentário abaixo. Até a próxima! 

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Thais Souza

Redatora e Especialista em Produtos e Serviços Financeiros na Foregon, se identifica com conteúdos relacionados a investimentos e empréstimos e acredita que esse tipo de conhecimento pode mudar a vida das pessoas. Busca impactar a vida dos usuários que buscam resolver um problema ou conhecer melhor um produto ou serviço financeiro.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

Foregon participa da 9ª edição da Conferência Anual de Startups e Empreendedorismo

Foregon Marca Presença na 6ª Edição do CX Summit

Foregon está no TOP 10 Fintech – Distrito Awards 2022

Foregon está entre as Melhores Empresas para Trabalhar GPTW – Tecnologia da Informação 2022.

Real Valoriza após Resultado das Eleições [2022]

Nubank Ultravioleta: nova Regra para Isenção de Anuidade

Prazo Para Pagamento do Pronampe é Estendido

Smiles Friday: saiba como concorrer a 1 milhão de milhas