Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos
Acesse sua conta

BOVA11: dúvidas frequentes

Por Camila SilveiraPublicado em

Ao mesmo tempo em que o fundo de índice BOVA11 oferece diversas vantagens para seus investidores, ele também gera muitas dúvidas para esse público. Neste artigo, você vai entender mais detalhes sobre esse produto da bolsa de valores Brasileira e ver se ele é ideal para o seu momento de investidor. Continue a leitura!

O que é o BOVA11?

O BOVA11 é um Exchange Traded Funds (ETF) que, apesar do nome complicado, é uma carteira de ativos com mais de 60 ações das maiores empresas do Brasil. O índice usado como base de referência é o Índice Bovespa (IBOV).

Dentro da composição desse fundo, estão inclusas as ações de empresas como Vale, Itaú Unibanco, Banco Bradesco, Petrobras, Ambev, Banco do Brasil, entre muitas outras grandes companhias brasileiras.

Imperdível
Sua chance de ter um cartão de crédito sem anuidade78.477 pessoas já pediram
Ver cartão
Encerra em 16:20

Apesar do BOVA11 aplicar seu capital na mesma proporção que o IBOV, os seus gestores também podem realizar outras operações a fim de aumentar a rentabilidade do fundo, incluindo aluguel de ações.

Como o BOVA11 foi criado?

O fundo de índice BOVA11 foi criado no dia 28 de novembro de 2008. Hoje, ele é o maior ETF negociado no mercado brasileiro, principalmente por ter como parâmetro o Índice Bovespa.

Durante o dia, o número de negociações desse fundo de índice gira em torno de cinco mil. Isso significa, portanto, que uma das principais vantagens do BOVA11 é a sua liquidez, que é superior a de todos os outros fundos de índice negociados no Brasil. 

O total de cotas em negociação do BOVA11 atualmente é de 70.200.000, e o seu patrimônio líquido é maior do que 6,45 bilhões. As negociações do BOVA11 são realizadas através do lote de dez cotas, ao contrário de muitas ações individuais como a Petrobras, por exemplo, que possui 100 ações.

Sobre os gastos, é importante esclarecer que a taxa de administração do fundo de índice BOVA11 é de 0,54% ao ano. Além disso, pelo fato dele ser um fundo, não há isenção de Imposto de Renda (IR) para as operações menores do que R$ 20 mil mensais. A alíquota do IR é de 15% sobre o lucro.

Como funciona um ETF?

Para quem não sabe, os ETFs são fundos de ações que têm como referência algum índice da Bolsa de Valores.

O BOVA11, por exemplo, tem como base de referência o Índice Bovespa. Ou seja, a composição de cada fundo é determinada com o propósito de alcançar rentabilidades iguais ou melhores do que seu benchmark.

A gestão dos ETFs é feita por um profissional especializado que acompanha todos os dias o mercado. Sendo assim, o gestor pode comprar ou vender ações da forma que mais achar adequado, numa finalidade de aumentar a rentabilidade dos investimentos. 

É interessante ressaltar que esse tipo de produto no Brasil é super recente, afinal, ele foi lançado apenas em 2004. Apesar disso, em alguns países os ETFs são negociados há mais tempos, como nos Estados Unidos, por exemplo, que possui esse tipo de fundo negociado no mercado desde 1993.

Tipos de ETFs

Embora seja um produto relativamente recente no Brasil, é possível encontrar diversas categorias de ETFs sendo negociadas na Bolsa de Valores brasileira. As quatro gestoras desses fundos de índices no mercado são o Banco Itaú (It Now!), a BlackRock (IShares), o Banco do Brasil e a Caixa Econômica Federal.

Quais são as características dos ETFs?

Cada fundo de ação listado na bolsa tem características diferentes atreladas à rentabilidade, gestão e taxa de administração. Mas, mesmo assim, todo ETF possui alguns atributos em comum. Umas das características comuns desse tipo de produto são a diversificação, o reinvestimento e a transparência.

1. Diversificação

A diversidade é uma das características mais vantajosas dos ETFs. Isso porque, a partir de uma única cota de um fundo de índice, os investidores têm acesso a diversas ações.

2. Reinvestimento

Os lucros recebidos pelos fundos são reinvestidos para o aumento e valorização do seu patrimônio.

3. Transparência

O investidor tem acesso a todas as documentações do fundo do índice no qual mantém aplicações. Sendo assim, ele consegue conhecer todas as ações realizadas pelo ETF.

Qual é a composição do BOVA11?

Numa finalidade de manter a performance próxima a do Índice Bovespa, os recursos do BOVA11 são aplicados em ações que pertencem ao Ibovespa na mesma proporção em que elas aparecem no índice.

Porém, vale ressaltar que nem todas as ações do Índice Bovespa estão sempre na composição do BOVA11, isso porque seus gestores tem como propósito sempre alcançar o melhor rendimento possível.

Dessa forma, a composição do BOVA11 acaba sofrendo muitas modificações em decorrência da compra e venda e aumento ou diminuição da exposição a determinados ativos.

O fundo BOVA11 possui, aproximadamente, entre 65 e 70 ativos. Confira na tabela uma parte da composição desse fundo de índice em 2019.

Código Nome da empresa Peso (%)
VALE3 CIA VALE DO RIO DOCE SH 9,86
ITUB4 ITAU UNIBANCO HOLDING PREF SA 9,64
BBDC4 BANCO BRADESCO PREF SA 8,66
PETR4 PETROLEO BRASILEIRO PREF SA 7,92
PETR3 PETROBRAS 5,47
ABEV3 AMBEV SA 4,75
B3SA3 B3 BRASIL BOLSA BALCAO SA 4,27
BBAS3 BANCO DO BRASIL SA 4,17
ITSA4 ITAUSA INVESTIMENTOS ITAU PREF SA 3,53
LREN3 LOJAS RENNER SA 1,95
SUZB3 SUZANO BAHIA SUL PAPEL E CELULOSE 1,74
UGPA3 ULTRAPAR PARTICIPOES SA 1,67
JBSS3 JBS SA 1,62
BBDC3 BANCO BRADESCO SA 1,61
RAIL3 RUMO SA 1,36
VIVT4 TELEFONICA BRASIL PREF SA 1,28
BRFS3 BRF BRASIL FOODS SA 1,2
BRL BRL CASH 1,19
RENT3 LOCALIZA RENT A CAR SA 1,18
BBSE3 BB SEGURIDADE SA 1,15
SANB11 BANCO SANTANDER BRASIL UNITS SA 1,05
KROT3 KROTON EDUCACIONAL SA 1,05
EQTL3 EQUATORIAL ENERGIA SA 1,03

Nessa tabela de composição do BOVA11 estão listadas as 23 ações com peso igual ou superior a 1% do fundo. No entanto, vale ressaltar que além delas, fazem parte do fundo de índice na data, ações de empresas como Gerdau, Weg, Lojas Americanas, Klabin, Braskem, Embraer, CSN, Cielo, entre outras.

Qual é a história do BOVA11?

O fundo de índice BOVA11 começou a ser negociado há mais de dez anos, em novembro de 2008 e, no começo, sua cota era negociada por algo em torno de R$ 35. Com o passar do tempo, e com seu bom desempenho, o fundo ganhou popularidade e suas cotas se valorizaram expressivamente.

Trajetória IBOV x BOVA11

O benchmark deve ser uma preocupação de todo investidor no momento de realizar aplicações em um fundo de índice. Isso porque, se o objetivo do fundo é seguir um índice, no caso do BOVA11 o Ibovespa, a sua rentabilidade deve ser muito próxima desse índice. Consegue compreender?

Em uma análise de tempo maior, no caso de mais de dez anos, foi possível perceber que o BOVA11 conseguiu, e ainda consegue, apresentar resultados próximos ao do Ibovespa. Nos últimos dez anos, a rentabilidade desse ETF foi de 9,24%, enquanto a do Ibovespa somou 9.61%.

Liquidez do BOVA11

Como dissemos no decorrer do artigo, hoje, esse ETF possui maior liquidez e apresenta, em média, mais de 5 mil negócios por dia.

Quais são as características do BOVA11?

Antes, é válido deixar claro que o BOVA11 pode ser uma alternativa interessante para os investidores iniciantes na Bolsa de Valores. Afinal, o fundo oferece exposição indireta ao mercado de ações e possui gestão passiva. Como resultado, as variações são menos arriscadas para o fundo do que para as aplicações individuais em papéis.

Além disso, os ETFs possuem características que podem ser muito vantajosas para seus cotistas. Entre elas, podemos destacar que o BOVA11 possui:

  • Diversificação;
  • Reinvestimento automático de dividendos;
  • Aluguel automático de ações;
  • Gestão profissional.

1. Diversificação

A diversificação é muito vantajosa porque ajuda a diminuir os riscos dos investimentos. No entanto, diversificar uma carteira pode não ser uma tarefa fácil. Além dos custos envolvidos nessa atividade, como por exemplo, a taxa de corretagem, ainda há a necessidade de dedicar bastante tempo.

Antes de aplicar capital em um ativo, o investidor precisa pesquisar muito a respeito da empresa. Por exemplo, se ele for montar uma carteira com 30 ativos, é necessário que ele estude, pelo menos, 30 empresas. Mesmo assim, ele não consegue ter uma margem maior para comparar as melhores opções.

Por isso que as aplicações em ETFs, como o BOVA11, são extremamente vantajosas para os investidores. Através desse fundo de índice, é possível investir em um índice inteiro (Ibovespa), pagando uma única taxa de corretagem e consumindo muito menos tempo.

2. Reinvestimento automático dos dividendos

Todos sabem que as ações trazem muita rentabilidade, porém, quando o investidor recebe em sua conta um valor referente ao pagamento de dividendos, o dinheiro não é reinvestido automaticamente.

Por outro lado, as aplicações em ETF garantem que o seu dinheiro esteja sempre rendendo, porque esse tipo de aplicação reinveste seus dividendos recebidos automaticamente.

O BOVA11 investe em ações, portanto, com o passar do tempo,é normal que os fundos recebam dividendos dos papéis que eles investem. Apesar disso, de acordo com a regulamentação dos ETFs, eles não pagam proventos aos cotistas, como acontece em Fundos Imobiliários (FIIs).

3. Aluguel automático de ações

Alugar ações pode ser uma maneira ideal de garantir uma renda extra com as suas ações, principalmente se for um investimento de longo prazo. Sendo assim, o BOVA11 aluga boa parte de suas ações para terceiros.

Essa prática de alugar ações e gerar renda extra é muito comum nos ETFs e é realizada de maneira automática.

A renda proveniente dessas operações podem ser usadas para pagar a taxa de administração cobrada pelo fundo, o que pode aumentar o lucro do investidor. Muito legal, não é mesmo?

4. Gestão profissional

Os fundos de índice, geralmente, são administrados por gestores especializados e experientes. Os gestores de fundos da BlackRock, por exemplo, têm como propósito garantir o melhor desempenho possível para o fundo, com o menor risco. Isso inclui seguir o mais de perto possível o mercado, sempre tentando minimizar os custos.

É importante ressaltar que, apesar das excelentes vantagens, as aplicações em ETFs não permitem que o investidor escolha a composição da carteira.

Além do mais, essa composição pode variar a qualquer momento. Ou seja, se o investidor pretende aplicar em ações específicas, ele deve montar uma carteira personalizada de acordo com suas escolhas.

Vale a pena investir no BOVA11?

Como o BOVA11 tem como propósito buscar rentabilidade igual ou superior ao Índice Bovespa, ele pode ser vantajoso para quem busca diversificar com baixos custos. Além disso, ele possui exposição indireta na Bolsa de Valores, que é indicado para investidores iniciantes e com pouca experiência.

Fazer investimentos no mercado de capitais nem sempre é uma alternativa fácil ou barata. A escolha de cada ativo pode ser difícil e exigir muito estudo e experiência do investidor.

Além da escolha do ativo, é necessário considerar os custos de corretagem ou a quantidade mínima de ações adquiridas. Esses fatores podem tornar ainda mais difícil a diversificação de uma carteira.

Vale ressaltar, também, que superar o Índice Bovespa de modo consciente no longo prazo pode ser muito difícil, mesmo para os investidores mais experientes. 

Outra vantagem é que por ele ser o maior e maior negociado ETF na B3, o BOVA11 garante aos investidores boa liquidez. Ademais, uma vantagem que merece destaque é sua gestão profissional e especializada. Como dissemos no decorrer do artigo, esse fundo é administrado por gestores experientes que ajudam a diminuir o risco do investimento.

De modo geral, o BOVA11 pode ser visto como um produto que garante benefícios para todo tipo de investidor.

Apesar disso, os investidores mais experientes e com maior capacidade de escolher ações individuais podem preferir escolher ações individuais em vez de optar por fundo de índices como o BOVA11. Tudo vai depender do objetivo de cada um.

Perguntas frequentes

Quem administra o BOVA11?

Atualmente, esse fundo de índice é administrado pelo Banco BPN Paribas Brasil S.A. Antigamente, ele era administrado pela Citibank Distribuidora de Títulos e Valores Imobiliários S.A. Por fim, a gestora do fundo é a BlackRock Brasil Gestora de Investimentos.

O que é IBrx50?

Esse é um termo usado para se referir ao Índice Brasil. Neste caso, o índice mede o retorno de uma carteira hipotética, composta pelas 50 ações mais negociadas na Bolsa de Valores brasileira (B3).

O que é PIBB11?

É o primeiro investimento em índice de mercado regulado pela instrução 359 de 22 de janeiro de 2002 da Comissão de Valores Mobiliários (CVM). O PIBB11 tem como índice de referência o IBrx50.

O que é DIVO11?

O DIVO11 é um fundo de índice negociado na Bolsa de Valores de São Paulo, que tem como administrador o Banco Itaú. Seu índice de referência é o Índice Dividendos (IDIV).

O que é FIND11?

Fundo de índice negociado na Bolsa de Valores de São Paulo, que tem como índice de referência o IFNC, Índice Financeiro. Seu administrador é o Banco Itáu.

O que é o Índice Bovespa?

Indicador mais importante do mercado de ações do Brasil. O Ibovespa apresenta o desempenho médio dos preços de ativos com maior representação na Bolsa de Valores brasileira.

Descomplicamos?

Esperamos ter ajudado você com esse conteúdo. Em caso de dúvidas ou sugestões, deixe o seu comentário para nós e até a próxima!

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Camila Silveira

Redatora e Especialista em Produtos e Serviços Financeiros na Foregon, adora descomplicar os cartões de crédito, empréstimos, financiamentos, seguros, contas digitais, entre outros. Boa parte do seu trabalho é acompanhar a movimentação dos bancos e instituições financeiras para trazer as principais notícias do mercado.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

Imposto de renda: saiba como sair da malha fina

Aumento da energia: saiba quais são os vilões da conta de luz

Aneel aciona bandeira vermelha em patamar 2 e impacta economia brasileira

Organizze: veja o passo a passo de como usar o aplicativo para controlar suas finanças

A melhor forma de utilizar o dinheiro da restituição do IR 2021

Cashback: guia completo

Dia dos namorados: como economizar?

5 dicas para você cuidar do seu dinheiro e gastar sem culpa