Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos
Acesse sua conta

Câmbio CVT: como funciona e principais vantagens

Por Camila SilveiraPublicado em

O câmbio CVT é uma opção de transmissão automática bastante utilizada em novos modelos de carros mais caros e que possui um dos melhores consumos de combustível, dependendo da forma como você dirige e da manutenção que o carro precisa. Quer saber se realmente vale a pena esse investimento? Acompanhe todos os detalhes com a gente.

O que é o câmbio CVT?

CVT significa Continuously Variable Transmission, que em português significa Transmissão Continuamente Variável. Trata-se de um câmbio que possui diversos benefícios, pois não força o veículo com altas rotações e, automaticamente, não causa solavanco nas trocas de marchas, gasta menos óleo, é silencioso, desgasta menos o motor, é suave e bem econômico

Como funciona o câmbio CVT?

Em seu desenho, o câmbio CVT possui uma correia de alta resistência e duas polias de tamanhos diferentes, das quais a primeira está interligada ao motor do carro, enquanto a segunda, se relaciona com as rodas. Para um melhor entendimento, pense no funcionamento da catraca, coroa e corrente de uma bicicleta, só que sem marchas fixas e limitadas. 

Portanto, as trocas de marchas do câmbio CVT funcionam de maneira virtual, de acordo com a velocidade do veículo e que se adaptam à qualquer situação em que o carro se encontra. Dessa forma essa transmissão promete uma aceleração gradual e previsível, o que resulta em benefícios na condução

Principais diferenças em relação ao câmbio manual

Depois de entender um pouco mais sobre o funcionamento do sistema CVT, confira a seguir as principais diferenças entre ele e o câmbio manual.

Homem desconfiado com a mão no queixo
Com o seu score calculado, você descobre o produto financeiro ideal para você!
Calcule o seu score de forma gratuita, rápida e segura e tenha acesso a centenas de cartões de crédito e outros produtos financeiros.
+ 1.267.543 milhões de pessoas já consultaram

Ao criar uma conta você aceita nossos termos de uso política de privacidade. Aceita também receber notificações por e-mail e SMS, que podem ser canceladas quando quiser.

Marchas automáticas: 

Como citado anteriormente, as marchas do câmbio CVT são trocadas automaticamente. Sendo assim, você não precisará trocá-las e nem se preocupar com o controle da embreagem, que o outro tipo de veículo exige. Melhor dizendo: basta acelerar e frear. 

Economia no combustível:

Outra diferença vantajosa entre os dois tipos de câmbios, é que no sistema CVT, o dono do carro economiza muito mais no consumo de combustível, pois todo o procedimento de troca de marchas, que é realizada pelo sistema de transmissão, estará adequada à qualquer situação que o carro se encontra, exigindo menos do motor e garantindo mais economia. 

Principais diferenças em relação ao câmbio automático

Talvez você esteja se perguntando se existe alguma diferença entre o câmbio CVT e o automático e a resposta é positiva. Existem algumas distinções entre esses tipos de sistemas. Confira abaixo. 

Marcha adequada:

Como já apresentamos anteriormente, as polias do sistema alteram o seu diâmetro em função da velocidade. Dessa forma, o câmbio CVT está a todo momento em mudanças de "marchas" que estão sempre adequadas à circunstância atual. 

Direção suave: 

Como a maioria sabe, os carros de câmbio automático sofrem alguns balanços imprevistos na troca de marchas, também conhecidos como solavancos, e essa é uma característica que o sistema CVT não possui. Portanto, a direção fica mais agradável, fator que não ocorre em veículos de câmbio automático. 

E aí, vale a pena escolher o câmbio CVT? 

De acordo com todas as informações citadas, podemos dizer que seria uma boa decisão optar pelo câmbio CVT devido à quantidade de vantagem que ele tem. Mas, sempre leve em consideração os preços dos modelos de carro que possuem esse sistema e da manutenção, que precisa ser feita frequentemente. 

Restou alguma dúvida? Deixe um comentário e até a próxima!

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Camila Silveira

Redatora e Especialista em Produtos e Serviços Financeiros na Foregon, adora descomplicar os cartões de crédito, empréstimos, financiamentos, seguros, contas digitais, entre outros. Boa parte do seu trabalho é acompanhar a movimentação dos bancos e instituições financeiras para trazer as principais notícias do mercado.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

Agência 3880 da Caixa: o que é, Onde Fica e Qual o Telefone?

Isenção de Imposto de Renda: Como Funciona?

Permuta: Significado, Exemplos e Como Fazer

Adesivo para Cartão de Crédito: Veja Como Funciona

Índices de Reajuste de Aluguel: IGP-M ou IPCA?

Barra de Ouro Vale Mais que Dinheiro? Veja Quanto Custa

Banco do Brasil: Como Emitir 2ª via da Fatura do Cartão?

Dataprev: Como Consultar Calendário do Auxílio Emergencial