Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos
Acesse sua conta

Consórcio: como funciona essa modalidade de compra

Por Camila SilveiraPublicado em

A compra de uma moto, um carro ou uma casa pode ser mais acessível, visto que o mercado oferece algumas modalidades de crédito. Uma delas é o famoso consórcio, que pode ser a opção ideal para quem precisa fazer uma aquisição sem grandes burocracias.

Confira tudo sobre o consórcio, incluindo suas vantagens e desvantagens, e veja se essa é uma boa opção para você.

O que é consórcio?

O consórcio funciona como uma modalidade de crédito, no qual Pessoas Físicas ou Jurídicas se reúnem para formar uma espécie de poupança conjunta e viabilizar a aquisição de bens móveis, imóveis ou serviços.

No final do contrato, que é determinado pelas administradoras, todos os consorciados têm acesso à carta de crédito, no valor contratado, que funciona como um vale compras, possibilitando a aquisição do automóvel, imóvel ou serviço.

É importante ressaltar que durante todos os meses do consórcio, os participantes que estão com as parcelas em dia podem ser sorteados para receber a carta de crédito, no valor da cota que comprou, independente da quantidade de parcelas pagas – algo que também acontece com quem oferece lances maiores como forma de antecipar as parcelas.

Homem desconfiado com a mão no queixo

Com o seu score calculado, você descobre o produto financeiro ideal para você!

Calcule o seu score de forma gratuita, rápida e segura e tenha acesso a centenas de cartões de crédito e outros produtos financeiros.
+ 1.267.543 milhões de pessoas já consultaram

Ao criar uma conta você aceita nossos termos de uso política de privacidade. Aceita também receber notificações por e-mail e SMS, que podem ser canceladas quando quiser.

Apesar disso, a dinâmica dos sorteios e dos lances podem variar de acordo com a administradora, que tem como objetivo especificar todas as informações necessárias no contrato.

Como funciona um consórcio?

1. Grupo de consórcio

A contratação de um consórcio começa com o interessado entrando em contato com uma administradora a fim de ingressar em um grupo que ainda está em formação, ou de comprar uma cota de um grupo que já está formado. Entenda detalhadamente:

  • Grupos em formação: são aqueles que ainda não estão fechados e ativos. Ou seja, as administradoras ainda estão reunindo as pessoas que desejam participar do consórcio de carros;
  • Grupos formados: são aqueles que já estão operando e que podem oferecer dois tipos de cotas para compra: a cota vaga e a cota de transferência.

cota vaga é aquela que ainda não foi comprada e que é disponibilizada pela própria administradora. A cota transferência, por outro lado, é quando um atual consorciado desiste da compra, ou muda de consórcio, e vende os direitos e as obrigações do contrato para uma outra pessoa que deseja participar do grupo.

2. Pagamento das parcelas

Feito isso, começa-se o pagamento das parcelas que, por sinal, devem constar todos os valores que você precisa pagar para obter o bem desejado + a taxa de administração.

As parcelas do consórcio são enviadas para você em forma de boletos, que podem ser pagos tanto em unidades lotéricas quanto em agências e aplicativos bancários, e indicam algumas informações gerais sobre o grupo, como por exemplo, o número de pessoas sorteadas no mês anterior.

Podemos citar como um ponto positivo a ausência de juros, porém, devemos lembrar que o consórcio cobra uma taxa de administração que, apesar de aumentar o valor da parcela, não chega a ser tão cara quanto os juros cobrados pelos financiamentos e empréstimos convencionais.

No consórcio, você também pode antecipar as parcelas a fim de liquidar o saldo total da dívida antes do prazo, mas as condições para essa ação podem depender do que foi combinado no contrato com a administradora.

Por fim, as parcelas do consórcio podem sofrer alguns reajustes durante o ano, visto que os bens móveis, imóveis ou serviços podem ficar mais caros ou mais baratos com o passar do tempo.

Não se esqueça: caso você atrase os pagamentos, deverá arcar com multas e juros ou até mesmo ter o seu bem tomado, após três meses de atraso.

3. Contemplação

No final, ocorre a contemplação, que nada mais é que a concessão do crédito ao consorciado para a compra do bem desejado, bem como a devolução das parcelas pagas, no caso dos consorciados excluídos, cujo grupo tenha sido formado a partir de 06 de fevereiro de 2009. Confira as duas formas de contemplação:

  • Sorteio: todos os meses durante o contrato do consórcio os participantes que estiverem com os pagamentos em dia podem ser sorteados para receber a carta de crédito;
  • Lance: após o sorteio, os consorciados que dão lances maiores como forma de antecipar as prestações também podem ser contemplados, de acordo com os critérios do contrato determinado pela administradora.

Em todo caso, vale ressaltar que o contratante deve continuar pagando tudo o que está previsto no contrato, caso ele seja sorteado antes de terminar o pagamento das parcelas.

Tipos de consórcio

1. Automóveis e motocicletas

O consórcio de automóveis e motocicletas é uma opção para você adquirir um veículo novo ou seminovo.

Nesse caso, além de existirem diversos valores de crédito, com prazos de até 100 meses para carros e 70 meses para motocicletas, você tem total liberdade para escolher a marca, o modelo e o fornecedor do automóvel em qualquer lugar do país. Confira algumas opções:

2. Imóveis

Essa modalidade é válida para imóveis novos e usados (inclusive na planta), residenciais ou comerciais, que sejam localizados tanto em zona urbana quanto rural.

Neste tipo de consórcio, você também pode utilizar o crédito para construir, reformar e ampliar e também pode utilizar o FGTS na oferta de lance ou para abater o saldo devedor na aquisição do bem. Confira algumas opções de consórcios de imóveis:

  • Luiza Consórcios;
  • Embracon Consórcios;
  • Rodobens Consórcios;
  • Itaú Consórcios;
  • Banco do Brasil Consórcios.

3. Caminhões, tratores e utilitários

Com o consórcio, você também pode investir em máquinas, equipamentos agrícolas, caminhões e utilitários, com total liberdade para escolher o melhor modelo no momento da aquisição.

Assim como o consórcio de veículos, neste você tem à disposição diversas faixas de crédito, com até 100 meses de pagamento.

4. Serviços

Por fim, caso você precise de tratamentos estéticos, festa de casamento ou uma viagem, o consórcio de serviços cai como uma boa opção. Neste caso, você decide como utilizar o crédito, podendo financiar 100% do serviço, e os prazos podem ir até 40 meses.

Documentos necessários para fazer um consórcio

Normalmente, os documentos necessários para fazer um consórcio são:

  • Cópia do CPF e RG (se casado, também apresentar do cônjuge);
  • Cópia da Certidão de Nascimento ou Casamento (com averbação se for o caso);
  • Cópia do comprovante de endereço atualizada (conta de água, luz ou telefone fixo);
  • Comprovante de renda.

Vantagens de fazer um consórcio

1. Compra planejada

Para quem não tem tanta urgência e pretende realizar uma compra mais planejada, o consórcio é a opção ideal. Afinal de contas, durante os pagamentos mensais, é possível se organizar financeiramente e, como resultado, conquistar o bem desejado de forma muito mais tranquila e segura.

2. Prazos e parcelas personalizadas de acordo com o seu perfil

Com o consórcio, os contratantes também podem determinar o valor do crédito pretendido, a quantia a ser paga e o prazo de pagamento. Essa liberdade torna o consórcio muito mais atrativo, visto que outros serviços financeiros, como empréstimo ou financiamento, não oferecem essa opção.

3. Zero juros

O juros zero também é um ponto extremamente positivo, já que não está presente em outros serviços financeiros tradicionais. No consórcio, é necessário pagar somente uma taxa de administração que, apesar de aumentar o valor da parcela, não é tão cara quanto os juros dos bancos tradicionais.

4. Liberdade na compra

Dependendo do consórcio e do contrato, o contemplado também pode utilizar o crédito recebido para adquirir qualquer bem, seja moto ou carro, dentro do valor que recebeu.

Além disso, consegue negociar melhor o preço no momento da compra, já que o pagamento é feito de forma à vista.

Por fim, dependendo do que foi combinado com a administradora, o consorciado também pode transformar o crédito recebido em dinheiro para utilização, desde que siga os critérios solicitados pela empresa responsável.

5. Menos burocracia

A  última vantagem do consórcio está na redução dos processos burocráticos, que geralmente estão presentes em empréstimos e financiamentos convencionais.

E as desvantagens?

Como nem tudo são flores, o consórcio pode apresentar algumas desvantagens dependendo do que você precisa. Confira alguns pontos negativos!

1. Possível demora para receber o bem

Alguns consórcios podem durar até seis anos. Sendo assim, caso você não seja contemplado antes do contrato encerrar, o valor do crédito é depositado depois de muito tempo, tornando o processo de recebimento do bem muito mais demorado.

2. Cobrança de taxas que podem encarecer o valor do consórcio

Mesmo que o consórcio não cobre as famosas taxas de juros, é importante lembrar que algumas taxas devem ser pagas pelos participantes, como a taxa de entrada, de administração e do fundo de reserva.

Portanto, antes de fechar qualquer negócio, verifique quais percentuais incidem sobre os valores acordados e verifique se as parcelas cabem dentro do seu bolso.

3. Investimento de longo prazo

Outro ponto que pode ser considerado negativo é que o consórcio é considerado um investimento de longo prazo. Isso porque você precisará pagar as parcelas por todo o período contratado. Considere esse fator antes de firmar qualquer contrato, para não se arrepender futuramente ou contrair dívidas, entre outros prejuízos financeiros.

4. O resgate do valor pago só pode ser feito no final do consórcio

Por fim, caso você não consiga mais pagar o consórcio, ou resolva desistir dele, o valor pago até então só é devolvido a você no final do contrato.

Perguntas frequentes

Quais são as taxas cobradas em um consórcio?

No consórcio, os participantes devem pagar algumas taxas, como: de administração, fundo de reserva, fundo comum, seguros e taxa de adesão.

O que acontece se eu der um lance e não ganhar?

Caso isso venha a acontecer, você pode pegar o dinheiro de volta ou usá-lo para antecipar as parcelas do consórcio.

Depois de ser sorteado eu preciso continuar pagando as parcelas?

Sim. Mesmo que você seja sorteado antes de terminar as parcelas, deverá continuar pagando tudo que está previsto no contrato. Caso contrário, poderá arcar com multas e juros e até mesmo perder o crédito que recebeu.

O que fazer se eu não conseguir mais pagar as parcelas do consórcio?

Se não tiver mais condições de pagar o consórcio de moto, você pode: transferir a sua participação no grupo para quem estiver interessado; mudar o consórcio para outra empresa que ofereça parcelas menores; ou pedir para sair do grupo. Neste último caso, você deve pagar uma multa e esperar ser sorteado para receber de volta o dinheiro das parcelas que pagou.

A carta de crédito é entregue em dinheiro?

Não. Quando você é contemplado, deverá escolher o modelo da moto, acertar a compra com o vendedor e comunicar a administradora, que ficará responsável por pagar esse vendedor. Apesar disso, após 180 dias de contemplação, você pode transformar o crédito em dinheiro, desde que siga os critérios solicitados pela administradora.

Posso comprar outro bem com a minha carta de crédito?

Depende do que está previsto em seu contrato. Em alguns casos, você pode escolher qualquer modelo de modo, inclusive veículos usados e de preços diferentes.

Descomplicamos?

Nosso objetivo é descomplicar todos os assuntos sobre finanças e economia, bem como auxiliar você a encontrar o produto financeiro ideal. Consulte o seu score no Portal da Foregon e receba oferta de cartão, conta digital e empréstimo, de acordo com o seu perfil!

Consulte seu CPF grátis e receba as melhores ofertas!

Mais de 300 opções entre cartões de crédito, contas e empréstimos.

Consultar CPF grátis
+ 1.267.543 milhões de pessoas já consultaram

Até a próxima!

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Camila Silveira

Redatora e Especialista em Produtos e Serviços Financeiros na Foregon, adora descomplicar os cartões de crédito, empréstimos, financiamentos, seguros, contas digitais, entre outros. Boa parte do seu trabalho é acompanhar a movimentação dos bancos e instituições financeiras para trazer as principais notícias do mercado.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

Consórcio: como funciona essa modalidade de compra

Consórcio de carros: como funciona essa modalidade de compras

Consórcio de moto: como funciona essa modalidade de compra

A procura por consórcios imobiliários cresceu 45% em 2021

Consórcio: entenda as diferenças entre os principais tipos

Principais administradoras para consórcio de carros

Consórcio Itaú: tudo o que você precisa saber

Consórcio de veículos: perguntas frequentes