Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos
Acesse sua conta

Como ter independência financeira e garantir uma vida tranquila

Por Leonardo JacominiPublicado em

Ter independência financeira, para muita gente, é sinônimo de ser rico, ou pelo menos ficar. Mas, quero te convidar a ter uma outra visão, para aquela que vai te ajudar a viver mais tranquilo.

Aquele papo de que dá para ficar rico em determinado tempo ou o que alguns youtubers falam de como chegaram ao milhão, com a gente aqui do Foregon Edu não cola!

Queremos falar daquilo que a gente vivencia no nosso dia a dia. Das contas, do aluguel, do salário baixo e ainda ter uma maneira de ser independente financeiramente.

Imperdível
Sua chance de ter um cartão de crédito sem anuidade78.477 pessoas já pediram
Ver cartão
Encerra em 16:20

Quem procura ter independência financeira e ter mais sossego em relação ao dinheiro, quer se livrar da vida em círculos. Aquela em que você só paga contas e não tem objetivo nenhum.

independência financeira

Guarda aí. O primeiro segredo para conquistar uma vida mais tranquila, é ter controle, metas e disciplina.

O que é a independência financeira?

Algumas pessoas interpretam independência financeira como ser rico e poder viver sem ter que trabalhar, vivendo só de renda. Isso não é um pensamento errado e existe sim. Mas, vamos trabalhar com a realidade da maioria dos brasileiros.

Para nós, meros mortais que ralam muito para conseguir sobreviver os 365 dias do ano, independência financeira é viver tranquilamente em casos de imprevistos. 

Isso quer dizer que, basicamente, você tem que se organizar e tomar algumas medidas para que sua renda seja o bastante para cobrir todos os seus gastos.

Para que isso aconteça, é preciso planejar, mudar alguns hábitos que adquirimos ao longo dos anos e eliminar desperdícios.

Sei que você deve estar pensando: poxa, meu salário não é tão bom, vou ter que que congelar tudo! Para quem acredita que somente com o salário não vai dar conta, a independência financeira também depende de fazer uma renda extra.

Mas, fique calmo, relaxe que aqui nesse post você vai encontrar mais dicas de como fazer tudo isso. O melhor começo é quando você está disposto a mudar e querer viver melhor com o seu dinheiro.

Erros comuns de quem quer ter independência financeira

Antes de te apresentar as melhores dicas de como viver bem com você mesmo e garantir dias melhores, que tal evitar alguns erros que as pessoas cometem. Pode ser que você mesmo pratique alguns.

  • Gastar além do orçamento

Você deve seguir o seu orçamento. Não só visando o que você ganha mensalmente, mas o quanto pode gastar naquele mês, levando em conta seus ganhos e gastos. Gastar além do seu orçamento gera desequilíbrio financeiro por diversos fatores. Contas atrasadas, juros, falta de dinheiro e diversos outros problemas.

  • Viver fora do seu padrão de vida

Não adianta você querer ter independência financeira, se vive fora da sua realidade. É preciso fazer alguns ajustes no seu modo de viver, mesmo que momentaneamente, até que você atinja o seu objetivo.

  • Não planejar gastos e ter despesas desnecessárias

Quem não planeja, acaba não conseguindo ter um equilíbrio. Sair gastando seu dinheiro é um erro fatal para sua independência financeira. Você deve saber com antecedência o quanto precisa para passar o mês e assim controlar o que pode gastar.

  • Não guardar dinheiro

Pode não ser fácil, mas é preciso. Guardar dinheiro é uma prática essencial e que deve ser adotada por você. Não precisa ser aquele percentual inalcançável. Coloque uma meta por mês. Quando alcançar o que planejou, aumente o valor a ser guardado.

Como ter independência financeira com 8 dicas

1 – Planos a longo prazo

Independência financeira, não se conquista do dia pra noite e, dificilmente, dentro de um ano. Quem quer ter uma vida mais tranquila com o dinheiro, tem que ter em mente que esse plano não é de curto prazo.

Ou seja, você vai conseguir sim, ter independência financeira. Mas, para criar novos hábitos e se acostumar a economizar e gerir o dinheiro, pode levar um tempo. Por isso é preciso muita organização e planejamento.

2 – Planejamento financeiro

O planejamento é simplesmente saber o que você tem, o que você gasta primeiramente. Depois, é saber o que você precisa, fazendo o equilíbrio entre gastos essenciais, os importantes (os que dificilmente podem ser cortados) e os supérfluos.

É hora de organizar! Conhecer a sua vida financeira e planejar em quanto tempo você vai conseguir a sua independência financeira com base nas dicas acima.

3 – Regra de gastos

Já ouviu falar da regra 50-15-35? Você não precisa segui-la fielmente. Mas, para que você se organize e saiba o quanto cada coisa vai te consumir mensalmente, coloque uma regra de gastos.

Cada gasto do seu mês (essenciais, contas, lazer, etc.), vai receber uma porcentagem. Gastos essenciais normalmente se destina 50% dos ganhos. Atingiu o limite? Até mês que vem!

4 – Metas

Para fazer um bom planejamento e para que um dia você chegue ao seu objetivo, aqui no caso ter independência financeira, é preciso colocar metas. Elas vão servir de norte para você.

Suas metas podem ser por exemplo, economizar um determinado valor mensal, cortar alguns gastos e quaisquer outros que te ajudem nessa missão de independência.

5 – Disciplina

Bom, assim como em diversas coisas da nossa vida, para que a economia e metas deem certo, é preciso disciplina. Essa é uma grande chave para sua conquista.

Pode ser difícil no começo seguir algumas dicas e começar novos hábitos. Mas, com disciplina e determinação, um dia você consegue e vai ver que vale a pena.

6 – Cortar gastos

Como já era de se esperar, para ter mais controle financeiro, é preciso cortar gastos. Você só vai conseguir fazer isso de forma fácil ou pelo menos que funcione de verdade, se construir o seu planejamento, como na dica 2.

Visualizando seu comportamento durante um mês, você consegue planejar o próximo e saber o que consome o seu dinheiro e que não necessariamente te faz falta.

7 – Renda extra

Lembra que no começo do texto eu falei que algumas pessoas precisam de mais dinheiro além do salário? Você se enquadra nessa? Quem sabe o que você ganha, não seja o suficiente.

Para que você tenha dinheiro para pagar suas contas e ainda poupar, ainda que seja o mínimo possível, a ideia de renda extra talvez seja uma boa opção.

Você pode apostar em diversas coisas. Aquelas que você sabe fazer, é um ótimo caminho. Aposte em novidade, atendimento e preço competitivo.

Vem ver essa lista completa de ideias de renda extra!

8 – Escolhas

Por fim, a minha última dica, é lembrar que sua independência financeira depende exclusivamente de você. Não é do seu patrão, amigo, familiar ou qualquer outra pessoa.

Por isso, saiba escolher. Suas escolhas definem o andamento da sua vida como um todo, ainda mais a financeira.

Desde o banco que te cobra diversas taxas, e que você tem o direito de escolher produtos isentos de cobrança, até seu estilo de vida. Só você escolhe como gastar e gerir seu dinheiro.

Conta pra mim, você gostou das dicas? Está esperto sobre como conquistar sua independência financeira e garantir uma vida tranquila? Comece logo e veja seus planos darem certo!

Vou te lembrar o que eu já te falei aqui, vai valer a pena! Fique ligado nos próximos posts, tem muita coisa legal e novidades chegando! Até a próxima!

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Leonardo Jacomini

Jornalista e Produtor de Conteúdo Multimídia. Gosta de escrever sobre dicas úteis para o dia a dia, ainda mais quando o tema é economizar. Adora livros e assistir filmes e séries em seu tempo livre.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

Veja como descobrir o seu índice de saúde financeira

Muito além do amor: conheça os gastos de ter um animal de estimação

Score de e-mail: entenda como funciona e seus benefícios

O que são plataformas de contratos inteligentes

“Boleto é cringe”: entenda a relação da geração Z com o dinheiro

O que é o INPC e como ele afeta a sua vida?

O que é Bitcoin?

Mercado financeiro: como ele funciona?