Ir para o conteúdo principal
Foregon.com

Como usar Crédito Pessoal de Maneira Inteligente

Por SimplicPublicado em

Qualidade editorial: Nosso conteúdo é construído por uma equipe profissional que coloca a dúvida do leitor no centro da sua escrita. Cada autor traz o seu conhecimento para responder e solucionar sua busca, entregando valor por meio da verificação de dados, aprofundamento da pesquisa e reputação do nosso site.

Segurança e privacidade: Somos responsáveis por manter seus dados protegidos quando você acessa nosso site. Trabalhamos com total transparência e respeito ao seu consentimento, colocando você no controle de seus dados. Conheça nossa política de privacidade.

Sabemos que lidar com dinheiro é um grande desafio para a maioria dos brasileiros. Grande parte da população, especialmente das classes C, D e E, se queixam do excesso de boletos e da dificuldade para manter as contas em dia. Com isso, muitos recorrem ao empréstimo, mas será que você sabe como usar o crédito pessoal de maneira inteligente?

Embora o número de pedidos por empréstimo tenha aumentado, acumulando alta de 22% em 2022, a verdade é que muitas pessoas demonstram preocupação em pegar dinheiro emprestado.

Esse é seu caso? Fique tranquilo, pois quando usado com sabedoria, o crédito pessoal pode ser um divisor de águas entre uma situação financeira equilibrada e o endividamento. Para ajudar você neste momento, separamos algumas dicas de como usar crédito pessoal de maneira inteligente.

6 conselhos para quem quer entender como usar crédito pessoal de maneira inteligente

Nossa primeira dica para quem quer pedir empréstimo pessoal para melhorar a situação financeira, é usar o dinheiro para quitar dívidas que, geralmente, se acumulam gerando uma bola de neve. 

Aconselhamos que você some tudo o que deve e peça exatamente esse valor como empréstimo pessoal, deste modo, você troca várias dívidas caras por uma dívida mais barata. 

Contudo, aconselhamos essa decisão apenas se você conseguir diminuir seus gastos atuais. Ah, e as condições de pagamento precisam ser melhores para compensar a troca, caso contrário, desconsidere.

Ainda nessa linha, outra sugestão é usar o empréstimo pessoal para limpar seu nome. Quando você consegue regularizar sua situação financeira e retirar o CPF da lista de nomes negativados no SPC e Serasa, é mais fácil se livrar das ligações de cobrança diárias e normalizar a situação para que você possa fazer novas operações financeiras no futuro.

Não sabe se seu nome está limpo? Então sugerimos que você conheça a Foregon. Além de consultarmos a sua situação com empresas credoras, também oferecemos opções de renegociação de dívidas com descontos de até 99%. Clique aqui para fazer seu cadastro e começar a cuidar de sua vida financeira.

IMAGEM

Outra dica é utilizar o empréstimo pessoal para investir em um negócio próprio que tenha chance de trazer um retorno financeiro. O dinheiro pode ser usado tanto para abrir, quanto para manter o seu negócio. No entanto, é preciso ser realista quanto a situação financeira da sua empresa. 

Aqui vão alguns questionamentos válidos:

  • Sua empresa é rentável?
  • Existe demanda para o produto ou serviço que você deseja vender?
  • Você conhece seu público-alvo, fornecedores e concorrentes?

Depois de responder a essas três perguntas, aconselhamos que você só pegue o empréstimo pessoal de fato se seu negócio oferecer rendimento suficiente para manter todas as atividades e ainda para pagar as parcelas do empréstimo.

Leia mais: Empréstimos que não exigem garantia

O quarto cenário de como usar o empréstimo pessoal com inteligência é em situações de emergência. No dia a dia, é muito comum que imprevistos aconteçam. Alguns exemplos comuns são a necessidade de passar por um procedimento médico, consertar um veículo quebrado, realizar uma reforma emergencial, entre outros.

Para arcar com despesas como essas, recomenda-se usar sua reserva de emergência, ou seja, uma poupança com o valor equivalente ao seu custo de vida mensal por seis meses.

No entanto, a maioria dos brasileiros não têm o hábito de guardar dinheiro e, em situações como essas, precisam recorrer ao empréstimo. Esse é seu caso? Então recomendamos que você faça sua simulação de crédito pessoal com a Simplic.

A Simplic oferece valores entre R$500 até R$3500, que são liberados em sua conta bancária em até 24 horas (após a aprovação da solicitação de empréstimo) e que podem ser pagas em até 12 meses. A instituição financeira digital oferece empréstimos até para negativados, aproveite!

BANNER 

A quinta situação em que solicitar empréstimo pessoal pode ser uma boa ideia é na hora de comprar um bem. Alguns exemplos são compra de um veículo, casa própria, enxoval do bebê, entre outros.

Como as parcelas de um empréstimo pessoal, geralmente, têm um CET mais baixo do que o rotativo do cartão de crédito ou juros do cheque especial, só é preciso planejar suas finanças para que as parcelas mensais caibam no orçamento atual.

A última dica, mas não menos importante, é usar o empréstimo pessoal para investir em sua educação. Seja um curso de idiomas, técnico, graduação ou pós-graduação, investir em seu desenvolvimento profissional pode ajudá-lo a conseguir um salário mais elevado, deste modo, você consegue recuperar o dinheiro investido em pouco tempo.

O que fazer antes de contratar crédito pessoal

Se sua situação atual se encaixa em qualquer um dos cenários que mencionamos acima, recomendamos que você solicite crédito pessoal. No entanto, antes de ir ao banco, temos algumas recomendações extras.

  1. Organize todas as suas contas

Independente de qual é a finalidade do dinheiro solicitado por meio de um empréstimo pessoal, é fundamental que você coloque sua vida financeira em dia. Anote todos as suas despesas e ganhos para entender exatamente quanto você tem disponível ao fim de cada mês.

  1. Nunca arque com uma parcela maior do que pode pagar

Agora que você sabe exatamente o quanto sobra no fim do mês, consegue ter uma ideia de qual valor de parcela você pode pagar sem comprometer seu orçamento. Tome cuidado com empréstimo em que a parcela seja igual ou superior a 15% da sua renda mensal líquida.

Não é incomum que as pessoas definam um valor de parcela elevado para "se livrarem da dívida o mais rápido possível", mas isso pode ser um grande erro, pois você pode acabar fazendo uma nova dívida para pagar a primeira e assim sucessivamente. 

  1. Apenas tome empréstimo de uma instituição financeira confiável

Já falamos aqui que é preciso tomar cuidado ao escolher uma instituição financeira para pegar crédito pessoal, pois existem muitos estelionatários que se aproveitam de pessoas em situações financeiras delicadas para aplicar golpes.

Se você não souber qual instituição financeira oferece as melhores condições para você, utilize o buscador da Foregon. Sua necessidade se enquadra mais na categoria de microcrédito? Procure a Simplic. Ficou com alguma dúvida? Deixe um comentário.

Compartilhe

Escrito por:

Simplic
Fintech

A Simplic é a melhor opção de empréstimo pessoal para emergências.