Foregon.comConteúdos

Conheça 10 hábitos que destroem as finanças

Por Camila SilveiraPublicado em
Compartilhe

Ter uma boa organização financeira é uma das principais metas de muitas pessoas, porém, há diversos fatores que podem impedir esse objetivo. Na maioria das vezes, os gastos superficiais são as principais causas, ocasionados por costumes muito prejudiciais. Neste artigo, você vai conhecer dez hábitos que destroem as finanças e, como resultado, evitar maiores prejuízos.

Conheça dez hábitos que destroem as finanças

1. Deixar dinheiro trocado na carteira

É claro que todo mundo, na hora de sair, precisa se precaver e ter um dinheiro consigo mesmo para as situações de emergência. No entanto, esse é um dos principais hábitos que destroem as finanças. Andar com dinheiro no bolso pode aumentar as tentações. Comprar um produto aqui ou outro ali pode parecer inofensivo, mas é dessa forma que desperdiçamos mais grana. 

2. Sair com o cartão de crédito sem necessidade

O cartão de crédito compromete o orçamento de muita gente e sair com ele sem necessidade pode prejudicar suas finanças. Por exemplo, não adianta programar o seu almoço, levando marmita para o trabalho, se você decide dar uma volta com o cartão de crédito depois. As chances de gastar com itens desnecessários só aumentam.

Imperdível
Sua chance de ter um cartão de crédito sem anuidade78.477 pessoas já pediram
Ver cartão
Encerra em 16:20

3. Possuir a mentalidade de que "dinheiro é feito para gastar"

No Brasil, a educação financeira não é muito valorizada e, infelizmente, diversas pessoas acreditam que o dinheiro é feito para gastar. Ter esse pensamento pode resultar em dívidas e provocar um futuro de incertezas financeiramente. Portanto, dê mais valor ao seu dinheiro, pois só você sabe como foi difícil consegui-lo, não é mesmo?

4. Estar sempre atrasado 

Estar sempre atrasado, com certeza, é um dos hábitos que destroem as finanças. Antigamente, esse não era um fator que afetava as pessoas, porém, hoje em dia com os serviços de transporte privado, ficar atrasado com frequência pode fazer uma enorme diferença para o seu bolso. Sendo assim, se programe melhor para ir aos lugares e garanta um dinheiro extra para você! 

5. Fazer compras impulsivas e imediatistas

Fazer compras impulsivas e imediatistas é muito prejudicial para a sua saúde financeira. Esse comportamento não permite que o consumidor compare todos os preços disponíveis e, como resultado, afeta o orçamento. Por isso, antes de decidir comprar, pesquise e compare os preços com muita calma, sobretudo, se for um produto muito caro. 

6. Não acompanhar todos os seus gastos

Já se perguntou para onde foi o seu dinheiro? Isso é bastante comum, mas não deveria. Ter o hábito de acompanhar os seus gastos pode fazer toda a diferença. Dessa forma, você consegue ver quais itens são mais necessários e, por consequência, evita maiores prejuízos.

7. Não priorizar o pagamento das contas 

Quando o salário entra, o nosso primeiro pensamento é querer aproveitar, porém não deve ser dessa forma. Tenha em mente que a prioridade é pagar as suas dívidas para depois decidir o que fazer com o restante. Dessa maneira, você terá um controle maior das suas economias e evitará qualquer situação que cause problemas para você.

8. Aproveitar todas as promoções

Conhece aquela promoção do tipo: "Leve dois, pague um"? Ela pode ser uma armadilha. Antes de decidir levar dois itens, pense se você compraria mesmo se não houvesse essa promoção. Se realmente compensar, não tem problema, ainda mais se for um produto que você utiliza muito em sua casa. O importante é fazer caber no seu orçamento e não comprar coisas desnecessárias.

9. Não definir um objetivo para o seu dinheiro

Não ter um objetivo para o seu dinheiro também é um dos hábitos que destroem as finanças, pois isso dificulta o planejamento financeiro. A partir do momento que criamos uma lista de desejos, fica mais fácil determinar as prioridades e, assim, evitamos os gastos superficiais. Portanto, defina um caminho para o seu dinheiro e diminua as chances de gastar à toa.

10. Deixar o dinheiro parado

Se esforçar para guardar uma grana e deixar ela parada, é ver de perto o seu dinheiro desvalorizar. Pois em um determinado momento, devido à inflação, uma parte de seus dividendos acaba se perdendo. Melhor dizendo, a quantia que você tem hoje não terá o mesmo valor futuramente.

Sendo assim, invista as suas economias em condições que façam o seu dinheiro girar e, como resultado, render. 

Descomplicamos?

Esperamos ter esclarecido suas dúvidas sobre hábitos que destroem as finanças. Você gostou? Deixe um comentário para nós e até a próxima!

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe nas suas redes sociais

Camila Silveira

Redatora e Especialista em Produtos e Serviços Financeiros na Foregon, adora descomplicar os cartões de crédito, empréstimos, financiamentos, seguros, contas digitais, entre outros Boa parte do seu trabalho é acompanhar a movimentação dos bancos e instituições financeiras para trazer as principais notícias do mercado. Pra ela o conteúdo perfeito precisa ser de fácil compreensão e responder todas as dúvidas dos leitores. “Acredito que os leitores da Foregon merecem saber tudo, até os mínimos detalhes. Espero que você, leitor, fique satisfeito com a leitura, que tenha esclarecido todas as suas dúvidas e, claro, que você volte sempre!”

Ver todos os posts

Leia a seguir

  • Dicas financeiras

    Black Friday 2020: a edição que está gerando altas expectativas

  • Dicas financeiras

    Como gerar boleto no Nubank?

  • Dicas financeiras

    Mercado Pago: como adicionar dinheiro?

  • Dicas financeiras

    Dicas de como você pode ganhar dinheiro viajando

Ver mais conteúdos

Veja o que estão comentando

Principais conteúdos

Principais assuntos

  1. Home
  2. Conteúdo
  3. Dicas financeiras