Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos
Acesse sua conta

O que é empréstimo compulsório?

Por Nara LimaPublicado em

Os empréstimos são modalidades conhecidas pelos brasileiros, mas sabia que todos nós também podemos emprestar dinheiro para o Governo? Neste artigo, você vai entender o que é empréstimo compulsório, como acontece e em quais situações ele é realizado.

O que é empréstimo compulsório?

O empréstimo compulsório é um tributo de competência exclusiva da União, ou seja, do Governo Federal. Ele é utilizado quando o país se encontra em situação financeira delicada, na qual é impossível arcar com os gastos.

O empréstimo só pode ser usado de maneira temporária e por meio de comprovação que é realmente necessário. Nele, o cidadão paga para o Poder Público certos tributos, como os impostos e as taxas.

Quando o empréstimo é instituído, o contribuinte não pode escolher se quer ou não fazer parte, o pagamento é obrigatório e decorre de lei – Constituição Federal de 1988, artigo 148 e no Código Tributário Nacional, artigo 15.

Quando pode acontecer um empréstimo compulsório?

O empréstimo compulsório só pode acontecer em casos exclusivos e que estão previstos nos artigos, sendo eles:

Homem desconfiado com a mão no queixo

Com o seu score calculado, você descobre o produto financeiro ideal para você!

Calcule o seu score de forma gratuita, rápida e segura e tenha acesso a centenas de cartões de crédito e outros produtos financeiros.
+ 1.267.543 milhões de pessoas já consultaram

Ao criar uma conta você aceita nossos termos de uso política de privacidade. Aceita também receber notificações por e-mail e SMS, que podem ser canceladas quando quiser.

  • Em casos de uma guerra externa estar prestes a se iniciar ou já tiver acontecendo, desde que o conflito não tenha sido iniciado pelo Brasil;
  • Em casos de calamidade pública, como em inundações, terremotos e outros desastres com impactos extremos e catastróficos;
  • Em casos de investimento público de caráter urgente e relevante para o interesse nacional, entretanto, não pode ser cobrado imediatamente.

Como acontece um empréstimo compulsório?

Após analisar se existe alguma das hipóteses descritas acima e que podem provocar o surgimento do empréstimo compulsório, deve ser elaborada uma lei complementar. Após a lei complementar ser feita, ela deve ser encaminhada para a Câmara dos Deputados e depois ao Senado Federal.

Para que seja aprovada a lei, os integrantes das casas legislativas devem votar favoravelmente 50% + 1 da totalidade. Em outras palavras, devem ser 41 de 81 votos na câmara e 257 de 513 votos no senado. Por fim, após a lei estar aprovada e publicada, a cobrança já pode começar a ser estruturada.

Gostou do conteúdo?

No Portal da Foregon você encontra notícias e diversos outros conteúdos relacionados ao mundo das finanças. Além disso, você também pode consultar seu score de crédito e receber as melhores ofertas de produtos e serviços financeiros que mais se encaixam com o seu perfil.

Consulte seu CPF grátis e receba as melhores ofertas!

Mais de 300 opções entre cartões de crédito, contas e empréstimos.

Consultar CPF grátis
+ 1.267.543 milhões de pessoas já consultaram

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Nara Lima

Redatora e Especialista em Produtos e Serviços Financeiros na Foregon, gosta de escrever sobre educação financeira. Preza pela facilidade da leitura e pela checagem das informações, buscando produzir um conteúdo de leitura simplificada e que sane as dúvidas do leitor.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

5 cuidados com empréstimo para seu nome não ficar sujo

Empréstimo consignado Bradesco. Entenda

A empresa meutudo é confiável? Veja como ela funciona

Empréstimo para MEI negativado: entenda

Foi aprovada a suspensão do empréstimo consignado? Entenda

Empréstimo para BPC 2022: veja as regras para solicitar

Empréstimo Bemol: características, vantagens e como solicitar

Fiz um empréstimo no Nubank, posso fazer outro?