Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos
Acesse sua conta

Estorno e cancelamento de compras: entenda a diferença

Por Thais SouzaPublicado em

Quem nunca se encantou por um produto ao olhar a foto e quando a entrega chegou, foi só desilusão? Ou até mesmo se arrependeu da compra logo após o pagamento? Pois é, esses casos são mais comuns do que parecem. Nessas situações, o cliente tem duas opções: o cancelamento ou estorno, mas você sabe qual é a diferença entre eles?

Cancelamento e estorno: entenda a diferença 

O cancelamento é o primeiro passo quando o cliente se arrepende de uma compra. Ou seja, ao fazer o cancelamento, você está anulando a transação. Normalmente, o cancelamento deve ser solicitado logo após o pagamento. Em compras online, por exemplo, você deve solicitá-lo antes da encomenda chegar na sua casa.

Quando você faz o cancelamento, normalmente, o valor ou limite do cartão utilizado na compra é devolvido em até 72h, mas tudo vai depender das regras da instituição financeira responsável pela emissão do cartão. Como é um processo muito rápido, a compra pode nem aparecer na sua fatura.

Imperdível
Sua chance de ter um cartão de crédito sem anuidade78.477 pessoas já pediram
Ver cartão
Encerra em 16:20

Já o estorno é a etapa seguinte ao cancelamento. Ele acontece quando o pagamento já foi aprovado e já está aparecendo na fatura do cartão de crédito ou extrato do cartão de débito. Se você fez uma compra e a cancelou dentro do prazo determinado pelo estabelecimento, receberá o estorno, que nada mais é do que a devolução do seu dinheiro.

O estorno é solicitado, geralmente, quando o cliente não recebe a mercadoria que comprou ou recebeu um produto com defeito ou diferente do que estava combinado. Então, o cliente pede o cancelamento e solicita o estorno do valor. Se a compra foi feita no cartão de crédito, o prazo para a devolução pode ser de até duas faturas.

Quando o estorno não é possível?

Vale ressaltar que um estorno é sempre o cancelamento de algo. Já o cancelamento nem sempre inclui um estorno. Por exemplo: se você assina um serviço de streaming, como a Netflix, o valor é cobrado na hora. Se no meio do mês você decidir cancelar a assinatura, não receberá o estorno, pois trata-se de um serviço mensal. 

Passagens de avião e reservas de hospedagens também têm suas regras específicas para cancelamento com devolução do valor. Por isso, fique atento no momento da compra. 

Me arrependi da compra: como pedir cancelamento ou estorno?

Você deve solicitar o cancelamento da sua compra diretamente com o vendedor. Em alguns sites, assim que você efetua o pagamento já aparece a opção de cancelar. Normalmente, o prazo de cancelamento se encerra no mesmo dia em que você pagou. 

Já para estornos, em compras feitas pela internet ou por atendimento em domicílio, o período de arrependimento é de até sete dias após o recebimento do produto. Lembrando que esse prazo não vale para estabelecimentos físicos. Nesse caso, você só tem possibilidade de devolução dos produtos com defeito, por exemplo.

Descomplicamos?

Para não sair no prejuízo, o ideal é realizar a sua compra em sites de confiança. Assim, você evita problemas e mesmo que eles venham ocorrer, será mais simples de resolver. Fique ligado nas nossas dicas de segurança para compras online: 

Boa leitura e até a próxima!

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Thais Souza

Redatora e Especialista em Produtos e Serviços Financeiros na Foregon, se identifica com conteúdos relacionados a investimentos e empréstimos e acredita que esse tipo de conhecimento pode mudar a vida das pessoas. Busca impactar a vida dos usuários que buscam resolver um problema ou conhecer melhor um produto ou serviço financeiro.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

6 livros sobre empreendedores brasileiros de sucesso

O que é um aporte financeiro? Entenda seu funcionamento

O que é DeFi: o novo formato das finanças

Vai negociar suas dívidas? Entenda qual a importância do planejamento financeiro

Economia: expectativas para o Brasil em 2022 estão piorando

Estorno e cancelamento de compras: entenda a diferença

Qual a diferença entre economizar, poupar e investir?

Juros compostos: o que são e como afetam a sua vida financeira?