Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos
Acesse sua conta

Falta de planejamento financeiro pode afetar a sua saúde e qualidade de vida

Por Thais SouzaPublicado em

Ao contrário do que muitos pensam, a falta de planejamento financeiro não afeta somente o seu bolso, como também tem influência direta na sua saúde e qualidade de vida. Pensando nisso, neste artigo você vai entender a importância da organização financeira para seu dia a dia. Vamos lá? 

Estudos comprovam: falta de planejamento financeiro afeta a saúde 

De acordo com uma pesquisa realizada em 2013 pela PWX sobre a relação dos trabalhadores com o dinheiro, 23% dos funcionários entrevistados dedicam parte do tempo do expediente de trabalho pensando sobre seus problemas financeiros, o que diminui a produtividade e afeta as entregas. 

Já uma pesquisa norte-americana realizada pela PFEEF relacionada às implicações do estresse financeiro para a saúde, aponta que 29% das pessoas que têm problemas financeiros sofrem com ansiedade, 23% respondeu que teve depressão profunda e apenas 4% diz ter o orçamento em ordem.

Imperdível
Sua chance de ter um cartão de crédito sem anuidade78.477 pessoas já pediram
Ver cartão
Encerra em 16:20

Esses dados são o reflexo da influência da falta de organização financeira na nossa saúde e qualidade de vida. Afinal, dívidas geram estresse, preocupações e cobranças diárias, que acabam afetando tanto o nosso estado psicológico como também o físico. Nesse contexto, o planejamento financeiro é fundamental, permitindo ter os recursos necessários para viver com tranquilidade.

Doenças mais comuns causadas pelo descontrole financeiro

Em um estudo sobre os efeitos negativos do descontrole financeiro sobre a saúde das pessoas realizado pela Universidade do Arizona em parceria com a Universidade da Virginia, foi constatado que 82,5% dos entrevistados acabaram sofrendo algum problema de saúde ocasionado pela sua situação financeira. Confira abaixo quais foram as principais doenças e distúrbios citados no estudo:

  • Estresse profundo: 46,3%;
  • Preocupação, nervosismo, tensão e ansiedade: 11,9%;
  • Depressão: 10%;
  • Distúrbios do sono e insônia: 9,2%;
  • Dores de cabeça e enxaqueca: 7,3%;
  • Pressão alta e hipertensão: 7,2%;
  • Distúrbios alimentares acompanhados de ganho ou perda de peso: 3,5%;
  • Distúrbios digestivos e dores de estômago ou abdominais: 2,9%.

Como levar uma vida financeiramente saudável?

Para evitar esses distúrbios e doenças e para melhorar a sua qualidade de vida, é fundamental que além de dar importância à alimentação, atividades físicas e ter boas horas de sono, também é importante organizar as suas finanças.

O primeiro passo para se organizar financeiramente é fazer um planejamento financeiro, seja para fugir das dívidas, realizar sonhos ou apenas ter uma relação mais saudável com o seu dinheiro. Abaixo separamos algumas dicas simples para você colocar isso em prática: 

Descomplicamos?

Agora que você já sabe a importância do planejamento financeiro para sua saúde e qualidade de vida, que tal começar a aplicar uma relação mais saudável com suas finanças hoje mesmo? 

Esperamos que este artigo tenha sido útil para você. Se ficou com alguma dúvida, deixe seu comentário abaixo. Até a próxima! 

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Thais Souza

Redatora e Especialista em Produtos e Serviços Financeiros na Foregon, se identifica com conteúdos relacionados a investimentos e empréstimos e acredita que esse tipo de conhecimento pode mudar a vida das pessoas. Busca impactar a vida dos usuários que buscam resolver um problema ou conhecer melhor um produto ou serviço financeiro.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

Imposto de renda: saiba como sair da malha fina

Aumento da energia: saiba quais são os vilões da conta de luz

Aneel aciona bandeira vermelha em patamar 2 e impacta economia brasileira

Organizze: veja o passo a passo de como usar o aplicativo para controlar suas finanças

A melhor forma de utilizar o dinheiro da restituição do IR 2021

Cashback: guia completo

Dia dos namorados: como economizar?

5 dicas para você cuidar do seu dinheiro e gastar sem culpa