financiar-ou-pagar-a-vista
Financiar ou pagar à vista: qual o melhor para o seu momento?

Nossa vida é cheia de sonhos, não é mesmo? A de muita gente é ter a casa própria, se livrar do aluguel ou mesmo comprar um carro. O problema é que esses desejos custam caro e precisam ser estudados. Será que é melhor financiar ou pagar à vista?

Tudo vai depender da sua economia e se você consegue poupar. Seja à vista, quando você precise juntar o dinheiro ou financiado, onde é necessário ter disciplina com as parcelas mensais.

É inegável que, poupar e pagar à vista é o melhor negócio. O comprador fica livre de juros e não “arrasta” uma dívida por muito tempo, o que alivia os próximos anos.

Mas, sabemos que pagar à vista não é fácil para todo mundo. Às vezes poupar leva um bom tempo e o sonho é adiado. Enquanto isso, vivendo no aluguel, que também não é nada barato.

Por isso, para realizar o sonho da casa ou carro novo, o melhor caminho pode ser um financiamento. Nesse caso, é necessário dar uma entrada e depois pagar as parcelas, que somada aos juros, no final, o comprador acaba desembolsando quase o dobro do valor inicial.

Afinal, financiar ou pagar à vista?

Financiar ou pagar à vista

A escolha depende do seu momento financeiro. Se você conseguir fazer uma boa poupança ou já tem um dinheiro guardado, o pagamento à vista pode compensar para você.

Outra maneira que pode servir para os dois casos é investir o seu dinheiro. Se caso já tenha um valor alto guardado, aplicá-lo vai render e com esse valor você consegue o total para a compra do bem ou aproveitar (em caso de um imóvel) para fazer a decoração, segurança, etc.

No caso do financiamento, investir o dinheiro pode garantir que o valor da parcela seja acrescido e cubra os juros, ou seja, você paga o valor original. Mas, para isso, é necessário escolher uma aplicação com juros acima do financiamento.

Comprar à vista: qual o benefício?

Além daquele que já explicamos no início, de que o pagamento à vista não tem os juros absurdos como o do financiamento, além de não levar uma dívida para os próximos anos, o valor pode cair ainda mais.

O mercado imobiliário ou mesmo de veículos, está disposto a oferecer descontos para esse tipo de pagamento. Se você conseguir um desconto de 20% a 30%, o valor que você iria gastar com o bem, pode investir e aproveitar para outros fins.

Financiamento: qual o benefício?

O principal benefício do financiamento está na possibilidade de compra imediata de um veículo ou imóvel. Esse tipo de pagamento, é indicado às pessoas que não tem dinheiro guardado, possam economizar mensalmente e também realizar seu sonho.

Outro ponto positivo de um financiamento, é que na compra de uma casa, as parcelas substituirão o pagamento do aluguel, que em alguns casos, acaba sendo a mesma coisa, o valor não sofre grandes alterações.

Essa dica serve para imóveis prontos para morar. Agora, se estiver na planta, pode dificultar a vida do comprador, já que o valor das parcelas do financiamento se somam ao do aluguel. Tornando tão difícil quanto poupar e comprar a casa à vista.

Outro motivo que pode te levar a escolher o financiamento, é a possibilidade de congelar o preço atual do imóvel ou do veículo. Isso faz com que o bem não sofra às oscilações do mercado.

Ou seja, se o imóvel ou carro valorizar, você não tem que pagar a mais pela alta, o que acontece quando se escolhe pagar à vista, se o preço aumenta, você deve correr atrás para poupar mais ainda.

O problema é se o bem desvalorizar. Nesse caso, o comprador terá perdido a oportunidade de comprar por um valor reduzido.

Financiamento com FGTS

Nessa dúvida de financiar ou pagar à vista, o seu FGTS pode ser usado na primeira opção. Primeiro, é preciso que você e o seu bem se enquadrem nas regras.

  • Entrada ou amortizar as parcelas de um imóvel de até R$ 50 mil;
  • Não pode ter outro imóvel residencial na mesma cidade ou região metropolitana no nome do comprador;
  • Confira mais exigências aqui.

O Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), pode ser usado praticamente quando se financia ou se faz consórcio. No primeiro caso, pode compor a entrada, amortizar ou pagar as parcelas.

Em pagamentos à vista, o único meio de usar o fundo é se o saldo for suficiente para quitar o bem, o que acaba sendo mais difícil de acontecer.

Pensar antes de escolher entre financiar ou pagar à vista

Pagamento à vista, menos complicações financeiras durante os próximos anos. Financiamento, oportunidade de comprar o bem e ainda criar o hábito de poupar para conseguir pagar as parcelas.

Assim como para as compras normais do dia a dia, um investimento requer pesquisa. Isso se refere ao local e as condições de pagamento, que podem oferecer um ótimo negócio à vista ou mesmo a escolha do banco que oferece os menores juros no financiamento.

Ainda dentre essas opções, existe o empréstimo. Ele também vale a pena ser avaliado com as financeiras. Se os juros forem menores do que o financiamento, valem a pena.

Assim como os produtos de crédito passam por uma avaliação e tem restrições, o mesmo acontece com o financiamento. Para ter acesso ao benefício, o comprador não pode ultrapassar 30% de sua renda, além de estar sujeito a uma avaliação de crédito.

É importante se planejar para esses momentos. Investir seu dinheiro pode ser uma maneira inteligente de economizar. Procurar aplicações com 100% do CDI (hoje por volta de 7%), ou pré e pós fixado no Tesouro Direto, são boas alternativas para ver seu dinheiro crescer e quem sabe pagar à vista ou quitar as parcelas sem o peso dos juros.

Planejamento e disciplina são chaves

Se você optou pelo pagamento à vista de um imóvel ou veículo, é muito importante manter as contas sob controle e economizar em todos os sentidos. Para isso, é preciso “colocar ordem na casa”.

Primeiro, estabeleça o quanto deve ser poupado mensalmente para que consiga pagar o bem que deseja. Se for financiar, é preciso dar uma entrada, ou seja, outro item que deve ser levado em conta nessa economia.

Para ter um resultado ainda melhor, é importante conhecer a sua vida financeira. Ou seja, qual seus ganhos, gastos, etc.

Separamos uma planilha para você baixar aqui, que te ajuda nessa tarefa de economizar. Separe seus gastos fixos dos variáveis e veja onde pode ser economizado ou até mesmo cortado.

A disciplina deve ser mantida por você e quem mais estiver nessa. O “aperto” das contas e controle neste momento é imprescindível, Mas, você verá que valeu a pena quando tiver seu maior sonho!

Esperamos que tenha gostado das dicas. Qualquer dúvida sobre financiar ou pagar à vista, deixe aqui nos comentários e até o próximo post!

Este conteúdo foi útil para voce? 1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (3 voto(s), média: 4,00)
Loading...