Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos

Lei Aldir Blanc: conheça a medida que vai auxiliar o setor cultural

Por Janaína TavaresPublicado em

Durante a pandemia do novo coronavírus, o setor cultural vai contar com o apoio da Lei Aldir Blanc.

Aprovada em junho desse ano pelo Congresso, a medida já foi regulamentada pelo governo e vai oferecer subsídios mensais tanto para os espaços artísticos, como para os trabalhadores que atuam nesse setor.

Ao todo, conforme a lei, serão repassados R$ 3 bilhões para os estados, Distrito Federal e municípios. Case queira ver mais detalhes de como essa lei irá funcionar na prática, acompanhe a leitura do artigo.

Imperdível
Sua chance de ter um cartão de crédito sem anuidade78.477 pessoas já pediram
Ver cartão
Encerra em 16:20

Lei Aldir Blanc: quem pode solicitar?

De acordo com a lei, você só vai ter acesso à três parcelas de R$ 600 se for artista, produtor ou técnico que teve a atividade profissional interrompida por causa da atual situação. Contudo, será necessário contemplar outros requisitos, tais como:

  • Comprovar atuação no segmento nos 24 meses anteriores à publicação da lei, por meio de documentos ou autodeclaração;
  • Ser residente em território nacional;
  • Não ter acumulado rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 em 2018;
  • Deve ter renda familiar mensal per capita de até meio salário mínimo ou renda familiar mensal total de até três salários mínimos.

Importante: para esse público, o pagamento será limitado a dois membros da mesma família. Porém, a mulher chefe de família terá o direito de receber duas cotas.

Além disso, a Lei Aldir Blanc também irá beneficiar os espaços culturais que poderão utilizar um subsídio mensal que terá valores entre R$ 3 mil e R$ 10 mil. Neste caso, entram na categoria de espaços culturais:

  • Teatros independentes;
  • Escolas de música;
  • Circos;
  • Cineclubes;
  • Centros culturais;
  • Bibliotecas comunitárias;
  • Livrarias;
  • Produtoras de cinema e audiovisual;
  • Ateliês de pintura, moda, design e artesanato.

Quem não pode fazer parte da Lei Aldir Blanc?

Por outro lado, não terá o direito de receber a ajuda emergencial:

  • Os trabalhadores que têm emprego formal ativo;
  • Os trabalhadores que têm benefício previdenciário ou assistencial;
  • Os trabalhadores que recebem auxílio de algum programa de transferência de renda federal, exceto do Bolsa Família;
  • Espaços criados pela administração pública ou vinculados ao Sistema S.

Lei Aldir Blanc: como será a forma de distribuição?

A União ficará responsável por repassar os R$ 3 bilhões em recursos. No entanto, serão os estados, municípios e o Distrito Federal que deverão distribuir esse dinheiro para os artistas e espaços culturais.

Dessa forma, eles terão que definir em até 30 dias os planos de execução dos R$ 3 bilhões, além de repassar toda a verba para o setor cultural em um prazo de, no máximo, 120 dias.

Lei Aldir Blanc: qual será o cronograma de repasses?

Lote 1 Aprovados até 1º de setembro Recebem até 11 de setembro
Lote 2 Aprovados entre 2 de setembro e 16 de setembro Recebem até 26 de setembro
Lote 3 Aprovados entre 17 de setembro e 1º de outubro Recebem até 11 de outubro
Lote 4 Aprovados entre 2 de outubro e 16 de outubro Recebem até 26 de outubro

Observação: vale lembrar que a distribuição do dinheiro para estados e municípios será realizada em até 10 dias, assim que os planos de execução forem aprovados.

Lei Aldir Blanc: contatos para dúvidas

Se você ficou com alguma dúvida pontual sobre essa medida, pode se comunicar diretamente em um dos canais de atendimento disponibilizados pelos ministérios do Turismo e da Economia:

E-mail

Telefone

  • Número: 0800 978 9008

Conteúdos úteis para você

Antes de ir, que tal conhecer outros artigos que também podem ser do seu interesse?

Descomplicamos?

Esperamos ter ajudado você com o nosso conteúdo. Qualquer pergunta ou sugestão que quiser fazer, basta enviar aqui o seu comentário que vamos responder. Até a próxima!

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Janaína Tavares

Jornalista e Especialista em Produtos e Serviços Financeiros na Foregon, a Janaína (ou Jana). Como redatora, ama os conteúdos sobre dicas financeiras. Preza pela checagem de todas as informações e o conteúdo perfeito para ela, é aquele que ajuda o leitor a resolver um problema, ensinando e orientando o leitor a tomar a melhor decisão.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

Trabalhador que recusar tomar vacina pode ser demitido por justa causa

PF deflagra operações contra fraudes no Auxílio Emergencial

Fase emergencial da quarentena no estado de SP: o que muda?

3 coisas que as empresas estão fazendo para superar a crise do Covid-19

5 princípios que devemos aprender em momentos de crise

O Auxílio Emergencial vai voltar em 2021?

Conheça o ‘Auxílio Emergencial’ para moradores da cidade de Belém

O que é necessário para receber a vacina contra o coronavírus?