Ir para o conteúdo principal
Foregon.com

Mais de 2 milhões de pessoas não vão receber o Auxílio Emergencial, entenda

Por Sabrina VansellaPublicado em

Qualidade editorial: Nosso conteúdo é construído por uma equipe profissional que coloca a dúvida do leitor no centro da sua escrita. Cada autor traz o seu conhecimento para responder e solucionar sua busca, entregando valor por meio da verificação de dados, aprofundamento da pesquisa e reputação do nosso site.

Segurança e privacidade: Somos responsáveis por manter seus dados protegidos quando você acessa nosso site. Trabalhamos com total transparência e respeito ao seu consentimento, colocando você no controle de seus dados. Conheça nossa política de privacidade.

O Governo Federal está em busca de reduzir o número de contemplados do Auxílio Emergencial. Para os inscritos no CadÚnico ou aqueles que são MEI, o coronavoucher será estendido, afirmou o Ministério da Cidadania. Porém, mais de 2 milhões de pessoas não são mais beneficiárias do Auxílio Emergencial, após operação do Governo.

Por conta da Covid-19, o Auxílio Emergencial está em funcionamento, mas o Governo Federal acabou reduzindo o número total de beneficiários.

Foi divulgado nos últimos dias que 2 milhões de segurados foram desligados do programa por não se encaixarem nos pré-requisitos de concessão do Auxílio Emergencial. Contudo, muitos que foram afetados levantaram questionamentos, alegando que não há justificativa para a redução.

Em virtude da situação, é esperado que abram novos períodos de contestação para que a Dataprev reveja os desligamentos.

O que você procura?

A nova rodada

Apesar da redução do número de segurados, foi confirmado pelo Governo que o programa será estendido até o mês de Outubro. Será mantido o valor das mensalidades entre R$150 e R$ 375 e não haverá um novo período de inscrição para novos beneficiários.

Confira o calendário da 4ª parcela do Auxílio Emergencial

Os calendários da 4ª parcela do Auxílio Emergencial foram divulgados para autônomos e segurados do Bolsa Família.

Calendário de pagamento para o público geral:

Nascidos em Depósito na Poupança Social Saques
Janeiro 23 de julho 13 de agosto
Fevereiro 25 de julho 17 de agosto
Março 28 de julho 19 de agosto
Abril 1 de agosto 23 de agosto
Maio 03 de agosto 25 de agosto
Junho 05 de agosto 27 de agosto
Julho 08 de agosto 30 de agosto
Agosto 11 de agosto 1 de setembro
Setembro 15 de agosto 03 de setembro
Outubro 18 de agosto 06 de setembro
Novembro 20 de agosto 08 de setembro
Dezembro 22 de agosto 10 de setembro

Calendário de pagamento para beneficiários do Bolsa Família:

NIS com final Data de pagamento
1 19 de julho
2 20 de julho
3 21 de julho
4 22 de julho
5 23 de julho
6 26 de julho
7 27 de julho
8 28 de julho
9 29 de julho
0 30 de julho

Gostou do nosso conteúdo?

Esperamos ter ajudado com essas informações. Se tiver alguma dúvida, faça um comentário. Até breve!

Compartilhe

Escrito por:

Sabrina Vansella
Redatora

Jornalista e Especialista em Produtos e Serviços Financeiros na Foregon desde 2021, através da escrita busca melhorar a qualidade de vida das pessoas.