Ir para o conteúdo principal
Foregon.com

NFC-e: como funciona e quais as vantagens?

Por Thais SouzaPublicado em

Se você trabalha no varejo, provavelmente já deve ter ouvido falar da Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica (NFC-e), certo? Mas você sabe para que serve, como funciona e quais são as suas vantagens? É o que vamos descobrir em seguida.

O que você procura?

O que é NFC-e?

A Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica é um documento fiscal eletrônico emitido para o consumidor final. Ela foi criada para substituir o modelo impresso pelo digital, auxiliando na redução de custos e facilitando o controle de suas vendas.

Com a NFC-e, o cupom fiscal e a nota fiscal de modelo dois, que eram opções impressas, são substituídas por um modelo digital que permite que a Secretaria de Estado da Fazenda (SEFAZ) tenha acesso às informações assim que a nota seja emitida.

O intuito, neste caso, é oferecer maior agilidade no repasse de informações fiscais, facilitar a fiscalização da SEFAZ e o combate à sonegação de impostos.

Quais as vantagens para quem emite?

As maiores vantagens para o varejista que emite a NFC-e é a economia e a praticidade que ela oferece. Com ela, você não precisa acumular e desperdiçar papéis e ainda pode ter um controle mais ágil das suas vendas.

Além disso, ao adotar o uso da NFC-e, você não precisa comprar impressoras fiscais, que custam em média R$ 4 mil, para entregar o comprovante da compra e nem se preocupar com a fiscalização dessas máquinas.

Confira esses e outro benefícios para você que é empreendedor:

  • Maior facilidade para manter o negócio legalizado;
  • Não é necessário a fiscalização de máquinas;
  • A NFC-e pode ser emitida a qualquer hora e lugar;
  • É integrada com dispositivos móveis;
  • O armazenamento dos documentos fiscais é digital;
  • Você acompanha o envio das emissões em tempo real.

Quais as vantagens para o consumidor?

Não é só o empreendedor que aproveita as vantagens da NFC-e, o consumidor também tem mais praticidade nas suas compras. Confira:

  • Sem papéis impressos acumulados;
  • O consumidor pode consultar esses documentos através de um QR Code;
  • Recebimento do extrato da nota fiscal por e-mail ou SMS;
  • Mais agilidade.

O que é a Danfe NFC-e?

O Documento Auxiliar de Nota Fiscal Eletrônica (Danfe) é uma versão simplificada da NFC-e. Ou seja, é um papel que reúne informações básicas da transação e, mesmo que a NFC-e seja eletrônica, o Danfe ainda deve ser emitido ao consumidor. Nele constam:

  • QR Code para consulta do documento completo;
  • Chave de Acesso da NFC-e;
  • Informações de endereço, remetente e destinatário (em caso de entrega a domicílio).

O consumidor consegue acessar no seu smartphone, através do QR Code, a NFC-e completa e ainda comparar os valores que constam na nota com os que a empresa repassa ao fisco.

Quais são os requisitos para emitir NFC-e?

  • Ter a Inscrição Estadual (IE) em dia;
  • Computador com acesso a internet;
  • Impressoras não fiscais;
  • Certificado Digital de Pessoa Jurídica;
  • Credenciamento na SEFAZ e permissão emitida pelo órgão;
  • Código de Segurança do Contribuinte (CSC) concedido pela SEFAZ;
  • Software emissor de NFC-e.

Em quais estados a NFC-e é obrigatória?

A NFC-e é obrigatória na maioria dos estados do país. Atualmente, os únicos que ainda não a aderiram são:

  • Minas Gerais (MG): previsto para aderir a obrigatoriedade em setembro de 2020;
  • Santa Catarina (SC): sem previsão para aderir.

E você, já faz o uso da NFC-e no seu estabelecimento? Conta para a gente o que está achando da praticidade oferecida pelo documento digital.

Até a próxima!

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Thais Souza

Redatora e Especialista em Produtos e Serviços Financeiros na Foregon, se identifica com conteúdos relacionados a investimentos e empréstimos e acredita que esse tipo de conhecimento pode mudar a vida das pessoas. Busca impactar a vida dos usuários que buscam resolver um problema ou conhecer melhor um produto ou serviço financeiro.

Ver todos os posts

Leia também

Aumento do salário mínimo 2024 e economia de horas extras

Posso Fazer Portabilidade de Salário Mesmo Devendo o Banco?

IGP-DI: Valor Atual e o Acumulado de 2023

IPC-Fipe 2023: Conheça o Índice de Preços ao Consumidor

Descubra Agora: Buser é Confiável? Uma Análise Detalhada

Poupançudo da Caixa: Como Adquirir os Cofres Divertidos?

Finanças para Millennials: um guia passo a passo

Como Declarar Imposto de Renda: Passo a Passo para 2024