Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos

Novo auxílio emergencial de R$ 1.000: veja quem terá direito

Por Camila SilveiraPublicado em

O Projeto de Lei 5009/20, que já está em andamento na Câmara dos Deputados, prevê a criação de um novo auxílio emergencial no valor de R$ 1 mil por mês. Tal benefício deve ser pago aos indígenas, quilombolas, ribeirinhos, pescadores artesanais, membros de outras comunidades tradicionais e assentados do programa de reforma agrária.

Portanto, o benefício será concedido para os moradores do bioma Pantanal, que tiveram a área atingida por incêndios.

Segundo a justificativa do texto, apresentada pelos autores do novo projeto, deputada Professora Rosa Neide (PT-MT) e outros 12 deputados, os moradores dessa área enfrentam muitas dificuldades, dores e prejuízos psicológicos e socioeconômicos devido à tragédia causada pelos incêndios do Pantanal.

Imperdível
Sua chance de ter um cartão de crédito sem anuidade78.477 pessoas já pediram
Ver cartão
Encerra em 16:20

Os dados do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden) afirmam que 92% das pequenas propriedades do Pantanal tiveram mais de 80% da área destruída pelo fogo.

O que a nova proposta de auxílio emergencial estabelece?

A proposta estabelece que o novo auxílio emergencial no valor de R$ 1 mil não será concedido para as pessoas que tiverem outra fonte de renda, igual ou superior a R$ 500 por membro da família, e aos que constem como dependente de declarante do Imposto de Renda (IR). O grupo das pessoas que receberão o auxílio deve ser composto por:

  • Cônjuge;
  • Companheiro com o qual o contribuinte tenha filho ou que conviva há mais de cinco anos;
  • Filho ou enteado em duas hipóteses.

As funcionalidades criadas para o auxílio emergencial pago em decorrência da pandemia da Covid-19 também podem ser usadas neste caso. Por exemplo, quem for receber esse benefício de R$ 1 mil, poderá realizar pagamentos por meio de uma conta do tipo poupança social digital.

O texto proíbe a instituição financeira responsável pelo pagamento efetuar descontos ou compensações.

Conheça os 13 deputados que assinam o novo Projeto de Lei

  • Professora Rosa Neide (PT-MT);
  • Alencar Santana Braga (PT-SP);
  • Nilto Tatto (PT-SP);
  • Célio Moura (PT-TO);
  • Camilo Capiberide (PSB-AP);
  • Professor Israel Batista (PV-DF);
  • Vander Loubet (PT-SP);
  • Alexandre Padilha (PT-SP);
  • Rodrigo Agostinho (PSB-SP);
  • Marcelo Freixo (PSOL-RJ);
  • Paulo Teixeira (PT-SP);
  • Merlog Solano (PT-PI);
  • Túlio Gadêlha (PDT-PE).

Descomplicamos?

Esperamos ter ajudado você com esse conteúdo. Em caso de dúvidas ou sugestões, deixe um comentário para nós e até a próxima!

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Camila Silveira

Redatora e Especialista em Produtos e Serviços Financeiros na Foregon, adora descomplicar os cartões de crédito, empréstimos, financiamentos, seguros, contas digitais, entre outros. Boa parte do seu trabalho é acompanhar a movimentação dos bancos e instituições financeiras para trazer as principais notícias do mercado.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

A Nextel agora é ‘Claro nxt’: entenda o que mudou

IBGE abre concurso para 204 mil vagas temporárias do Censo 2021

Entenda porque o preço do gás de cozinha aumentou

Conheça os 9 projetos que visam prorrogar o Auxílio Emergencial

MT lança o seguro-desemprego pela internet: confira

Programa de fidelidade da Americanas será gratuito para todos os clientes

Banco Inter faz parceria com Vítreo para oferecer fundos de criptomoedas

Governo edita Medida Provisória que facilitará o acesso a empréstimos

  1. Home
  2. Conteúdo
  3. Notícias sobre economia e finanças